Exportar registro bibliográfico

Qualidade de vida de infartados inseridos em programa de reabilitação cardiovascular ambulatorial (2007)

  • Autores:
  • Autor USP: XAVIER, FLÁVIA CALIXTO - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: RMS
  • Assuntos: INFARTO DO MIOCÁRDIO; QUALIDADE DE VIDA; REABILITAÇÃO
  • Idioma: Português
  • Resumo: Nas últimas décadas, as doenças crônicas têm desempenhado um importante papel na morbimortalidade da população mundial. Entre as doenças cardiovasculares, o infarto do miocárdio (IM) tem se tomado um grande problema de saúde pública com conseqüências que perduram, alteram-se ou somam-se, durante ou após o tratamento da doença. Essas complicações exigem, sempre, uma atenção especial e envolvem variados aspectos da vivência fisica, social e emocional do paciente cardiopata e de seus familiares em busca da sua Qualidade de Vida (QV). O infarto do miocárdio reduz acentuadamente o funcionamento físico, emocional e profissional, e a percepção da própria saúde tem um impacto negativo sobre os níveis de energia e vitalidade, o que pode reduzir ou limitar as interações sociais e causar problemas relacionados à saúde do individuo. Um programa de reabilitação cardiovascular apresenta objetivos profiláticos, visando reduzir o impacto físico e psicossocial das condições incapacitantes e limitantes que acometem o indivíduo após evento coronariano, objetivando assim, restaurar e aumentar a sua capacidade funcional, de modo que se obtendo considerável melhora da qualidade de vida e prognóstico. O objetivo geral deste estudo foi avaliar e mensurar a qualidade de vida de infartados inseridos em programa de reabilitação cardiovascular (RCV) ambulatorial. O estudo do tipo longitudinal foi realizado com 16 pacientes de ambos os sexos internados após evento coronarianono Hospital do Coração da Santa Casa de Misericórdia de Franca e encaminhados para a Clínica Escola de Fisioterapia da Universidade de Franca para a realização da RCV. Foram coletados dados sócio- demográficos e clínicos. As medidas de qualidade de vida e capacidade fisica foram obtidas no momento inicial do tratamento e após 12 semanas de treinamento físico utilizando dois questionários: "MacNew Heart Disease Health-related Quality of Life Questionnaire" específico para avaliar cardiopatas e o questionário genérico World Health Organization Quality of Life, versão abreviada (Whoqol-bref). Foi aplicado também o Teste de Caminhada de 6 minutos (TC 6), para avaliar a capacidade física. Os resultados indicam que houve aumento significativo em todos os domínios dos questionários de qualidade de vida (MacNew e Whoqol-bref) e na capacidade física avaliada pelo TC 6, comparando os dados iniciais com os dados finais após treinamento físico de 12 semanas. Diante o exposto, A RCV, toma-se um elemento potencializador de saúde pública visto que promove a melhora da qualidade de vida e da capacidade física nesta população. Avaliar a qualidade de vida de infartados reveste-se de grande importância científica e social por permitir a implementação de alternativas válidas de intervenção, tanto em programas de fisioterapia, quanto em políticas sociais, no intuito de promover saúde e aumentar a qualidade de vida
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 07.12.2007

  • Como citar
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      XAVIER, Flavia Calixto; SANTOS, Jair Lício Ferreira. Qualidade de vida de infartados inseridos em programa de reabilitação cardiovascular ambulatorial. 2007.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2007.
    • APA

      Xavier, F. C., & Santos, J. L. F. (2007). Qualidade de vida de infartados inseridos em programa de reabilitação cardiovascular ambulatorial. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Xavier FC, Santos JLF. Qualidade de vida de infartados inseridos em programa de reabilitação cardiovascular ambulatorial. 2007 ;
    • Vancouver

      Xavier FC, Santos JLF. Qualidade de vida de infartados inseridos em programa de reabilitação cardiovascular ambulatorial. 2007 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Biblioteca Digital de Produção Intelectual da Universidade de São Paulo     2012 - 2021