Exportar registro bibliográfico

Critérios de prioridade que condicionam o atendimento em saúde de pessoas idosas (2017)

  • Autores:
  • Autor USP: PETRONI, TAMÁRA NOGUEIRA - EE
  • Unidade: EE
  • Sigla do Departamento: ENC
  • Assuntos: ENVELHECIMENTO; IDOSOS; PRIORIDADES EM SAÚDE; SERVIÇOS DE SAÚDE; ENFERMAGEM
  • Palavras-chave do autor: Aging; Elderly people; Health care services; Priority
  • Idioma: Português
  • Resumo: Introdução: A legislação brasileira prioriza a atenção às crianças, aos portadores de deficiência, às gestantes, lactantes, pessoas acompanhadas por crianças de colo e pessoas idosas em serviços públicos e privados. No entanto, não é claro o que diferencia a priorização entre esses grupos ou dentro do mesmo grupo. Com o progressivo aumento da população idosa, faz-se necessária a adequação das políticas públicas de forma a atender as novas e crescentes demandas econômicas, sociais e de saúde. Em situações nas quais os recursos assistenciais existentes podem não ser suficientes para o atendimento global, torna-se necessária a hierarquização dos mesmos a partir de critérios objetivos e claros que reorganizem o fluxo assistencial dos serviços de acordo com as suas reais necessidades e demandas. Objetivo: Identificar os critérios relacionados à priorização de atendimento em saúde de pessoas idosas, considerando aspectos biomédicos/clínicos, epidemiológicos, etários e bioéticos. Método: Trata-se de um estudo de revisão bibliográfica realizada nas bases de dados CINAHL, EMBASE, LILACS e PubMed. Foram encontrados 1.973 artigos e, após análises, mantiveram-se 11 artigos. Resultados: Os trabalhos encontrados apresentaram-se de forma bem diversa em relação aos objetivos e metodologias utilizadas diante de diferentes formas de classificação, hierarquização e seleção de idosos de acordo com os riscos de gravidade, declínio ou morte.De acordo com os estudos, foram selecionados pacientes com maior necessidade ou risco de acordo com instrumentos ou por avaliação dos profissionais. Os principais motivos foram: idosos acima de 85 anos, homens, uso de polifarmácia, isolamento social, necessidade de ajuda para realizar as atividades cotidianas, comprometimento cognitivo e problema respiratório. Conclusão: A priorização dos cuidados de saúde dos idosos deve ser embasada em fatores que mais impactam essa população e em critérios que destaquem casos mais susceptíveis a riscos, mediante escolhas hierarquizadas entre alternativas de cuidados e recursos disponíveis. É necessário garantir o acesso aos idosos nos diferentes níveis de atenção à saúde de forma eficiente, permitindo o efetivo monitoramento e gerenciamento de sua condição clínica.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 27.11.2017
  • Acesso à fonte
    Como citar
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      PETRONI, Tamara Nogueira; DUARTE, Yeda Aparecida de Oliveira. Critérios de prioridade que condicionam o atendimento em saúde de pessoas idosas. 2017.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2017. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/7/7139/tde-24092018-164624/ >.
    • APA

      Petroni, T. N., & Duarte, Y. A. de O. (2017). Critérios de prioridade que condicionam o atendimento em saúde de pessoas idosas. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/7/7139/tde-24092018-164624/
    • NLM

      Petroni TN, Duarte YA de O. Critérios de prioridade que condicionam o atendimento em saúde de pessoas idosas [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/7/7139/tde-24092018-164624/
    • Vancouver

      Petroni TN, Duarte YA de O. Critérios de prioridade que condicionam o atendimento em saúde de pessoas idosas [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/7/7139/tde-24092018-164624/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Biblioteca Digital de Produção Intelectual da Universidade de São Paulo     2012 - 2021