Exportar registro bibliográfico

Produção de biofilme (membrana de biocelulose) por Gluconacetobacter xylinus em meio de resíduos de frutas e folhas de chá verde (2013)

  • Autores:
  • Autor USP: VIEIRA, DENISE CRISTINA MORETTI - FCF
  • Unidade: FCF
  • Sigla do Departamento: FBT
  • Assuntos: MICROBIOLOGIA APLICADA; CELULOSE; SACCHAROMYCES; BIOFILMES
  • Idioma: Português
  • Resumo: A biomembrana, que é uma membrana de celulose bacteriana ‘(‘C IND.6’’H IND.10’’O IND.5’) IND.n’ formada na superfície do meio de cultivo durante a fermentação acética, foi obtida através do cultivo associado de Gluconacetobacter xylinus (formalmente Acetobacter xylinum) e Saccharomyces cerevisiae em meio de folhas de chá verde, resíduos de frutas (abacaxi, mamão, laranja), resíduos de vegetais (beterraba), vinho e colágeno em condições estáticas a 28 ± 2°C de 7 a 30 dias de cultivo. Foi incorporado à biomembrana, extrato hidroalcoólico de Calendula officinalis, devido as suas propriedades anti-inflamatórias, antioxidantes e cicatrizantes. A espessura, o diâmetro e o peso da biomembrana foram mensurados e foram calculados a produtividade, bem como o fator de conversão de açúcar em celulose. A caracterização da biomembrana foi realizada por Differential Scanning Calorimetric, espectroscopia infravermelho, Brunauer-Emmett-Teller, resistência à tração e alongamento, microscopia eletrônica (Escola Politécnica - USP) e difração de raio-X. Através destas análises verificou-se que a biomembrana obtida nos diferentes meios de cultivo é composta por celulose, o tamanho médio dos poros variou de 517,9 a 1582,0 nm, a resistência à tração variou de 0,76 a 4,32 kN/m e o índice de cristalinidade entre 75% e 91%, a espessura da biomembranas variou de 0,16 a 6,38 mm. Foram realizados 576 experimentos, a maior produtividade (8,23 g de celulose/dia) foi atingida no meio de mamão com suco de laranja (suco de mamão: 50% v/v e suco de laranja: 19% v/v) em 7 dias de cultivo. O maior fator de conversão (2,36 g celulose/g de açúcar) foi obtido no meio de chá verde em 25 dias de cultivo. A adição de 1,5% p/v de colágeno ao meio de chá verde dobrou a massa da biomembrana. A incorporação do extrato de calêndula aumentou a flexibilidade, a cristalinidade e as propriedadesmecânicas da biomembrana de chá verde
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 04.04.2013
  • Acesso à fonte
    Como citar
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      VIEIRA, Denise Cristina Moretti; VESSONI PENNA, Thereza Christina. Produção de biofilme (membrana de biocelulose) por Gluconacetobacter xylinus em meio de resíduos de frutas e folhas de chá verde. 2013.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2013. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9134/tde-19062013-185045/ >.
    • APA

      Vieira, D. C. M., & Vessoni Penna, T. C. (2013). Produção de biofilme (membrana de biocelulose) por Gluconacetobacter xylinus em meio de resíduos de frutas e folhas de chá verde. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9134/tde-19062013-185045/
    • NLM

      Vieira DCM, Vessoni Penna TC. Produção de biofilme (membrana de biocelulose) por Gluconacetobacter xylinus em meio de resíduos de frutas e folhas de chá verde [Internet]. 2013 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9134/tde-19062013-185045/
    • Vancouver

      Vieira DCM, Vessoni Penna TC. Produção de biofilme (membrana de biocelulose) por Gluconacetobacter xylinus em meio de resíduos de frutas e folhas de chá verde [Internet]. 2013 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9134/tde-19062013-185045/


Biblioteca Digital de Produção Intelectual da Universidade de São Paulo     2012 - 2021