Exportar registro bibliográfico

Avaliação do ciclo de vida e custeio do ciclo de vida de evaporadores para usinas de açúcar (2007)

  • Authors:
  • Autor USP: SANTOS, LINO JOSÉ CARDOSO - EP
  • Unidade: EP
  • Sigla do Departamento: PMT
  • Subjects: EVAPORADORES; AÇO INOXIDÁVEL; CICLO DE VIDA (AVALIAÇÃO;CUSTOS); INDÚSTRIA AÇUCAREIRA; MATERIAIS (SELEÇÃO)
  • Language: Português
  • Abstract: O setor de açúcar e álcool etílico no Brasil tem experimentado um grande crescimento. Contribuem para isto as demandas crescentes do álcool etílico, um biocombustível, e do açúcar. A área industrial produtora de açúcar, um alimento, ainda convive com uma prática industrial ultrapassada, que vem a ser o uso do aço carbono, um material barato, mas com pequena resistência à corrosão. Os aços inoxidáveis são os materiais mais indicados para a substituição do aço carbono, entretanto, eles são considerados caros. Os evaporadores das usinas de açúcar são equipamentos importantes para a sua operação. Quando são usados tubos de aço carbono para a troca térmica, eles começam a ser substituídos a partir do segundo ano de operação devido à corrosão. Enquanto isso, os tubos em aços inoxidáveis podem durar décadas. O presente trabalho objetivou a avaliação do desempenho ambiental e financeiro de tubos para evaporadores construídos com aço carbono e, comparativamente, com os aços inoxidáveis 304, 444 e 439. Para alcançar estes objetivos foram utilizadas as metodologias de Avaliação do Ciclo de Vida (ACV) e de Custeio do Ciclo de Vida (CCV), respectivamente. Neste estudo de ACV foi adotada como função dos sistemas em estudo a massa de água evaporada. Na definição destes sistemas de produtos foram adotados os subsistemas de fabricação dos aços e fabricação, instalação e limpeza dos tubos. Gás natural, eletricidade e transporte foram usados como subsistemas secundários. Operíodo de avaliação destes sistemas foi do trinta anos. A partir dos resultados desta ACV, concluiu-se que os tubos em aço carbono apresentaram maior impacto ambiental que os tubos em aço inoxidável 304, 444 e 439, pois emitiram mais que 4,2 vezes a quantidade de dióxido de carbono; 2,8 vezes a de óxidos de nitrogênio; 3,1 vezes a de materiais particulados, 13 vezes a de materiais suspensos e 4,5 vezes a de resíduos totais. ) Os tubos em aço carbono consumiram também mais que 11 vezes o total de recursos naturais utilizados (carvão; lignita; calcita; dolomita; óleo; gás natural e minérios de ferro, cromo, níquel, molibdênio e manganês); 1,8 vezes a de água e 5 vezes a de energia. Com relação à emissão de óxidos de enxofre, os tubos em aço carbono emitiram quantidades semelhantes às emitidas pelos tubos em aços 444 e 439 e menos que 63% que os tubos em aço 304. Na elaboração do CCV foram utilizados os componentes de custo compra dos tubos, transporte, instalação, substituição, limpeza e venda das sucatas. Na avaliação financeira, todos os custos que aconteceram no período de trinta anos foram trazidos ao valor presente. A partir dos resultados obtidos concluiu-se que os aços inoxidáveis 439 e 444 apresentaram-se como opções de investimento mais interessantes que os tubos fabricados em aço carbono, já que apresentaram custos trazidos ao valor presente menores, na proporção de 0,76 para os tubos em aço 439; 0,79 para os tubos em aço 444 com 1,20 mm de espessura e0,93 para tubos em aço 444 com 1,50 mm de espessura. Os tubos em aço 304 com 1,20 mm de espessura apresentaram desempenho financeiro semelhante aos tubos em aço carbono; enquanto que os tubos em aço 304 com 1,50 mm apresentaram custos ao valor presente 1,19 vezes maior. Os resultados obtidos indicam também que as metodologias ACV e CCV devem ser usadas em conjunto, pois mostram que produtos mais seguros ambientalmente podem vir a ser opções de investimentos também mais interessantes
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 20.09.2007
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SANTOS, Lino José Cardoso; TENÓRIO, Jorge Alberto Soares. Avaliação do ciclo de vida e custeio do ciclo de vida de evaporadores para usinas de açúcar. 2007.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2007. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3133/tde-08012008-151424/ >.
    • APA

      Santos, L. J. C., & Tenório, J. A. S. (2007). Avaliação do ciclo de vida e custeio do ciclo de vida de evaporadores para usinas de açúcar. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3133/tde-08012008-151424/
    • NLM

      Santos LJC, Tenório JAS. Avaliação do ciclo de vida e custeio do ciclo de vida de evaporadores para usinas de açúcar [Internet]. 2007 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3133/tde-08012008-151424/
    • Vancouver

      Santos LJC, Tenório JAS. Avaliação do ciclo de vida e custeio do ciclo de vida de evaporadores para usinas de açúcar [Internet]. 2007 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3133/tde-08012008-151424/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020