Exportar registro bibliográfico

A alta bacia do rio Piranga (MG): estudo geomorfológico a propósito da condição de equilíbrio do relevo (2015)

  • Autores:
  • Autor USP: BERTOLINI, WILLIAM ZANETE - FFLCH
  • Unidade: FFLCH
  • Sigla do Departamento: FLG
  • Assuntos: GEOMORFOLOGIA; RIOS
  • Palavras-chave do autor: Análise multiescalar; Desequilíbrio; Disequilibrium; Multiscale analysis
  • Idioma: Português
  • Resumo: A noção de equilíbrio aplicada ao relevo foi alvo de várias discussões ao longo da edificação do pensamento geomorfológico. Vários autores trataram de ideias a ela relacionada e este se tornou um conceito de grande influência sobre o desenvolvimento da ciência geomorfológica. Apesar das várias nuances associadas ao conceito do ponto de vista geomorfológico, o equilíbrio do relevo admite que haja um comportamento balanceado entre os fluxos de matéria e energia que perpassam por entre os materiais, processos morfogenéticos e formas que constituem o relevo. Baseado na concepção de equilíbrio dinâmico como tentativa de explicar a paisagem da alta bacia do rio Piranga em termos das relações entre formas e processos geomorfológicos o objetivo deste estudo foi o de avaliar se o relevo dessa área planáltica, na região centro-sul de Minas Gerais, área de nascente de uma das grandes bacias hidrográficas da região sudeste do Brasil a do rio Doce apresenta condições morfodinâmicas que permitem caracterizá-lo como em estado de equilíbrio. Para isso foram consideradas análises morfométricas, pedológicas, geoquímicas das águas fluviais e da organização da rede de drenagem numa perspectiva multiescalar contemplando desde a compartimentação regional do relevo até os processos de vertente. Por meio dessas análises verificou-se que as condições dos materiais, processos e formas associados ao relevo, às coberturas pedológicas e à rede de drenagem verificadas no alto rio Piranga reúnemindícios condizentes com uma situação geomorfológica de desequilíbrio morfodinâmico recente e em vigência. Situação desencadeada sobretudo pelo processo de captura fluvial do alto rio Piranga, os resultados morfométricos obtidos são condizentes também com a influência de uma neotectônica regional. O desnivelamento do manto de intemperismo representado sobretudo pela proximidade diferenciada à superfície dos horizontes C de muitos perfis pedológicos, tanto no alto quanto no baixo planalto, é apontado como indicativo de um processo de rejuvenescimento dos solos proporcionado pelas atuais condições morfogenéticas preponderantes às pedogenéticas. A falta de correlação dos gradientes fluviais de canais de 3ª ordem com os declives médios das vertentes demonstra um desajuste entre os processos de vertente e a incisão dos canais. O índice de Hack calculado para estes mesmos canais permite concluir sobre uma franca incisão desses canais nos seus trechos de médio curso. As taxas de desnudação geoquímica anual do relevo, baseadas na carga fluvial dissolvida e variando de 3,46 a 7,91 t/km2.ano, não demonstraram um padrão espacial que se possa associar a um determinado comportamento morfodinâmico relacionado à compartimentação morfológica do alto rio Piranga, por exemplo. A análise do manto de alteração associada a outros fatores em termos da evolução regional do relevo permite indicar com base nessas observações pelos menos duas fases morfogenéticas que estão bem marcadas na paisagemdo alto rio Piranga. Uma mais antiga quando se desenvolveram as stone lines provavelmente associada a um soerguimento tectônico proeminente e outra mais recente e atual que se refere ao desequilíbrio geomorfológico em vigência. Por todos estes resultados conclui-se que o desequilíbrio também é uma condição natural nas terras altas da alta bacia do rio Piranga, decorrente de histórias geomorfológicas distintas unificadas a partir da captura do alto rio Piranga.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 15.10.2015
  • Acesso à fonte
    Como citar
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      BERTOLINI, William Zanete; ABREU, Adilson Avansi de. A alta bacia do rio Piranga (MG): estudo geomorfológico a propósito da condição de equilíbrio do relevo. 2015.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2015. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8135/tde-15122015-140043/ >.
    • APA

      Bertolini, W. Z., & Abreu, A. A. de. (2015). A alta bacia do rio Piranga (MG): estudo geomorfológico a propósito da condição de equilíbrio do relevo. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8135/tde-15122015-140043/
    • NLM

      Bertolini WZ, Abreu AA de. A alta bacia do rio Piranga (MG): estudo geomorfológico a propósito da condição de equilíbrio do relevo [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8135/tde-15122015-140043/
    • Vancouver

      Bertolini WZ, Abreu AA de. A alta bacia do rio Piranga (MG): estudo geomorfológico a propósito da condição de equilíbrio do relevo [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8135/tde-15122015-140043/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Biblioteca Digital de Produção Intelectual da Universidade de São Paulo     2012 - 2021