Exportar registro bibliográfico


Metrics:

Crianças nascidas após o emprego de técnicas de reprodução assistida: aspectos maternos e resultados perinatais (2007)

  • Authors:
  • USP affiliated author: FREITAS, MARCIA DE - FSP
  • School: FSP
  • Sigla do Departamento: HSM
  • DOI: 10.11606/T.6.2007.tde-30042021-150128
  • Subjects: REPRODUÇÃO; FERTILIZAÇÃO "IN VITRO"; SAÚDE REPRODUTIVA; PERINATOLOGIA; MÃES; GÊMEOS
  • Language: Português
  • Abstract: Introdução: Saúde Reprodutiva é um estado de completo bem-estar físico, mental e social em todas as matérias concernentes ao sistema reprodutivo, suas funções e processos, e não a simples ausência de doença ou enfermidade. Desde tempos remotos o homem pensou na possibilidade de fecundação fora do ato sexual. Atualmente é altamente divulgada e realizada. Encontram-se os procedimentos tanto de baixa complexidade (relação programada e inseminação artificial), como de alta complexidade (fertilização in vitro, transferência intratubária de gametas, injeção intracitoplasmática de espermatozóides). Contudo são poucos os trabalhos brasileiros demonstrando a repercussão materno-infantil desses procedimentos. Objetivo: Comparar as características maternas e resultados perinatais de crianças concebidas por diferentes modalidades de técnicas de reprodução assistida da Unidade de Reprodução Humana do Hospital Israelita Albert Einstein. Método: Estudo foi descritivo, retrospectivo para coleta dos dados e prospectivos para análise dos mesmos. utilizando dados de mulheres que foram submetidas às diferentes técnicas de reprodução assistida na Unidade de Reprodução Humana do Hospital Israelita Albert Einstein no período de janeiro de 1995 a dezembro de 2003. Foram selecionados para o estudo todos os casos de sucesso gestacional cujos partos ocorreram na própria Instituição. Resultados: Neste período o Serviço de Reprodução Humana base deste estudo realizou 2448 procedimentos, sendo FIVc 439 e ICSI 2009. Em média a taxa de gravidez variou de 25-30%. Não houve diferenças significativas entre os dois métodos estudados, em relação aos resultados perinatais. Encontrou-se maior morbimortalidade entre os múltiplos em relação aos únicos. Conclusão: As técnicas de reprodução assistida não interferiram nos resultados perinatais. A prematuridade dos múltiplos foi o fator determinante de maior morbimortalidade.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 15.08.2007
  • Online source accessDOI
    Informações sobre o DOI: 10.11606/T.6.2007.tde-30042021-150128 (Fonte: oaDOI API)
    • Este periódico é de acesso aberto
    • Este artigo é de acesso aberto
    • URL de acesso aberto
    • Cor do Acesso Aberto: gold
    • Licença: cc-by-nc-sa

    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      FREITAS, Márcia de. Crianças nascidas após o emprego de técnicas de reprodução assistida: aspectos maternos e resultados perinatais. 2007. Tese (Doutorado) – Universidade de São Paulo, São Paulo, 2007. Disponível em: https://doi.org/10.11606/T.6.2007.tde-30042021-150128. Acesso em: 26 jun. 2022.
    • APA

      Freitas, M. de. (2007). Crianças nascidas após o emprego de técnicas de reprodução assistida: aspectos maternos e resultados perinatais (Tese (Doutorado). Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de https://doi.org/10.11606/T.6.2007.tde-30042021-150128
    • NLM

      Freitas M de. Crianças nascidas após o emprego de técnicas de reprodução assistida: aspectos maternos e resultados perinatais [Internet]. 2007 ;[citado 2022 jun. 26 ] Available from: https://doi.org/10.11606/T.6.2007.tde-30042021-150128
    • Vancouver

      Freitas M de. Crianças nascidas após o emprego de técnicas de reprodução assistida: aspectos maternos e resultados perinatais [Internet]. 2007 ;[citado 2022 jun. 26 ] Available from: https://doi.org/10.11606/T.6.2007.tde-30042021-150128


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2022