Exportar registro bibliográfico

Diagnóstico de doenças de citros utilizando espectroscopia de fluorescência (2008)

  • Autores:
  • Autor USP: ZAGHI, ANA FLÁVIA - IQSC
  • Unidade: IQSC
  • Assunto: FLUORESCÊNCIA
  • Idioma: Português
  • Resumo: Atualmente os maiores gastos da citricultura concentram-se na sanidade do pomar, oscustos fitossanitários, juntamente com fertilizantes, ultrapassam 60% do custo da produção. O controle de doenças como a Morte Súbita dos Citros (MSC), Declínio e o Greening, também conhecida como Huanglongbing, é feito de forma visual, o que confere ao método um elevado grau de subjetividade e imprecisão. O presente trabalho teve por finalidade desenvolver uma metodologia rápida e segura de diagnóstico para as doenças acima citadas utilizando espectroscopia de fluorescência e fluorescência induzida por laser (FIL). Foram utilizados neste estudo dois porta-enxertos, Cravo e Cleópatra, e quatro variedades de copa, Pêra, Natal, Valência e Hamilim. As doenças estudadas também foram classificadas em diferentes níveis de severidade. O índice 1 foi utilizado para baixa severidade da MSC, e 2 para o estágio mais avançado da doença. Para oGreening fez-se uma distinção entre folhas sintomáticas e assintomáticas. A doença Declínio dos Citros também fez parte deste estudo em função dos sintomas serem muito parecidos aos da fase inicial de MSC, sendo este um problema sério para as avaliações de contaminação no campo. Inicialmente, foram realizados estudos a respeito da emissão de fluorescência dos pigmentos fotossintéticos provenientes dos extratos de folhas doentes e sadias através de um fluorímetro de bancada. Para as análises foliares utilizou-se um sistema portátil deespectroscopia de fluorescência induzida por laser desenvolvido no LOLEIA ) O estudo dos extratos revelaram que as maiores variações ocorrem nas concentrações de clorofila a e b e que os pigmentos acessórios como a e J3-carotenos não fluorescem no comprimento de onda de excitação estudado. De uma maneira geral, é possível dizer que plantas doentes sofrem uma diminuição das clorofilas a e b. Os resultados das folhas foram analisados por um método estatístico de Análises de Componentes Principais (PCA) para facilitar a observação das alterações espectrais. Através da metodologia desenvolvida foi possível a identificação e a distinção das doenças com nível de acerto superior a 93%. Contudo, estes resultados contribuíram para o desenvolvimento de uma metodologia para diagnóstico das doenças de citros de uma forma rápida, precisa e economicamente viável
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 16.12.2008
  • Acesso à fonte
    Como citar
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      ZAGHI, Ana Flávia; MILORI, Débora Marcondes Bastos Pereira. Diagnóstico de doenças de citros utilizando espectroscopia de fluorescência. 2008.Universidade de São Paulo, São Carlos, 2008. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/75/75132/tde-25082009-082437/ >.
    • APA

      Zaghi, A. F., & Milori, D. M. B. P. (2008). Diagnóstico de doenças de citros utilizando espectroscopia de fluorescência. Universidade de São Paulo, São Carlos. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/75/75132/tde-25082009-082437/
    • NLM

      Zaghi AF, Milori DMBP. Diagnóstico de doenças de citros utilizando espectroscopia de fluorescência [Internet]. 2008 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/75/75132/tde-25082009-082437/
    • Vancouver

      Zaghi AF, Milori DMBP. Diagnóstico de doenças de citros utilizando espectroscopia de fluorescência [Internet]. 2008 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/75/75132/tde-25082009-082437/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Biblioteca Digital de Produção Intelectual da Universidade de São Paulo     2012 - 2021