Exportar registro bibliográfico

Mindfulness e dor nos distúrbios osteomusculares: uma experiência com auxuliares e técnicos de enfermagem (2017)

  • Autores:
  • Autor USP: LOPES, SHIRLENE APARECIDA - FM
  • Unidade: FM
  • Sigla do Departamento: MCM
  • Assuntos: ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE; DOR CRÔNICA; ENFERMAGEM; SAÚDE OCUPACIONAL; DOENÇAS MUSCULOSQUELÉTICAS; TERAPIAS COMPLEMENTARES
  • Palavras-chave do autor: Chronic pain; Complementary therapies; Mindfulness; Musculoskeletal diseases; Nursing; Occupational health
  • Idioma: Português
  • Resumo: Introdução: Fatores que levam a queixas musculoesqueléticas entre profissionais de enfermagem tem sido objeto de várias pesquisas científicas, apontando a necessidade de estratégias no ambiente de trabalho, que promovam saúde para minimizar este cenário emergente. Os programas baseadas em mindfulness - atenção plena - tem demonstrado resultados promissores em aspectos clínicos e não clínicos da saúde, inclusive no manejo da dor crônica. Objetivo: Avaliar a eficácia de um Programa Adaptado de Mindfulness (PAM) como estratégia complementar no manejo da dor crônica originada por distúrbios osteomusculares, em auxiliares e técnicos de enfermagem de um hospital universitário público brasileiro, bem como a implementação do programa por meio de uma gestão colaborativa e a inserção das práticas na rotina dos participantes. Método: Realizou-se um ensaio aberto, prospectivo, com análises quantitativa e qualitativa no ambiente de trabalho com 64 trabalhadoras mulheres, entre 25 e 68 anos, Média= 47, DP= 9,50. Todas as participantes apresentaram queixas musculoesqueléticas por mais de seis meses, participaram de ao menos cinco dos oito encontros presenciais, com uma hora de duração para cada sessão e se comprometeram a realizar tarefa diária de 20 minutos de prática individual. Um questionário sócio-demográfico foi aplicado no momento da inclusão do estudo. Para as medidas quantitativas do estudo foram aplicadas escalas de autorrelato que avaliam os níveis dos sintomas das queixasmusculoesqueléticas (QNSO), ansiedade (IDATE -T), depressão (BDI), pensamentos catastróficos sobre a dor (EPCD), autocompaixão (SELFCS), atenção e consciência plenas (MAAS) e percepção da qualidade de vida (WHOQOL-Bref). Todas as variáveis foram avaliadas pelos testes ANOVA de medidas repetidas e Bonferroni com pré-follow up (T0), pós- intervenção - oito semanas (T1) e após três meses do término do programa - doze semanas de follow up (T2). Para a avaliação qualitativa foram produzidas notas descritivas e reflexivas a partir da observação participante nos setores estudados, bem como a análise temático-categorial de relatos (T1) e entrevistas semi-estruturadas (T2). Resultados: O PAM contribuiu na redução significativa (p 0,05) nos níveis de atenção e consciência plenas - MAAS e nos domínios relações sociais e meio ambiente - WHOQOL-Bref. As análises qualitativas dos relatos (T1) e entrevistas (T2) apontaram benefícios na dor e na qualidade de vida e um repensar sobre a necessidade do cuidar de si com estratégias, dentro da realidade subjetiva, para a inserção das práticas no cotidiano sugerindo a continuidade do PAM como ação factível e eficaz para a categoria estudada. Conclusão: Os resultados sugerem que o PAM contribuiu para a redução dos sintomas físicos e emocionais da dor e melhora da qualidade de vida do público estudado. Os escores desde a pós-intervenção (T1) se mantiveram, ao menos por 20 semanas (T2), indicando a eficácia do PAM como estratégia complementar parao manejo da dor e melhora da qualidade vida dos auxiliares e técnicos de enfermagem em ambiente hospitalar
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 12.07.2017
  • Acesso à fonte
    Como citar
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      LOPES, Shirlene Aparecida; NUNES, Maria do Patrocinio Tenorio. Mindfulness e dor nos distúrbios osteomusculares: uma experiência com auxuliares e técnicos de enfermagem. 2017.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2017. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5169/tde-11092017-103310/ >.
    • APA

      Lopes, S. A., & Nunes, M. do P. T. (2017). Mindfulness e dor nos distúrbios osteomusculares: uma experiência com auxuliares e técnicos de enfermagem. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5169/tde-11092017-103310/
    • NLM

      Lopes SA, Nunes M do PT. Mindfulness e dor nos distúrbios osteomusculares: uma experiência com auxuliares e técnicos de enfermagem [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5169/tde-11092017-103310/
    • Vancouver

      Lopes SA, Nunes M do PT. Mindfulness e dor nos distúrbios osteomusculares: uma experiência com auxuliares e técnicos de enfermagem [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5169/tde-11092017-103310/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Biblioteca Digital de Produção Intelectual da Universidade de São Paulo     2012 - 2021