Exportar registro bibliográfico

Teias de significação: performance de língua-franca e narrativas vivenciadas de identidade (2008)

  • Autores:
  • Autores USP: LEVIN, IRENE SINNECKER - FFLCH
  • Unidades: FFLCH
  • Sigla do Departamento: FLM
  • Assuntos: SOCIOLINGUÍSTICA; IDENTIDADE LINGUÍSTICA; NARRATIVA; LINGUAGEM; PERFORMANCE
  • Idioma: Português
  • Resumo: Esta pesquisa de cunho etnográfico procura investigar o complexo da linguagem, focalizando o caráter performativo da linguagem e a busca por uma língua-franca de modo geral, e o papel do modo narrativo em particular, na construção de identidade, considerando-se que esta é composta por um complexo de vivências de corpo, alma e espírito, sócio-históricas e culturais contextualizadas. Os significados de nossas construções narrativas são constituídos por e constituem nossos contextos sociais, culturais e ideológicos. Identidade não é homogenia, estável ou fixa, pelo contrário, trata-se de uma construção híbrida, uma teia de significação performativa (Geertz 1973; Hall 1996, 1997, 2003; Bhabha 1990, 1994, 1998, 2000; Menezes de Souza 2004, 2006), é um complexo, conjunto de narrativas, de processos de ação, de construção de significação, que formam o sujeito (Bruner, J. 1986, 1992, 2001; Klapproth 2004). A vivência contextualizada é o elemento de ligação entre narrativa e identidade (Merleau Ponty 1945, 1961, 1984; Varella 1991, Lakoff & Johnson 1999, Bakhtin 1988, Lemke 1997). Procuraremos demonstrar como as narrativas construídas em torno da comunidade cafeeira no Brasil do século XIX, especialmente em torno da imigração de cunho particular, para a fazenda de café Ibicaba do Senador Vergueiro no estado de São Paulo, são vivências de identidades contextualizadas que repercutem na construção de outras identidades que exercitam o direito de narrar e significar até os diasde hoje. Para sobrevivermos à crise de identidade criamos várias identificações. Através do direito de narrar sob perspectivas, vivências e contextos distintos, sejam de inclusão ou deslocamento, sejam voltadas para o passado ou futuro, somos todos híbridos ao lidarmos com a indeterminação e contingência de identidade que é o que temos em comum. Detectamos que várias "verdades" são construídas ) sócio-histórica e culturalmente a partir de seus contextos e que 'as identidades são um complexo de narrativas vivenciadas, formadas nas zonas híbridas de encontro de culturas'
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 16.01.2008
  • Acesso à fonte
    Como citar
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      LEVIN, Irene Sinnecker; SOUZA, Lynn Mario Trindade Menezes de. Teias de significação: performance de língua-franca e narrativas vivenciadas de identidade. 2008.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2008. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8147/tde-03042008-133743/ >.
    • APA

      Levin, I. S., & Souza, L. M. T. M. de. (2008). Teias de significação: performance de língua-franca e narrativas vivenciadas de identidade. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8147/tde-03042008-133743/
    • NLM

      Levin IS, Souza LMTM de. Teias de significação: performance de língua-franca e narrativas vivenciadas de identidade [Internet]. 2008 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8147/tde-03042008-133743/
    • Vancouver

      Levin IS, Souza LMTM de. Teias de significação: performance de língua-franca e narrativas vivenciadas de identidade [Internet]. 2008 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8147/tde-03042008-133743/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Biblioteca Digital de Produção Intelectual da Universidade de São Paulo     2012 - 2020