Exportar registro bibliográfico

Ganhos de produtividade de plantações clonais de Eucalyptus urophylla e suas correlações com variáveis edafoclimáticas e silviculturais (2007)

  • Autores:
  • Autor USP: FERREIRA, JOSÉ MARIO DE AGUIAR - ESALQ
  • Unidade: ESALQ
  • Sigla do Departamento: LCF
  • Assuntos: DELINEAMENTO EXPERIMENTAL; EUCALIPTO; FERTILIZAÇÃO; MANEJO FLORESTAL; NUTRIÇÃO VEGETAL
  • Idioma: Português
  • Resumo: O manejo nutricional de plantios de Eucalyptus é comprovadamente importante para o aumento da produtividade e da sustentabilidade da produção madeireira. Uma das principais formas de manejo nutricional da floresta é a fertilização mineral, que demanda grandes investimentos e necessita de um planejamento adequado. O conhecimento do valor e da escala da resposta à fertilização é essencial para estudos de investimento em práticas silviculturais. O método denominado de parcelas gêmeas possibilita a determinação da resposta à fertilização numa escala regional, em um curto período de tempo. O delineamento consiste na instalação e avaliação de blocos experimentais distribuídos em diversos locais. Estes blocos são constituídos por uma parcela testemunha, que normalmente são parcelas permanentes de inventário e uma parcela fertilizada, que recebe um regime intensivo de fertilização. O método das parcelas gêmeas foi utilizado neste estudo para determinar a resposta à fertilização de plantios clonais de eucalipto, e as relações desta resposta com variáveis edafoclimáticas e silviculturais. Um total de 131 blocos de parcelas gêmeas foi instalado em uma área de 34.540 hectares de plantios clonais de Eucalyptus urophylla, no estado de São Paulo, nos municípios de Mogi Guaçu, Brotas e São Simão. Os tratamentos foram avaliados por dois períodos consecutivos de 12 meses, totalizando 24 meses de avaliação. As parcelas fertilizadas apresentaram um crescimento médio 15% superior àmédia das parcelas testemunha. O incremento corrente anual médio das parcelas fertilizadas, foi de 31,6 Mg ha-1 ano-1 (64,2 m3 ha-1 ano-1), enquanto que nas parcelas testemunhas foi de 27,6 Mg ha-1 ano-1 (56,1 m3 ha-1 ano-1). A diferença destes incrementos revelou uma resposta à fertilização média de 4,0 Mg ha-1 ano-1 (8,1 m3 ha-1 ano-1). Plantios em solos com maior teor de areia e menores teores de nutrientes ) foram os que apresentaram as maiores médias de resposta à fertilização, de 8,5 Mg ha-1 ano-1 (16,9 m3 ha-1 ano-1). Os clones responderam de forma semelhante à fertilização e a resposta dos plantios mais velhos foi significativamente maior do que de plantios mais novos (1,7 Mg ha-1 ano-1 para cada ano de idade adicional). A resposta à fertilização correlacionou-se negativamente com o índice de sítio (base 7 anos), teores de argila e silte e com a maioria das variáveis químicas do solo. As variáveis químicas relacionadas às bases do solo, como soma de bases, saturação de bases, Ca, Mg e K, foram as que mais se correlacionaram com a resposta à fertilização. A resposta à fertilização correlacionou-se positivamente com a idade, teor de areia no solo e com a deficiência hídrica. Foi possível desenvolver modelos de predição da resposta à fertilização em função de variáveis químicas e físicas do solo e variáveis silviculturais. A técnica permitiu discriminar a necessidade, ou não, de fertilização por níveis categóricos distintos, como região, fazenda, solo etalhão, baseando-se, este último, no índice de sítio. Nas condições do estudo, concluiu-se que a resposta à fertilização foi maior em solos menos férteis, não diferiu entre clones e foi maior quanto maior a idade do plantio
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 28.03.2007
  • Acesso à fonte
    Como citar
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      FERREIRA, José Mario de Aguiar; STAPE, Jose Luiz. Ganhos de produtividade de plantações clonais de Eucalyptus urophylla e suas correlações com variáveis edafoclimáticas e silviculturais. 2007.Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2007. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11150/tde-09052007-165212/ >.
    • APA

      Ferreira, J. M. de A., & Stape, J. L. (2007). Ganhos de produtividade de plantações clonais de Eucalyptus urophylla e suas correlações com variáveis edafoclimáticas e silviculturais. Universidade de São Paulo, Piracicaba. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11150/tde-09052007-165212/
    • NLM

      Ferreira JM de A, Stape JL. Ganhos de produtividade de plantações clonais de Eucalyptus urophylla e suas correlações com variáveis edafoclimáticas e silviculturais [Internet]. 2007 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11150/tde-09052007-165212/
    • Vancouver

      Ferreira JM de A, Stape JL. Ganhos de produtividade de plantações clonais de Eucalyptus urophylla e suas correlações com variáveis edafoclimáticas e silviculturais [Internet]. 2007 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11150/tde-09052007-165212/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Biblioteca Digital de Produção Intelectual da Universidade de São Paulo     2012 - 2021