Exportar registro bibliográfico

O uso de formigas como bioindicadores no monitoramento ambiental de revegetação de áreas mineradas (2007)

  • Autores:
  • Autores USP: RÉ, TATIANA MONTEIRO - EP
  • Unidades: EP
  • Sigla do Departamento: PMI
  • Assuntos: MINAS (PLANEJAMENTO); REABILITAÇÃO DE ÁREAS DEGRADADAS (MITIGAÇÃO); MONITORAMENTO AMBIENTAL; MEIO AMBIENTE
  • Idioma: Português
  • Resumo: As atividades de mineração são o suporte do crescimento e do desenvolvimento econômico da sociedade moderna. Por outro lado, estas atividades são geradoras de consideráveis modificações ambientais. Assim, faz-se necessário o desenvolvimento de um plano de controle ambiental que garanta a diminuição desses impactos, bem como o seu monitoramento para verificação da eficácia das medidas definidas. Este plano é uma exigência da Constituição Brasileira de 1988: toda atividade poluidora deve recuperar os danos causados ao meio ambiente. Essa obrigação de recuperar consiste em repor a área em uma situação de normalidade e estabilidade. Desta forma, algumas medidas, como a reposição vegetal e a reimplantação da fauna, estão sendo tomadas por alguns empreendimentos, as quais medidas mitigadoras necessitam ser monitoradas, a fim de permitir a avaliação de sua eficácia e evolução ao longo do tempo. O biomonitoramento é uma prática nova nas ciências ambientais. Este estudo tem o objetivo de propor uma sistemática de auto-monitoramento biológico que seja capaz de avaliar a eficácia e a evolução das técnicas de revegetação na mineração. Como estudo de caso, foi selecionada a Millennium Chemicals do Brasil S.A., que produz minerais pesados, na Mina do Guaju, localizada no extremo norte do Estado da Paraíba. Trata-se de uma proposta metodológica que visa uma simples e prática aplicabilidade, permitindo a continuidade do biomonitoramento ambiental por um longo período de tempocom a utilização de insetos, em especial da Família Formicidae. Para a coleta das formigas recomenda-se o método de armadilhas "Pitfall", com a disposição de armadilhas dispostas ao longo de um transecto em cada áreas a ser monitorada. Além da proposta de metodologia, este trabalho também contempla resultados e análises do total de três coletas, que foram realizadas ao longo de um ano. ) A metodologia desenvolvida, incluindo os processos de coletas e análise de resultados representa uma contribuição importante para a redução de custos despendidos para o processo de gerenciamento ambiental de empresas de mineração, através de um melhor direcionamento dos procedimentos ambientais adotados, sua relação com o planejamento de lavra, e permitindo um auto-monitoramento da área afetada pela mineração
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 14.07.2007
  • Acesso à fonte
    Como citar
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      RÉ, Tatiana Monteiro; DE TOMI, Giorgio Francesco Cesare. O uso de formigas como bioindicadores no monitoramento ambiental de revegetação de áreas mineradas. 2007.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2007. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3134/tde-09012008-084450/ >.
    • APA

      Ré, T. M., & De Tomi, G. F. C. (2007). O uso de formigas como bioindicadores no monitoramento ambiental de revegetação de áreas mineradas. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3134/tde-09012008-084450/
    • NLM

      Ré TM, De Tomi GFC. O uso de formigas como bioindicadores no monitoramento ambiental de revegetação de áreas mineradas [Internet]. 2007 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3134/tde-09012008-084450/
    • Vancouver

      Ré TM, De Tomi GFC. O uso de formigas como bioindicadores no monitoramento ambiental de revegetação de áreas mineradas [Internet]. 2007 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3134/tde-09012008-084450/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Biblioteca Digital de Produção Intelectual da Universidade de São Paulo     2012 - 2020