Exportar registro bibliográfico

Migração partidária e resultados de política: evidência para municípios brasileiros (2018)

  • Autores:
  • Autor USP: HOTT, HENRIQUE AUGUSTO CAMPOS FERNANDEZ - FEARP
  • Unidade: FEARP
  • Sigla do Departamento: EAE
  • Assuntos: ECONOMIA POLÍTICA; PARTIDOS POLÍTICOS (PROCESSO POLÍTICO)
  • Palavras-chave do autor: Migração Partidária; New Political Economy; Nova Economia Política; Party Switching; Party System; Sistema Partidário
  • Idioma: Português
  • Resumo: A migração partidária, embora seja um evento relativamente raro na maioria dos países, trata-se de um fenômeno disseminado no Brasil. O objetivo deste artigo é apresentar empiricamente os efeitos da migração partidária sobre variáveis políticas entre os anos de 2001 e 2012, fazendo uso de um banco de dados com 4974 municípios. Além disso, parte-se de uma abordagem alternativa, uma vez que, diferente da literatura convencional que trata da migração partidária de legisladores, neste artigo a atenção se voltará para o executivo, mais especificamente, para os prefeitos, algo ainda não explorado pela literatura. A mudança partidária do prefeito é interpretada como um efeito de tratamento, em que o grupo tratado é o de municípios cujo prefeito mudou de partido durante a vigência do seu mandato. Para encontramos um município no grupo de controle que possua as mesmas chances de ser tratado aplicamos um Propensity Score Matching (PSM), e então será comparado o impacto da migração sobre os políticos migrantes. Os resultados obtidos via logit apontam que os prefeitos pertencentes a partidos coligados a esferas superiores de poder tem menor probabilidade de mudarem de partido, uma vez que estes teriam melhores condições de auxiliarem os prefeitos em sua tentativa de reeleição. Além disso, foi concluído que os prefeitos migrantes possuem maior chance de tentarem se reeleger na eleição seguinte, mas sem muito impacto sobre a chance de se reelegerem, sendo que, dentre os migrantes, osmelhores desempenhos para ambas as variáveis dependentes se encontram entre aqueles que migram de um partido de fora da base do governo estadual para um partido que esteja dentro dessa base. Por fim, não foi constatato nenhum efeito estatisticamente significante da migração, tanto em si como desagregada pelos tipos de migrantes, sobre as transferências recebidas pelos municípios
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 11.01.2018
  • Acesso à fonte
    Como citar
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      HOTT, Henrique Augusto Campos Fernandez; SAKURAI, Sérgio Naruhiko. Migração partidária e resultados de política: evidência para municípios brasileiros. 2018.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2018. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/96/96131/tde-28032018-170433/ >.
    • APA

      Hott, H. A. C. F., & Sakurai, S. N. (2018). Migração partidária e resultados de política: evidência para municípios brasileiros. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/96/96131/tde-28032018-170433/
    • NLM

      Hott HACF, Sakurai SN. Migração partidária e resultados de política: evidência para municípios brasileiros [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/96/96131/tde-28032018-170433/
    • Vancouver

      Hott HACF, Sakurai SN. Migração partidária e resultados de política: evidência para municípios brasileiros [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/96/96131/tde-28032018-170433/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Biblioteca Digital de Produção Intelectual da Universidade de São Paulo     2012 - 2021