Exportar registro bibliográfico

Processos celulares no desenvolvimento do olho composto de Apis Mellifera (2008)

  • Autores:
  • Autor USP: MARCO ANTONIO, DAVID SANTOS - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: RGE
  • Assuntos: HYMENOPTERA; GENÉTICA ANIMAL
  • Idioma: Português
  • Resumo: Os processos que regem o desenvolvimento dos olhos compostos em insetos têm sido amplamente estudados em Drosophila melanogaster onde estes se originam a partir de discos imaginais. Pouco se sabe, porém, sobre o desenvolvimento do lóbulo óptico e da retina em outros insetos que, na sua grande maioria, não possuem discos imaginais de olhos separados do sistema nervoso central. Neste sentido, a análise comparada do desenvolvimento dos olhos de Apis mellifera pode contribuir não somente para aspectos evo-devo entre as grandes famílias dos insetos holometábolos, quanto pode elucidar questões de plasticidade de desenvolvimento pois os olhos compostos apresentam fortes características sexo e casta-específicas. Com o objetivo primário de elucidar os padrões de divisão e diferenciação celular durante o desenvolvimento do olho em A. mellifera realizamos análises histológicas e de imunomarcação durante o desenvolvimento pós-embrionário, juntamente com análise de expressão do gene roughest em tempo real. Para imunomarcação utilizamos o anticorpo anti-fosfo-histona H3 fosforilada que marca células em fase M do ciclo celular. Foram analisadas larvas operárias entre o terceiro instar larval (L3) até pupas de olho branco, rosa e marrom, com foco sobre o quinto instar larval que fica subdividida em fase de alimentação e crescimento (L5F), fases de tecelagem de casulo (L5S) e pre-pupa (PP). O desenvolvimento do lóbulo óptico em Apis mellifera ocorre por dobramentoneuroepitelial, a partir de um centro de diferenciação, seqüencialmente gerando as camadas neurais do lóbulo óptico (lóbula, medula e lâmina). A lâmina (última a surgir) apresentou-se com desenvolvimento mais lento e em duas fases antes da metamorfose: a primeira fase é o seu surgimento no começo do quinto instar larval acompanhando o primeiro pico de expressão de roughest e a segunda fase ocorre durante a tecelagem de casulo com o desenvolvimento do córtex ) acompanhando o segundo pico de expressão de roughest. Ainda durante o segundo pico de expressão de roughest os rabdômeros da retina começam a ficar visíveis, assim como os feixes axonais. Estes porém estarão completamente formados somente após a metamorfose. O desenvolvimento completo da lâmina, lóbula e medula e da retina ocorre somente após a metamorfose. Durante a fase pupal as estruturas do lóbulo óptico estão prontas, porém na retina observa-se ainda gradual pigmentação, encurtamento dos feixes axonais e alongamento dos rabdômeros até atingirem o seu comprimento final logo antes da emergência
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 30.05.2008
  • Acesso à fonte
    Como citar
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MARCO ANTONIO, David Santos; HARTFELDER, Klaus Hartmann. Processos celulares no desenvolvimento do olho composto de Apis Mellifera. 2008.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2008. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17135/tde-10102008-144722/ >.
    • APA

      Marco Antonio, D. S., & Hartfelder, K. H. (2008). Processos celulares no desenvolvimento do olho composto de Apis Mellifera. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17135/tde-10102008-144722/
    • NLM

      Marco Antonio DS, Hartfelder KH. Processos celulares no desenvolvimento do olho composto de Apis Mellifera [Internet]. 2008 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17135/tde-10102008-144722/
    • Vancouver

      Marco Antonio DS, Hartfelder KH. Processos celulares no desenvolvimento do olho composto de Apis Mellifera [Internet]. 2008 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17135/tde-10102008-144722/


Biblioteca Digital de Produção Intelectual da Universidade de São Paulo     2012 - 2021