Exportar registro bibliográfico

Avaliação laboratorial de um dentifrício experimental à base de Ricinus communis para limpeza de próteses totais (2012)

  • Authors:
  • Autor USP: LEITE, VANESSA MARIA FAGUNDES - FORP
  • Unidade: FORP
  • Sigla do Departamento: 805
  • Subjects: PRÓTESE TOTAL; DENTIFRÍCIO (EXPERIMENTAÇÃO;PROPRIEDADES FÍSICO-QUÍMICAS); MICROBIOLOGIA
  • Keywords: Complete denture; Dentifrice; Microbiology; Physical and chemical properties; Ricinus communis; Ricinus communis
  • Language: Português
  • Abstract: O objetivo desse trabalho foi desenvolver um dentifrício experimental à base de Ricinus communis para higiene de próteses totais. Foram analisadas características físico-químicas, abrasividade e microbiológicas frente aos microrganismos Staphylococcus aureus(S.a), Escherichia coli (E.c), Streptococcus mutans (S.m), Enterococcus faecalis (E.f), Candida albicans (C.a), Candida glabrata (C.g), Bacilus subtilis (B.s). Inicialmente, foi verificada a concentração inibitória mínima (CIM) do R. communis puro a uma concentração máxima de 2,5%. A CIM de 0,0781% foi eficaz contra os microrganismos, exceto E.c. Em seguida, foram obtidos os dentifrícios experimentais a 1, 2, 5 e 10%, cuja ação antimicrobiana pelo método do poço difusão em Ágar foi avaliada em comparação com dentifrícios comerciais (Colgate, Trihydrall, e Corega Brite). Os resultados foram considerados positivos quando da presença da formação de halo. Os ensaios físico-químicos foram realizados com base na medida da densidade, pH, consistência e características reológicas. A abrasividade foi avaliada por ensaio gravimétrico e rugosidade em 30 espécimes de resina acrílica (90x30x4mm) antes e após a escovação em máquina de escovação artificial, com A Colgate, B Experimental a 10%, C - Dentu-Creme, D Trihydral e Água (controle). A ação antimicrobiana do dentifrício experimental a 10% foi analisada pelo método de formação de biofilme sobre espécimes de resina acrílica. Após a contaminação, os espécimes foram escovados manualmente por 60s com água e dentifrícios A, B, C e D (n=10) e imersos em meio de cultura líquido, o qual foi resuspenso para semeadura em meio de cultura sólido. Foram empregados controles positivo (contaminado e não escovado) e negativo (sem contaminação). Os resultados das análises físico-químicas e antimicrobiana por poço difusão em ágar foraminformados em tabelas autoexplicativas. Os dados de abrasividade e análise microbiológica por formação de biofilme foram submetidos à ANOVA e teste de Tukey (p=0.05). Para o método poço difusão em ágar os dentifrícios experimentais não foram efetivos contra E.c, C.a e C.g. Os dentifrícios comerciais não apresentaram ação antimicrobiana somente contra E.c. O dentifrício B (0,0430±0,0032) promoveu perda de peso similar ao C (0,0424±0,0018) e D (0,0403±0,0022). O dentifrício A (0,0531±0,0066) promoveu a maior perda de peso. Os dentifrícios B (17,325±2,302) e A (16,573±3,282) promoveram a maior rugosidade superficial se comparados ao C (9,775±1,661) e D (7,089±3,980). A escovação com Água promoveu menores valores de rugosidade (0,000±0,006) e perda de peso (0,0003±0,0011). A atividade antimicrobiana do dentifrício B variou em função da cepa e apresentou semelhança a alguns dos dentifrícios comerciais: para E.f - B (3,66 ±0,56), A (3,82±0,83), C (2,84±0,81) e D (3,13±0,46); C.g, B (3,96±0,54), A (3,84±0,49) e D (3,35±0,59); S.a, B (4,99±0,53), A (4,78±0,72) e escovação com Água (4,86±0,43); C.a, B (3,98±0,57), A (3,76±0,78), C (3,23±0,23), Controle positivo (3,99±0,44) e Água (3,41±0,66). Para a E.c e B.s todos os dentifrícios apresentaram atividade antimicrobiana semelhante. Para o B.s, os dentifrícios também foram semelhantes ao Controle positivo e Água. Contra S.m, o dentifrício B, apresentou-se semelhante somente ao Controle positivo e Água. Novos estudos, buscando a diminuição da abrasividade e aumento da ação antimicrobiana do dentifrício Experimental, são necessários
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 04.05.2012
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      LEITE, Vanessa Maria Fagundes; SILVA, Cláudia Helena Lovato da. Avaliação laboratorial de um dentifrício experimental à base de Ricinus communis para limpeza de próteses totais. 2012.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2012. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/58/58131/tde-22052012-093116/ >.
    • APA

      Leite, V. M. F., & Silva, C. H. L. da. (2012). Avaliação laboratorial de um dentifrício experimental à base de Ricinus communis para limpeza de próteses totais. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/58/58131/tde-22052012-093116/
    • NLM

      Leite VMF, Silva CHL da. Avaliação laboratorial de um dentifrício experimental à base de Ricinus communis para limpeza de próteses totais [Internet]. 2012 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/58/58131/tde-22052012-093116/
    • Vancouver

      Leite VMF, Silva CHL da. Avaliação laboratorial de um dentifrício experimental à base de Ricinus communis para limpeza de próteses totais [Internet]. 2012 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/58/58131/tde-22052012-093116/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020