Exportar registro bibliográfico

Avaliação bioquímica clínica de eqüinos soroprodutores da Fazenda São Joaquim do Instituto Butantan, submetidos à alimentação com concentrado comercial ou hiperprotéico (2006)

  • Autores:
  • Autor USP: SCALAMANDRÉ, PATRICIA STOCCO BETIOL - FMVZ
  • Unidade: FMVZ
  • Sigla do Departamento: VCM
  • Assuntos: SORO ANTI-DIFTÉRICO; PROTEÍNAS; EQUINOS; CONCENTRADO
  • Idioma: Português
  • Resumo: Para determinar se o concentrado com 22% de proteína bruta fornecido na alimentação dos eqüinos soroprodutores da Fazenda São Joaquim do Instituto Butantan no Estado de São Paulo é adequado, ou causa sobrecarga hepática e renal nos animais podendo alterar sua performance e recuperação, foram avaliados os seguintes parâmetros de um grupo de cavalos produtor de soro antidiftérico: os pesos e as concentrações séricas de AST, GGT, bilirrubinas (total, direta e indireta), proteína total, albumina, globulina total, relação albumina/globulina, uréia, creatinina, colesterol, triglicérides, ferro e transferrina. Este grupo compreendeu 32 animais e foi distribuído em dois sub-grupos de 16: um sub-grupo composto de animais alimentados com concentrado com 22% de proteína bruta, e o outro de animais alimentados com concentrado com 15% de proteína bruta. As amostras de sangue dos cavalos foram colhidas antes das inoculações de antígeno, antes das sangrias de produção e 15, 30 e 45 dias após a última sangria. A pesquisa durou dois ciclos de produção. A avaliação dos resultados das variáveis baseou-se na comparação entre os grupos e na análise dos efeitos das imunizações e sangrias de produção nos animais. Exceto o peso, todos os parâmetros avaliados sofreram alterações durante o processo de produção de plasma-hiperimune, evidenciadas através do aumento e/ou diminuição em seus valores. A análise entre os grupos avaliados demonstrou em determinados momentos da pesquisa oaumento das concentrações das bilirrubinas total total (p 0,006), direta (p 0,034) e indireta (p 0,015) e uréia (p 0,000) do grupo alimentado com ração com 22% de proteína bruta em relação ao grupo alimentado com 15% de proteína bruta. A pesquisa proposta permitiu concluir que, apesar de terem ocorrido significâncias para determinados momentos e variáveis entre os grupos alimentados com o concentrado com 15% e 22% de proteína bruta, elas não foram suficientes (continua) ) suficientes para afirmar se o concentrado com 22% de proteína bruta, causa sobrecarga hepática e renal nos animais, e que os dois grupos de animais avaliados durante a pesquisa apresentaram respostas semelhantes com relação à performance produtiva e recuperação orgânica dos ciclos de produção.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 12.12.2006
  • Acesso à fonte
    Como citar
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SCALAMANDRÉ, Patricia Stocco Betiol; GREGORY, Lílian. Avaliação bioquímica clínica de eqüinos soroprodutores da Fazenda São Joaquim do Instituto Butantan, submetidos à alimentação com concentrado comercial ou hiperprotéico. 2006.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2006. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10136/tde-15062007-151057/ >.
    • APA

      Scalamandré, P. S. B., & Gregory, L. (2006). Avaliação bioquímica clínica de eqüinos soroprodutores da Fazenda São Joaquim do Instituto Butantan, submetidos à alimentação com concentrado comercial ou hiperprotéico. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10136/tde-15062007-151057/
    • NLM

      Scalamandré PSB, Gregory L. Avaliação bioquímica clínica de eqüinos soroprodutores da Fazenda São Joaquim do Instituto Butantan, submetidos à alimentação com concentrado comercial ou hiperprotéico [Internet]. 2006 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10136/tde-15062007-151057/
    • Vancouver

      Scalamandré PSB, Gregory L. Avaliação bioquímica clínica de eqüinos soroprodutores da Fazenda São Joaquim do Instituto Butantan, submetidos à alimentação com concentrado comercial ou hiperprotéico [Internet]. 2006 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/10/10136/tde-15062007-151057/


Biblioteca Digital de Produção Intelectual da Universidade de São Paulo     2012 - 2021