Exportar registro bibliográfico

Acompanhamento terapêutico e psicose: um articulador do real, simbólico e imaginário (2008)

  • Autores:
  • Autor USP: HERMANN, MAURICIO CASTEJON - IP
  • Unidade: IP
  • Sigla do Departamento: PSC
  • Assuntos: ACONSELHAMENTO PSICOTERAPÊUTICO; PSIQUIATRIA (REFORMA); TRANSTORNOS PSICÓTICOS; PSICANÁLISE; ACOMPANHAMENTO TERAPÊUTICO
  • Idioma: Português
  • Resumo: Esta tese de doutorado problematiza a função clínica do Acompanhamento Terapêutico (AT) com pacientes psicóticos a partir do pensamento de Sigmund Freud e Jacques Lacan. Seu ponto de partida é a caracterização do AT por meio de alguns recortes das experiências institucionais de substituição dos manicômios (comunidades terapêuticas da Inglaterra, psiquiatria democrática italiana e psicoterapia institucional francesa), no intuito de caracterizar a função clínica do AT, função cuja contribuição para a reforma brasileira consiste em promover uma clínica de circulação do psicótico pela cidade. Em seguida, há dois capítulos teóricos nos quais se revêem o modo como Freud abordou a psicose e a releitura que Lacan faz dessa abordagem de Freud. Esses capítulos circunscrevem uma primeira indicação clínica para o tratamento possível das psicoses, no caso, a escuta do delírio na função de secretário do alienado. Essa indicação clínica será pertinente para que se possam trabalhar questões específicas da função clínica do AT, tais como: a de esta ser uma estratégia privilegiada para a instalação do dispositivo de tratamento e a do procedimento ético denominado olhar em rede procedimento que acompanha os tempos do sujeito em seu percurso clínico. Quanto à instalação do dispositivo de tratamento, sabe-se que alguns pacientes, em crise e com um sofrimento brutal, encaram o outro como alguém aterrorizante, o que impõe desafios na hora de o acompanhante terapêutico manejar atransferência e respeitar os tempos do sujeito (na crise quando um outro é o perseguidor até a condição da erotomania) para a instalação do dispositivo de tratamento. Quanto à questão do olhar em rede, propõe-se problematizá-lo desde suas raízes institucionais até seu uso no AT, ao analisar a criação do AT em uma montagem institucional, além de inúmeras passagens clínicas, nas quais o sujeito é sempre considerado ) na perspectiva ética da psicanálise. O olhar em rede é de grande valia para a construção de um projeto terapêutico para o AT. Em seguida, apresenta-se outro capítulo teórico no qual será abordada uma segunda indicação clínica oriunda do pensamento de Lacan, a teoria dos nós borromeanos e a construção do sinthoma. O sinthoma, com th, assume uma função de amarração dos três registros o real, o simbólico e o imaginário e é considerado o quarto elemento da cadeia, o Nome-do-Pai. Na psicose, porém, esse quarto elemento é foracluído, o que convoca o sujeito a construir suplências possíveis ao Nome-do-Pai ou construir o próprio sinthoma. Finalmente, definimos outra função clínica do AT, ou seja, sua contribuição para a construção do sinthoma, função que desemboca em uma ArTiculação dos três registros referidos. O AT, portanto, assume um estatuto psicanalítico, na medida em que propicia ao sujeito psicótico construir uma suplência favorável a sua aproximação ao laço social, o que permite concluir que o AT é uma estratégia importante para otratamento possível das psicoses.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 09.05.2008
  • Acesso à fonte
    Como citar
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      HERMANN, Mauricio Castejon; ROSA, Miriam Debieux. Acompanhamento terapêutico e psicose: um articulador do real, simbólico e imaginário. 2008.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2008. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/47/47133/tde-01122009-105523/ >.
    • APA

      Hermann, M. C., & Rosa, M. D. (2008). Acompanhamento terapêutico e psicose: um articulador do real, simbólico e imaginário. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/47/47133/tde-01122009-105523/
    • NLM

      Hermann MC, Rosa MD. Acompanhamento terapêutico e psicose: um articulador do real, simbólico e imaginário [Internet]. 2008 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/47/47133/tde-01122009-105523/
    • Vancouver

      Hermann MC, Rosa MD. Acompanhamento terapêutico e psicose: um articulador do real, simbólico e imaginário [Internet]. 2008 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/47/47133/tde-01122009-105523/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Biblioteca Digital de Produção Intelectual da Universidade de São Paulo     2012 - 2020