Exportar registro bibliográfico

Padronização de uma técnica para medida da espessura e do volume endometrial por ultrassonografia tridimensional: um estudo de confiabilidade e concordância intra e interobservador (2011)

  • Autores:
  • Autor USP: LEITE, STAEL PORTO - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: RGO
  • Assuntos: ULTRASSONOGRAFIA; IMAGEM 3D; ENDOMÉTRIO; REPRODUÇÃO
  • Palavras-chave do autor: Medicina reprodutiva; Padronização; Standardization; Ultrasonography; three-dimensional Imaging; Endometrium; Reproductive medicina
  • Idioma: Português
  • Resumo: Introdução: A avaliação endometrial na ultrassonografia, em geral, tem sua aplicação clínica em larga escala dentro do ciclo reprodutivo feminino, porém (até onde se sabe), sem uma forma padronizada para a realização dessas medidas. Objetivo: O objetivo deste estudo foi avaliar se a padronização do exame ultrassonográfico tridimensional (US-3D) do útero no modo multiplanar - standardization of me multiplanar view - (SMV) melhora a contabilidade intra e interobservador e a concordância em relação às medidas endometriais. Casuística e Métodos: Foram realizados exames ultrassonográficos, ao modo bidimensional (US-2D) e tridimensional (US-3D) em 30 mulheres submetidas a tratamento em reprodução assistida. Dois observadores mediram a espessura endometrial, utilizando US-2D e US-3D. O volume endometrial foi avaliado por meio do sistema computadorizado VOCAL™ em planos longitudinal (A) e coronel (C), utilizando o exame multiplanar de forma não padronizada unmodified multiplanar view (UMV) e aquele sob a forma padronizada standardized multiplanar view (SMV). O coeficiente de correlação intraclasse (CCI) foi empregado para avaliar a confiabilidade entre as medidas. A concordância foi avaliada calculando-se a média das diferenças e dos «limites de concordância de Bland-Altman (LoA)”. O grau de facilidade em delimitar e contornar a interface endométrio-miométrio no plano A ou C foi determinado de forma subjetiva. Resultados: A medida do volume endometrial utilizando o SMV no plano A mostrou-se mais confiável (IC intra e interobservador 0,979 e 0,975) do que a medida da espessura endometrial utilizando US-2D (CCI = 0,742 e 0,702) ou US-3D (CCI = 0,890 e 0,784). Os limites de concordância interobservadores e contabilidade intraobservador para medidas do volume endometrial foram maiores no método padronizado (SMV) utilizando o plano A, do que aquele não padronizado (VUM), tanto no plano A quanto no planoC. . Os intervalos de confiança ser ainda mais estreitos no plano A, chama a atenção Não houve diferença significativa com relação à confiabilidade ou concordância entre as medidas realizadas, tanto no plano A quanto no plano C, utilizando-se o método padronizado (SMV). No entanto, os observadores concordaram que o delineamento da interface endométrio-miométrio, a partir do plano A, foi mais fácil (50,0% para o primeiro observador e 46,7% para o segundo observador), ou comparáveis aos planos A e C (50% para o primeiro observador e 53,3% para o segundo observador), mas nunca no plano A mais difícil do que no plano C. Conclusões: As medidas do volume endometrial são mais confiáveis do que as da espessura endometrial, sendo mais bem realizadas, quando utilizado o método padronizado (SMV) no plano A
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 15.12.2011
  • Acesso à fonte
    Como citar
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      LEITE, Stael Porto; PAULA, Wellington Martins de. Padronização de uma técnica para medida da espessura e do volume endometrial por ultrassonografia tridimensional: um estudo de confiabilidade e concordância intra e interobservador. 2011.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2011. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17145/tde-24042012-143330/ >.
    • APA

      Leite, S. P., & Paula, W. M. de. (2011). Padronização de uma técnica para medida da espessura e do volume endometrial por ultrassonografia tridimensional: um estudo de confiabilidade e concordância intra e interobservador. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17145/tde-24042012-143330/
    • NLM

      Leite SP, Paula WM de. Padronização de uma técnica para medida da espessura e do volume endometrial por ultrassonografia tridimensional: um estudo de confiabilidade e concordância intra e interobservador [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17145/tde-24042012-143330/
    • Vancouver

      Leite SP, Paula WM de. Padronização de uma técnica para medida da espessura e do volume endometrial por ultrassonografia tridimensional: um estudo de confiabilidade e concordância intra e interobservador [Internet]. 2011 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17145/tde-24042012-143330/


Biblioteca Digital de Produção Intelectual da Universidade de São Paulo     2012 - 2021