Exportar registro bibliográfico

Role of the gene Slc11a1 and selected genotypes for minimum and maximum inflammatory reactivity in the process of alveolar bone healing in mice (2018)

  • Autores:
  • Autor USP: MACHADO, PRISCILA MARIA COLAVITE - FOB
  • Unidade: FOB
  • Sigla do Departamento: BAB
  • Assuntos: GENES; GENÓTIPOS; INFLAMAÇÃO; REPARAÇÃO ALVEOLAR; CAMUNDONGOS
  • Idioma: Inglês
  • Resumo: O processo de reparo ósseo alveolar pode ser influenciado por vários fatores locais e sistêmicos, que incluem o sistema imunológico e os genes relacionados ao reparo. No entanto, o exato papel da resposta inflamatória do hospedeiro e genético background no processo de reparo ósseo ainda não está claro. Neste contexto, avaliamos a influência da inflamação no reparo óssea alveolar, em camundongos selecionadas geneticamente para uma resposta inflamatória aguda máxima (AIRmax) ou mínima (AIRmin), como também em camundongos AIR homozigoto para os alelos RR/SS do gene Slc11a1.Neste estudo foram utilizados camundongos machos e fêmeas (N=5/tempo/grupo), das linhagens selecionados para máxima e mínima (AIRmax e AIRmin) reação inflamatória, e também as sublinhagens AIRminRR, AIRminSS, AIRmaxRR e AIRmaxSS com idade aproximada de 8 semanas. Todos foram submetidos à extração do incisivo superior direito e avaliados nos períodos de 0, 3, 7, 14 e 21 dias pós extração, seguido pela análise tomografia computadorizada (CT), análise histomorfometria, análise de birrefringência, análise imuno-histoquímica e análise molecular (PCRArray). Inicialmente, nossos resultados demonstraram que a linhagem AIRmin, no período inicial, apresentou um aumento (p<0.05) no volume ósseo, nas regiões hiperdensas, na densidade de matriz óssea e osteoblastos, seguido pelo aumento (p<0.05) na expressão de BMP4, BMP7 e RUNX2 quando comparado a linhagem AIRmax. Camundongos AIRmin também apresentou uma menor contagem de células GR1+ e CD80+ e aumento da contagem de células F4/80+ e CD206+, em paralelo com aumento da expressão de mRNA de CX3CL1, CCL5, CCR5 e ARG quando comparado aos camundongos AIRmax. Nos períodos tardios, a linhagem AIRmin apresentou uma diminuição (p<0.05) na densidade de osteoclastos e vasos sanguíneos em comparação AIRmax,seguido por uma diminuição na expressão de mRNA de RANKL e Catepk e aumento de PHEX e SOST, mas o processo de reparo ósseo alveolar, no período final foi semelhante entres as linhagens AIRmin e AIRmax. Quando analisamos o efeito dos alelos RR/SS do gene Slc11a1 em paralelo com a influência do background AIRmin/AIRmax, nós inicialmente observamos que a linhagem AIRmax associada com ambos os alelos RR/SS do gene Slc11a1 apresentaram um processo de reparo mais efetivo, caracterizado pelo aumento (p<0.05) volume ósseo e predominância de fibras vermelhas em comparação com a linhagem AIRmin. Camundongos AIRmaxRR apresentaram aumento (p<0.05) na contagem de células F4/80+ e diminuição na contagem de células CD80+ e CD206+, enquanto, camundongos AIRmaxSS apresentou um aumento (p<0.05) na contagem de células GR1+, F4/80+, CD80+ e diminuição na contagem de células CD206+. Quando analisamos a influência dos alelos do gene Slc11a1, a linhagem AIRmaxSS apresentaram um atraso no reparo óssea quando comparado ao AIRmaxRR; caracterizado pela diminuição (p<0.05) do volume ósseo, número trabecular e fibras colágenas vermelhas, seguido pelo aumento (p<0.05) da contagem de células GR1+ e CD80+ e diminuição de células F4/80+ e CD206+. Por outro lado, camundongos AIRminSS apresentaram um reparo ósseo mais efetivo quando comparada com AIRminRR; caracterizada pelo aumento (p<0.05) do volume ósseo, número / separação trabecular e birrefringência das fibras colágenas no espectro vermelho, seguido pelo aumento da contagem de células GR1+ e diminuição das células CD206+. Diante disso, os nossos resultados demonstraram que as linhagens AIRmin e AIRmax apresentaram um processo de reparo ósseo alveolar semelhantes no período final do reparo, enquanto no reparo inicial a linhagem AIRmin estava associada com a diminuição de neutrófilos e macrófagos M1 e aumento dos macrófagos M2.Além disso, nossos resultados demonstraram que background AIRmax estava associado a um processo de reparo mais efetivo, independentemente da presença de genótipos RR/SS Slc11a1, o genótipo RR favorece o reparo no background AIRmax e o genótipo SS favoreceu a reparo no background AIRmin.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 06.03.2018
  • Acesso à fonte
    Como citar
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MACHADO, Priscila Maria Colavite; GARLET, Gustavo Pompermaier. Role of the gene Slc11a1 and selected genotypes for minimum and maximum inflammatory reactivity in the process of alveolar bone healing in mice. 2018.Universidade de São Paulo, Bauru, 2018. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/25/25149/tde-13062018-191300/publico/PriscilaMariaColaviteMachado_Resumida.pdf >.
    • APA

      Machado, P. M. C., & Garlet, G. P. (2018). Role of the gene Slc11a1 and selected genotypes for minimum and maximum inflammatory reactivity in the process of alveolar bone healing in mice. Universidade de São Paulo, Bauru. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/25/25149/tde-13062018-191300/publico/PriscilaMariaColaviteMachado_Resumida.pdf
    • NLM

      Machado PMC, Garlet GP. Role of the gene Slc11a1 and selected genotypes for minimum and maximum inflammatory reactivity in the process of alveolar bone healing in mice [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/25/25149/tde-13062018-191300/publico/PriscilaMariaColaviteMachado_Resumida.pdf
    • Vancouver

      Machado PMC, Garlet GP. Role of the gene Slc11a1 and selected genotypes for minimum and maximum inflammatory reactivity in the process of alveolar bone healing in mice [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/25/25149/tde-13062018-191300/publico/PriscilaMariaColaviteMachado_Resumida.pdf


Biblioteca Digital de Produção Intelectual da Universidade de São Paulo     2012 - 2021