Exportar registro bibliográfico

O uso de cardiotocografia como método de diagnóstico da ocorrência de sofrimento fetal (hipóxia fetal) durante a vida intra-uterina de fetos da raça Nelore originados por meio de técnica de transferência nuclear de células somáticas adultas - Clonagem (2009)

  • Autores:
  • Autor USP: NUNES, MARIANA TIKUMA - FMVZ
  • Unidade: FMVZ
  • Sigla do Departamento: VCM
  • Assuntos: BOVINOS; CARDIOTOCOGRAFIA; CLONAGEM ANIMAL; GADO NELORE
  • Idioma: Português
  • Resumo: minutos de traçado, sendo que o transdutor de ultra-som era acomodado de forma a obter o melhor sinal cardíaco fetal. Imediatamente após o nascimento, realizou-se a avaliação da viabilidade de bezerros recém-nascidos pelo método APGAR e a observação de bezerros tingidos de amarelo em decorrência da presença de mecônio nas secreções uterinas. Através dos traçados obtidos com a) cardiotocografia foram analisados os parâmetros da cardiotocografia: linha de base, acelerações transitórias, acelerações prolongadas, variabilidade, taquicardia, bradicardia e desacelerações, sendo ao final calculado o índice cardiotocométrico. Nos animais classificados como hipoativo ou inativo aplicava-se estimulação por palpação retal com beliscamento do espaço interdigital do feto com o objetivo de modificar o comportamento fetal e evitar resultados falso positivos.O exame de cardiotocografia mostrou ser eficaz na avaliação da vitalidade fetal na espécie bovina. Os valores médios e o desvio padrão da frequência cardíaca fetal basal (linha de base) em fetos hígidos foi igual a 116,4 ± 9,07 bpm. Considerou-se taquicardia uma frequência cardíaca fetal igual ou maior do que 145 bpm e bradicardia uma frequência cardíaca igual ou menor do que 90 bpm. Considerou-se normal para bovinos uma variabilidade com valores situados entre 5 e 15 bpm. Verificou-se que a presença deacelerações transitórias são indicativas de bem estar fetal, sendo que o número de acelerações transitórios consideradascomo fisiológicas varia entre 1 e 5. Desacelerações são indicativos da existência de sofrimento fetal, não sendo observadas em animais hígidos. No grupo de clones mortos, existem modificações da carditocografia compatíveis com a ocorrência de sofrimento fetal/ hipóxia intrauterina. Os fetos do grupo de clones mortos apresentaram com maior frequência momentos de hipoatividade fetal do que os fetos do grupo de clones vivos e fetos do grupo controle e os fetos do grupo de clone mortos foram classificados com maior frequência como não reativos ao estímulo de beliscamento das extremidades do que os fetos do grupo controle. Os fetos do grupo de clones mortos apresentaram com mais frequência bradicardia (11,8%) do que a observada no grupo) controle (0,00 %). Observou-se que no grupo de clones mortos (1,4 ± 1,6) o número de acelerações transitórias foi significativamente menor do que o observado no grupo de clones vivos (3,50 ± 2,70) e no grupo controle (2,70 ± 1,80).A presente pesquisa teve a finalidade de padronizar a técnica de cardiotocografia a ser utilizada para avaliar a existência de hipóxia/sofrimento fetal durante a vida intrauterina, procurando estabelecer a partir do 7º mês da gestação os padrões de normalidade da frequência cardíaca fetal para fetos sadios e oriundos de inseminação artificial, bem como avaliar a influência da clonagem nos parâmetros obtidos no exame de cardiotocografia. Foram acompanhadas as gestações de 14 vacas, sendo os animais divididos em três grupos experimentais: Grupo de Clones Mortos \2013 composto de 5 vacas gestantes nas quais acompanhou-se a carditocografia de fetos gerados pela técnica de clonagem e nos quais a morte do bezerro ocorreu nas primeiras 36 horas de vida; Grupo de Clones Vivos \2013 composto de 4 vacas gestantes nas quais acompanhou-se a carditocografia de fetos gerados pela técnica de clonagem e que permaneceram vivos após o nascimento; Grupo Controle - composto de 5 vacas gestantes nas quais acompanhou-se a carditocografia de fetos gerados por inseminação artificial e que deram origem a bezerros sadios. Os animais foram acompanhados por exames periódicos de cardiotocografia realizados nos seguintes momentos: 90, 60, 30, 15, 7, 6, 5, 4, 3, 2, 1 dia antes do parto e no dia do parto. Para a realização dos exames foi utilizado o aparelho de cardiotocografia da marca Philips modelo Avalon FM30,no local onde as vacas se encontravam. Os exames tiveram uma duração de 20 a 40
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 28.08.2009
  • Acesso à fonte
    Como citar
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      NUNES, Mariana Tikuma; BRANDÃO, Paulo Eduardo. O uso de cardiotocografia como método de diagnóstico da ocorrência de sofrimento fetal (hipóxia fetal) durante a vida intra-uterina de fetos da raça Nelore originados por meio de técnica de transferência nuclear de células somáticas adultas - Clonagem. 2009.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2009. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10134/tde-29012010-084501/ >.
    • APA

      Nunes, M. T., & Brandão, P. E. (2009). O uso de cardiotocografia como método de diagnóstico da ocorrência de sofrimento fetal (hipóxia fetal) durante a vida intra-uterina de fetos da raça Nelore originados por meio de técnica de transferência nuclear de células somáticas adultas - Clonagem. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10134/tde-29012010-084501/
    • NLM

      Nunes MT, Brandão PE. O uso de cardiotocografia como método de diagnóstico da ocorrência de sofrimento fetal (hipóxia fetal) durante a vida intra-uterina de fetos da raça Nelore originados por meio de técnica de transferência nuclear de células somáticas adultas - Clonagem [Internet]. 2009 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10134/tde-29012010-084501/
    • Vancouver

      Nunes MT, Brandão PE. O uso de cardiotocografia como método de diagnóstico da ocorrência de sofrimento fetal (hipóxia fetal) durante a vida intra-uterina de fetos da raça Nelore originados por meio de técnica de transferência nuclear de células somáticas adultas - Clonagem [Internet]. 2009 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10134/tde-29012010-084501/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Biblioteca Digital de Produção Intelectual da Universidade de São Paulo     2012 - 2021