Exportar registro bibliográfico

Avaliação da bioequivalência de formulações contendo lorazepam através de método bioanalítico utilizando a cromatografia líquida acoplada ao sistema de detecção por espectrometria de massa (2008)

  • Autores:
  • Autor USP: SAMPAIO, MAURÍCIO ROCHA DE MAGALHÃES - FCF
  • Unidade: FCF
  • Sigla do Departamento: FBF
  • Assuntos: FÁRMACOS PSICOTRÓPICOS (AVALIAÇÃO;ANÁLISE QUANTITATIVA); BIOEQUIVALÊNCIA (AVALIAÇÃO); BIODISPONIBILIDADE (AVALIAÇÃO)
  • Idioma: Português
  • Resumo: Desenvolveu-se método de alta sensibilidade e especificidade por cromatografia liquida de alta eficiência acoplada a detecção por espectrometria de massas (LC-MS/MS) para quantificação do lorazepam em plasma humano visando aplicação em estudo de bioequivalência entre duas formulações de comprimidos contendo esse fármaco. A preparação das amostras de plasma foi feita por extração líquido-líquido usando hexano:diclorometano (60:40 v/v) como solvente de extração. O padrão interno usado foi o bromazepam. A separação cromatográfica ocorreu utilizando-se coluna analítica modelo ´Gemini MARCA REGISTRADA' C18 110 A (150 mm x 4,6 mm; partículas de 5' UM´m). Mistura de metanol e tampão acetato de amônio 10 mM (80:20, v/v), acrescida de ´0,1 POR CENTO´ de ácido fórmico ao final da preparação, foi usada como fase móvel. A interface entre HPLC e MS/MS foi a fonte de ionização por eletrospray (ESI) operando em modo positivo (ES+). O anialito e o PI foram monitorados e quantificados através de multiple reaction monitoring (MRM). As transições monitoradas foram m/z 320,69 > 274,96 para o lorazepam e m/z 318,00 > 182,20 para o padrão interno. O método foi validado na faixa de concentração de 0,50 a 80,0 ng/ml em plasma humano. A bioequivalência entre as formulações foi determinada através dos intervalos de confiança ´90 POR CENTO´ obtidos para as razões dos parâmetros farmacocinéticos ´C IND.max´ (´99 POR CENTO´ - ´114 POR CENTO´), AU´CIND.o-inf´ (´93 POR CENTO´ - ´105 PORCENTO´) e AU´CIND.o-inf´ (´96 POR CENTO´ - ´107 POR CENTO´). Concluiu-se que as duas formulações podem ser administradas de maneira intercambiável sem prejuízo da eficácia terapêutica
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 17.04.2008
  • Acesso à fonte
    Como citar
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SAMPAIO, Maurício Rocha de Magalhães; PORTA, Valentina. Avaliação da bioequivalência de formulações contendo lorazepam através de método bioanalítico utilizando a cromatografia líquida acoplada ao sistema de detecção por espectrometria de massa. 2008.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2008. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9139/tde-16062008-222314/pt-br.php >.
    • APA

      Sampaio, M. R. de M., & Porta, V. (2008). Avaliação da bioequivalência de formulações contendo lorazepam através de método bioanalítico utilizando a cromatografia líquida acoplada ao sistema de detecção por espectrometria de massa. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9139/tde-16062008-222314/pt-br.php
    • NLM

      Sampaio MR de M, Porta V. Avaliação da bioequivalência de formulações contendo lorazepam através de método bioanalítico utilizando a cromatografia líquida acoplada ao sistema de detecção por espectrometria de massa [Internet]. 2008 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9139/tde-16062008-222314/pt-br.php
    • Vancouver

      Sampaio MR de M, Porta V. Avaliação da bioequivalência de formulações contendo lorazepam através de método bioanalítico utilizando a cromatografia líquida acoplada ao sistema de detecção por espectrometria de massa [Internet]. 2008 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/9/9139/tde-16062008-222314/pt-br.php

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Biblioteca Digital de Produção Intelectual da Universidade de São Paulo     2012 - 2020