Exportar registro bibliográfico

Brasília, o lago Paranoá e o tombamento: natureza e especulação na cidade modernista (2008)

  • Autores:
  • Autor USP: SANTOS, MARCOS ANTONIO DOS - EESC
  • Unidade: EESC
  • Sigla do Departamento: SAP
  • Assuntos: PATRIMÔNIO HISTÓRICO; PATRIMÔNIO ARTÍSTICO
  • Idioma: Português
  • Resumo: Em 1987, o conjunto arquitetônico e urbanístico de Brasília foi declarado patrimônio histórico da humanidade pela UNESCO. Tal fato relacionou-se diretamente com a preservação das características específicas do plano original de Lúcio Costa e com a preocupação em relação às descaracterizações que este vinha sofrendo desde a inauguração da cidade em 1960. O partido adotado na documentação de tombamento foi a estruturação espacial de Brasília baseada no equilíbrio entre as quatros escalas urbanas definidas no Relatório do Plano Piloto, com o qual Lúcio Costa concorreu no concurso para a escolha do plano para a nova capital do Brasil, em 1957. Sendo assim, o equilíbrio entre as escalas monumental, gregária, residencial e bucólica passou a orientar os mecanismos de salvaguarda do patrimônio histórico brasiliense. Dentre estas, a escala bucólica, pelas suas características, foi a que mais sofreu desde a inauguração da cidade, foram inúmeros processos de ocupação os responsáveis pelas diferenças entre a forma atual da cidade e a idealizada por Costa nos anos de 1950. A fragilidade da área em questão o lago Paranoá e a escala bucólica é demonstrada pela sobreposição de dispositivos legais de preservação, sejam estes de proteção ambiental ou do patrimônio histórico e artístico de Brasília. Em ambos os casos, tais leis visam proporcionar uma característica contida na proposta original, o caráter de uma orla pública voltada para atividades de lazer. Tal caráter tem como maiorempecilho as sucessivas privatizações de áreas públicas ocorridas desde a inauguração da cidade em 1960. Diante disto, o presente trabalho tem a intenção de discutir a legislação que incide sobre a área do Paranoá, seja esta constituída por leis ambientais ou legislação do tombamento do Plano Piloto - Escala Bucólica. Com o objetivo de entender de que forma tais dispositivos legais colaboram ou não para a apropriação pública da área, esta pesquisa traz um panorama da presença do lago ao longo da história. Panorama este que percorre desde a causa mudancista, suas transformações no tempo e, por fim as possibilidades e impossibilidades que o aparato legal tem de promover a configuração de uma orla voltada para atividades de lazer, acessível a todos os habitantes de Brasília
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 02.12.2008
  • Acesso à fonte
    Como citar
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SANTOS, Marcos Antonio dos; BARROS, Luiz Antonio Recamán. Brasília, o lago Paranoá e o tombamento: natureza e especulação na cidade modernista. 2008.Universidade de São Paulo, São Carlos, 2008. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/18/18142/tde-18022009-101312/ >.
    • APA

      Santos, M. A. dos, & Barros, L. A. R. (2008). Brasília, o lago Paranoá e o tombamento: natureza e especulação na cidade modernista. Universidade de São Paulo, São Carlos. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/18/18142/tde-18022009-101312/
    • NLM

      Santos MA dos, Barros LAR. Brasília, o lago Paranoá e o tombamento: natureza e especulação na cidade modernista [Internet]. 2008 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/18/18142/tde-18022009-101312/
    • Vancouver

      Santos MA dos, Barros LAR. Brasília, o lago Paranoá e o tombamento: natureza e especulação na cidade modernista [Internet]. 2008 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/18/18142/tde-18022009-101312/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Biblioteca Digital de Produção Intelectual da Universidade de São Paulo     2012 - 2020