Exportar registro bibliográfico

Ativação de neurônios vasopressinérgicos e ocitocinérgicos nos núcleos paraventricular e supra-óptico: efeitos da adrenalectomia (ADX) e do estresse (2006)

  • Autores:
  • Autor USP: LAGUNA, MARIA THERESA CERÁVOLO - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: RFI
  • Assuntos: FISIOLOGIA; ENDOCRINOLOGIA
  • Idioma: Português
  • Resumo: Introdução: O núcleo paraventricular (NPV) pode ser subdividido em região parvocelular anterior (PaAP), medial (PaMP), posterior (PaPo) e periventricular (Peri) e região magnocelular lateral (PaLM) e medial (PaMM). Neurônios secretores de CRH co-localizam-se com neurônios secretores de vasopressina (AVP) e ocitocina (OT) no PVN. O objetivo deste trabalho foi avaliar a função da AVP e OT na regulação do eixo hipotálamo-hipófise-adrenal (HHA), após a adrenalectomia (ADX) e estresse de imobilização. Materiais e métodos: Em ratos Wistar, determinamos a concentração plasmática de corticosterona (B), ACTH, AVP e OT e o conteúdo de AVP e OT no NPV por RIE. Os animais foram estudados em diferentes períodos (3h, 1, 3 e 14 dias) após ADX, em condição basal e após estresse de imobilização (animais mantidos em cilindro metálico por 1 hora). Em um outro grupo de animais, nas mesmas condições, avaliamos, ainda, a expressão da proteína c-Fos com dupla marcação para AVP ou OT nos núcleos NPV e no supra-óptico (NSO) por imuno-histoquímica. A cirurgia foi realizada sob anestesia com éter. Os ratos ADX receberam salina 0,9 ad libitum, Resultados: Não houve diferença na concentração de AVP plasmática, cuja principal fonte são os neurônios magnocelulares, entre os animais Sham e ADX durante todo o período estudado, em condições basais e após estresse de imobilização. Observamos que o número de duplas marcações para c-fos-AVP nas regiões magnocelulares estudadas não se elevouapós ADX. Entretanto, os ratos ADX (1 e 3 dias) mostraram uma diminuição (p<0,05) no conteúdo de AVP no NPV; este conteúdo retomou aos valores do conteúdo dos controles 7 e 14 dias após ADX. O número de duplas marcações para c-Fos-AVP na região PaMP do PVN aumentou (p=0,01) após 3 horas em animais de ADX, em condições basais; aumento (p<0,05) também foi observado em todos os períodos de ADX, após estresse de imobilização. OT plasmática apresentou-se mais ) elevada, 3h após Sham (p<0,02) e ADX (p<0,01) cirurgias quando comparada aos controles. Animais ADX mostraram concentrações mais elevadas (p<0,03) que o grupo Sham. A OT plasmática foi liberada após o estresse de imobilização em ambos os grupos. Não houve diferença no conteúdo de OT no NPV nos animais Sham ou ADX, em condições basais e após o estresse, assim como no número de duplas marcações para c-Fos-OT, em nenhuma região do PVN. Entretanto, houve um aumento (p<0,05) no número de duplas marcações c-fos-OT após o estresse nos neurônios do NSO em todos os períodos nos grupos Sham e ADX, sendo o aumento maior no grupo ADX (p=0,03). A expressão da proteína c-Fos aumentou (p<0,05) na região PaMP após 3h, em animais Sham e ADX, com uma maior expressão no grupo ADX (p=0,04); resultados similares foram observados após o estresse de imobilização em ambos os grupos; com maior expressão no grupo de ADX (p=0,03). Conclusão: Nossos resultados indicam que há diferentes pontos de ajuste do eixo HHA, dependendo do período daretirada do mecanismo de retro-alimentação negativa. A ação dos principais neuro-hormônios na secreção de ACTH secundária à ADX ou ao estresse de imobilização parecem diferir. Enquanto a AVP magnocelular não participa do controle da secreção de ACTH após a ADX, AVP parvocelular parece contribuir. Por outro lado, a OT, hormônio responsivo ao estresse de imobilização em animais Sham ou ADX, é proveniente de neurônios magnocelulares do NSO e pode contribuir para a secreção de ACTH em resposta à ADX. A ativação da proteína c-Fos na região PaMP, em condições basais (3h) e após o estresse, indicam que esta região é a mais importante para a regulação do eixo HHA após ADX e estresse de imobilização. O grande número de neurônios imunopositivos para a proteína c-Fos na região PaMP sem a mesma expressão de dupla marcação para AVP ou OT sugere que outros neuropeptídeos, como o CRH, estão envolvidos ) na modulação do eixo HHA neste modelo experimental
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 11.07.2006

  • Como citar
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      LAGUNA, Maria Theresa Cerávolo; CASTRO, Margaret de. Ativação de neurônios vasopressinérgicos e ocitocinérgicos nos núcleos paraventricular e supra-óptico: efeitos da adrenalectomia (ADX) e do estresse. 2006.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2006.
    • APA

      Laguna, M. T. C., & Castro, M. de. (2006). Ativação de neurônios vasopressinérgicos e ocitocinérgicos nos núcleos paraventricular e supra-óptico: efeitos da adrenalectomia (ADX) e do estresse. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Laguna MTC, Castro M de. Ativação de neurônios vasopressinérgicos e ocitocinérgicos nos núcleos paraventricular e supra-óptico: efeitos da adrenalectomia (ADX) e do estresse. 2006 ;
    • Vancouver

      Laguna MTC, Castro M de. Ativação de neurônios vasopressinérgicos e ocitocinérgicos nos núcleos paraventricular e supra-óptico: efeitos da adrenalectomia (ADX) e do estresse. 2006 ;


Biblioteca Digital de Produção Intelectual da Universidade de São Paulo     2012 - 2021