Exportar registro bibliográfico

Diversidade, isolamento e filogenia de parasitas do gênero Trypanosoma em vertebrados silvestres da ilha pluvial e Estação Ecológica de Pirapitinga, Minas Gerais (2015)

  • Autores:
  • Autor USP: FERREIRA, JULIANA ISABEL GIULI DA SILVA - FMVZ
  • Unidade: FMVZ
  • Sigla do Departamento: VPS
  • Assuntos: ANFÍBIOS; FILOGENIA; MARSUPIALIA; TRYPANOSOMATIDAE
  • Palavras-chave do autor: Insular; Insulate
  • Idioma: Português
  • Resumo: As espécies do gênero Trypanosoma parasitam vertebrados de todas as classes (peixes, anfíbios, répteis, aves e mamíferos) e possuem ciclos de vida com alternância entre vertebrados e invertebrados. A maioria das espécies se desenvolve em artrópodes hematófagos, que podem pertencer a diversas ordens e famílias. A maioria das espécies não é patogênica, T. cruzi é a única espécie patogênica para o homem nas Américas. Estudos realizados com algumas espécies de tripanossomas apontam uma grande complexidade do ciclo silvestre. Ressalta-se o fato que existam poucos trabalhos realizados no estado de Minas Gerais em animais silvestres. Até o momento, poucos estudos avaliaram os pequenos mamíferos terrestres e morcegos como reservatórios silvestres destes parasitas neste estado, com ausência de estudos com outros grupos de vertebrados. O presente projeto tem por objetivo principal, o conhecimento da diversidade de parasitas do gênero Trypanosoma em animais silvestres da ilha pluvial e Estação ecológica de Pirapitinga, Minas Gerais através do isolamento, caracterização molecular e estudos filogenéticos com marcadores tradicionais. Foram realizadas duas campanhas de captura nos meses de outubro de 2013 e março de 2014 totalizando 183 pequenos mamíferos terrestres, de 12 espécies pertencentes, a três diferentes Ordens (Calomys callosus, Cerradomys subflavus, Rhipidomys sp., Akodon sp., Hylaemys megacephalus, Delomys sp., Oligoryzomys sp., Didelphis albiventris, Micoreus sp.,Gracilinanus agilis, Monodelphis domestica e Cabassous unicinctus, a espécie mais abundante foi Calomys sp, capturados com pitfalls e Shermann. Foram capturados 57 indivíduos de morcegos, com o auxilio de redes de neblina, de seis diferentes espécies (Glossophaga soricina, Artibeus sp., Platyrrhinus sp., Noctilio albiventris, Myotis sp., Choeronicus minor), a espécie mais abundante foi Glossophaga soricina. Todos os quirópteros foram negativos para tripanossomatídeos e dentre os pequenos mamíferos somente oito exemplares da espécie Monodelphis domestica foram positivas para o parasita, porém foram estabelecidas nove culturas (um dos animais estava parasitado por duas espécies de tripanossomas). Os isolados de M. domestica foram identificados como T. cruzi e uma nova espécie com morfologia distinta, mas agrupada nas filogenias com SSU rDNA e gGAPDH no Clado Lagartos/ Cobras. Esta nova espécie foi denominada T. gennarii. Os anuros e répteis foram capturados através de busca ativa e foram capturados 14 indivíduos de repteis pertencentes a 6 espécies e 88 indivíduos de anuros pertencentes a 4 espécies. Do total de anuros capturados 7 (7,95%) apresentaram hemocultura positivas e 2 (2,27%) de Leptodactylus latrans foram estabelecidas e criopreservadas com morfologia compatível a parasitas do gênero Trypanosoma. Filogenias baseadas em SSU rDNA segregou os isolados do Cerrado em um novo grupo denominado AN05 e a inclusão destes isolados evidenciaram um outro grupo, AN06 compostosde isolados obtidos de flebotomíneos
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 29.06.2015
  • Acesso à fonte
    Como citar
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      FERREIRA, Juliana Isabel Giuli da Silva; MARCILI, Arlei. Diversidade, isolamento e filogenia de parasitas do gênero Trypanosoma em vertebrados silvestres da ilha pluvial e Estação Ecológica de Pirapitinga, Minas Gerais. 2015.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2015. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10134/tde-04092015-143212/ >.
    • APA

      Ferreira, J. I. G. da S., & Marcili, A. (2015). Diversidade, isolamento e filogenia de parasitas do gênero Trypanosoma em vertebrados silvestres da ilha pluvial e Estação Ecológica de Pirapitinga, Minas Gerais. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10134/tde-04092015-143212/
    • NLM

      Ferreira JIG da S, Marcili A. Diversidade, isolamento e filogenia de parasitas do gênero Trypanosoma em vertebrados silvestres da ilha pluvial e Estação Ecológica de Pirapitinga, Minas Gerais [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10134/tde-04092015-143212/
    • Vancouver

      Ferreira JIG da S, Marcili A. Diversidade, isolamento e filogenia de parasitas do gênero Trypanosoma em vertebrados silvestres da ilha pluvial e Estação Ecológica de Pirapitinga, Minas Gerais [Internet]. 2015 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10134/tde-04092015-143212/


Biblioteca Digital de Produção Intelectual da Universidade de São Paulo     2012 - 2021