Exportar registro bibliográfico

Taxonomic Study of the Brazilian Species of Charops Holmgren, 1859 (Ichneumonidae, Campopleginae)  (2018)

  • Autores:
  • Autor USP: SANTOS, ALVARO DORIA DOS - MZ
  • Unidade: MZ
  • Assuntos: HYMENOPTERA; ICHNEUMONIDAE
  • Idioma: Inglês
  • Resumo: Insetos parasitoides são conhecidos pela sua distinta estratégia de vida, na qual para concluir o seu ciclo de vida necessariamente matam os seus hospedeiros. Oitenta por cento das espécies de parasitoides pertencem à ordem Hymenoptera (abelhas, formigas e vespas). Dentre as vespas parasitoides destaca-se a família Ichneumonidae, que possui mais de 25 mil espécies nominais e apresenta grande diversidade de hábitos e hospedeiros. Apesar do grande número de espécies já descritas, existe uma baixa representatividade de espécies conhecidas de regiões tropicais devido, principalmente, à escassez de estudos taxonômicos na região. O presente estudo teve por objetivo compilar as informações sobre a biologia de Ichneumonidae a partir de uma extensa revisão da literatura e realizar um estudo taxonômico das espécies de Charops Holmgren, 1859 (Campopleginae) que ocorrem no Brasil. Foi observado que cerca das 950 espécies de Ichneumonidae que ocorrem no Brasil, menos de 10% possuem algum registro de hospedeiro. Tais registros estão concentrados principalmente nas regiões sul e sudeste do Brasil aonde se concentra a maior quantidade de taxonomistas do país. Além disso, grande parte dos registros referem-se a hospedeiros de importância econômica nas culturas de milho, soja e algodão. Pouco se sabe sobre a interação entre parasitoides/hospedeiros em biomas naturais brasileiros. Foram encontradas 33 espécies que apresentam registro de ocorrência dúbio para o Brasil. Apesar de ser uma dassubfamílias com maior número de registros de hospedeiro, Campopleginae permanece relativamente carente de estudos taxonômicos no Brasil. Um exemplo disso é o gênero Charops que apesar de apresentar registros para o Brasil (em nível de gênero), nunca foi estudado através de um viés taxonômico. O estudo de 614 exemplares deste gênero revelou 9 espécies novas para o Brasil, sendo estas as primeiras espécies descritas para a América do Sul. Sua distribuição geográfica conhecida foi ampliada e ilustrada em mapas de distribuição. Imagens de alta resolução e uma chave de identificação para essas espécies são fornecidas
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 28.08.2018
  • Acesso à fonte
    Como citar
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SANTOS, Alvaro Doria dos; BRANDÃO, Carlos Roberto Ferreira; ONODY, Helena Carolina. Taxonomic Study of the Brazilian Species of Charops Holmgren, 1859 (Ichneumonidae, Campopleginae) . 2018.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2018. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/38/38131/tde-30102018-162841/ >.
    • APA

      Santos, A. D. dos, Brandão, C. R. F., & Onody, H. C. (2018). Taxonomic Study of the Brazilian Species of Charops Holmgren, 1859 (Ichneumonidae, Campopleginae) . Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/38/38131/tde-30102018-162841/
    • NLM

      Santos AD dos, Brandão CRF, Onody HC. Taxonomic Study of the Brazilian Species of Charops Holmgren, 1859 (Ichneumonidae, Campopleginae)  [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/38/38131/tde-30102018-162841/
    • Vancouver

      Santos AD dos, Brandão CRF, Onody HC. Taxonomic Study of the Brazilian Species of Charops Holmgren, 1859 (Ichneumonidae, Campopleginae)  [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/38/38131/tde-30102018-162841/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Biblioteca Digital de Produção Intelectual da Universidade de São Paulo     2012 - 2021