Exportar registro bibliográfico

Estudo das propriedades mecânicas e dos mecanismos de fratura de fibras sintéticas do tipo náilon  e poliéster  em tecidos de engenharia (2009)

  • Autores:
  • Autor USP: CARDOSO, SéRGIO GOMES - IPEN
  • Unidade: IPEN
  • Assuntos: FIBRAS ARTIFICIAIS; POLIÉSTER; PROPRIEDADES DOS MATERIAIS; FRATURAS; MICROSCOPIA ELETRÔNICA
  • Idioma: Português
  • Resumo: Fibras são definidas como o conjunto formado de filamentos orientados na direção da cadeia molecular e são parte fundamental na vida diária do ser humano, encontradas de várias formas, tais como filamentos, fios, feixes, cordas, tecidos, compósitos, revestimentos, entre outras. Elas abrangem diversas áreas, tais como civil, mecânica, elétrica, eletrônica, militar, naval, náutica, aeronáutica, saúde, medicina, ambiental, comunicação, segurança, espacial, entre outras. A fibras são divididas em duas classes distintas, naturais e químicas, que compõem as subclasses sintéticas e artificiais. Podem ser produzidas de vários materiais, tais como lã, algodão, raion, linho, seda, rocha, náilon, poliéster, polietileno, polipropileno, aramida, vidro, carbono, aço, cerâmica, entre outros. Em nível global, as fibras químicas correspondem a 59,9% do mercado, sendo as fibras sintéticas tipo poliéster as mais utilizadas, com 63%. Necessidades vitais têm levado ao desenvolvimento de fibras multifuncionais e o foco mudou nos últimos dez anos com a utilização da nanotecnologia para fibras de responsabilidade ambiental e fibras inteligentes. O estudo das propriedades mecânicas e dos mecanismos de fratura das fibras é de grande importância para caracterização e entendimento das causas de falhas. Para este propósito foram selecionados tecidos fabricados com fibras sintéticas de alto desempenho do tipo náilon e poliéster, utilizadas em produtos de engenharia tais como pneus, correias, mangueiras emolas pneumáticas, as quais foram analisadas em cada etapa de processamento. Amostras das fibras foram retiradas de cada etapa de processamento para análise por ensaios destrutivos de tração e microscopia eletrônica de varredura. Os resultados de análise das propriedades mecânicas mostraram perda de resistência por temperatura e tensões multiaxiais durante as etapas de processamento da fibra. Por meio de ensaios de microscopia foi possível determinar contaminações, manchas superficiais, deformações plásticas, delaminações, variações nas faces de fratura dos filamentos e analisar, na interface fibra-borracha, o nível de adesão. Estas irregularidades e variações são causadas durante as etapas inerentes ao processo de fabricação
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 15.12.2009
  • Acesso à fonte
    Como citar
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CARDOSO, Sérgio Gomes; ANDRADE, Arnaldo Homobono Paes de. Estudo das propriedades mecânicas e dos mecanismos de fratura de fibras sintéticas do tipo náilon  e poliéster  em tecidos de engenharia. 2009.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2009. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/85/85134/tde-26092011-151933/ >.
    • APA

      Cardoso, S. G., & Andrade, A. H. P. de. (2009). Estudo das propriedades mecânicas e dos mecanismos de fratura de fibras sintéticas do tipo náilon  e poliéster  em tecidos de engenharia. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/85/85134/tde-26092011-151933/
    • NLM

      Cardoso SG, Andrade AHP de. Estudo das propriedades mecânicas e dos mecanismos de fratura de fibras sintéticas do tipo náilon  e poliéster  em tecidos de engenharia [Internet]. 2009 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/85/85134/tde-26092011-151933/
    • Vancouver

      Cardoso SG, Andrade AHP de. Estudo das propriedades mecânicas e dos mecanismos de fratura de fibras sintéticas do tipo náilon  e poliéster  em tecidos de engenharia [Internet]. 2009 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/85/85134/tde-26092011-151933/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Biblioteca Digital de Produção Intelectual da Universidade de São Paulo     2012 - 2021