Exportar registro bibliográfico

Sistemas adesivos autocondicionantes aplicados no esmalte: avaliação da resistência de união, morfologia de interface e padrão de condicionamento em função do tratamento e substrato (2007)

  • Autores:
  • Autor USP: LIMA, JANAINA DE OLIVEIRA - FO
  • Unidade: FO
  • Sigla do Departamento: ODM
  • Assuntos: ADESIVOS DENTINÁRIOS; RESISTÊNCIA DE UNIÃO (ODONTOLOGIA); ESMALTE DENTÁRIO
  • Idioma: Português
  • Resumo: Este estudo teve como objetivo verificar a possibilidade de utilizar o esmalte bovino, em teste resistência de união, substituindo o esmalte humano, bem como, analisar a resistência de união, morfologia de interface e padrão de condicionamento de sistemas adesivos autocondicionantes aplicados ao esmalte intacto e asperizado. Foram usados 40 dentes humanos e 40 dentes bovinos. Cada dente foi dividido em quatro regiões, de maneira a permitir a obtenção dos corpos-de-prova de todas as condições experimentais. Três sistemas adesivos autocondicionates; Clearfil Protect Bond (Kuraray Medical inc), Adper Prompt L-Pop (3M-ESPE), i Bond (Heraeus-Kulzer) foram testados, sendo utilizado um sistema de condicionamento total, Excite (Ivoclar-Vivadent), como controle positivo. A resina Tetric Ceram foi utilizada para a confecção dos corpos-de-prova, para resistência de união e amostras de microscopia eletrônica de varredura (MEV). As médias de resistência de união foram avaliadas por análise de variância e Tukey. Não houve diferença estatística, na resistência de união, entre os substratos, embora, as médias em esmalte humano tenham sido mais altas. A interação tripla; sistema Adesivo x Tratamento x Esmalte, também não foi significante, no entanto, manteve-se a tendência dos autocondicionantes de passo único apresentar as menores médias de resistência de união, principalmente no esmalte intacto. Houve diferença estatística para o fator sistema adesivo, sendo que omenor resultado foi obtido com o adesivo i Bond, na interação sistema adesivo x tratamento, a menor média também foi obtida pelo adesivo i Bond, quando aplicado ao esmalte intacto. O fator tratamento foi significante, sendo que, na variável de esmalte asperizado constatou-se a maior média de resistência de união, evidenciando que a asperização da superfície de esmalte, quando um sistema adesivo autocondicionante é ) aplicado no esmalte, constitui um passo operatório essencial. As imagens de MEV evidenciaram maior porosidade no dente bovino, independente do sistema adesivo utilizado e maior descalcificação do esmalte, tanto asperizado, quanto intacto, para os adesivos Excite e Adper Prompt L-Pop. Em relação à interface observou-se, que a camada de adesivo, no esmalte asperizado, tanto humano, quanto bovino, mostrou-se mais espessa, não importando o tipo de sistema adesivo; autocondicionante ou convencional. Os prismas de esmalte, no substrato bovino, mostraram um arranjo diferenciado, do observado no esmalte humano, porém esta diferença não promoveu alteração na resistência de união, visto que, não houve diferença estatística entre os substratos. Assim na impossibilidade de se obter esmalte humano, para testes de microtração, a utilização do esmalte bovino é viável
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 08.02.2007
  • Acesso à fonte
    Como citar
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      LIMA, Janaína de Oliveira; CARDOSO, Paulo Eduardo Capel. Sistemas adesivos autocondicionantes aplicados no esmalte: avaliação da resistência de união, morfologia de interface e padrão de condicionamento em função do tratamento e substrato. 2007.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2007. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/23/23140/tde-21032007-083004/ >.
    • APA

      Lima, J. de O., & Cardoso, P. E. C. (2007). Sistemas adesivos autocondicionantes aplicados no esmalte: avaliação da resistência de união, morfologia de interface e padrão de condicionamento em função do tratamento e substrato. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/23/23140/tde-21032007-083004/
    • NLM

      Lima J de O, Cardoso PEC. Sistemas adesivos autocondicionantes aplicados no esmalte: avaliação da resistência de união, morfologia de interface e padrão de condicionamento em função do tratamento e substrato [Internet]. 2007 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/23/23140/tde-21032007-083004/
    • Vancouver

      Lima J de O, Cardoso PEC. Sistemas adesivos autocondicionantes aplicados no esmalte: avaliação da resistência de união, morfologia de interface e padrão de condicionamento em função do tratamento e substrato [Internet]. 2007 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/23/23140/tde-21032007-083004/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Biblioteca Digital de Produção Intelectual da Universidade de São Paulo     2012 - 2021