Exportar registro bibliográfico

Expressão de fragmentos de anticorpos humanos recombinantes capazes de inibir as atividades fosfolipásica e miotóxica do veneno de Bothrops jararacussu (2005)

  • Authors:
  • USP affiliated author: TAMAROZZI, MIRELA DE BARROS - FMRP
  • School: FMRP
  • Sigla do Departamento: RBI
  • Subject: IMUNOLOGIA
  • Language: Português
  • Abstract: Envenenamentos por peçonhas de serpentes representam um sério problema de saúde pública, especialmente nos países tropicais, onde eles ainda causam altas taxas de morbidade e mortalidade. No Brasil, serpentes do gênero Bothrops são responsáveis por mais de 90% dos acidentes ocorridos. O tratamento específico ainda utilizado para os casos de envenenamento é a soroterapia, ou seja, a injeção de quantidades empíricas de anticorpos, sendo uma parte (cerca de 20%) direcionada aos componentes do veneno. Embora a imunoterapia tenha provado a sua eficácia na redução da mortalidade e morbidade em casos de picadas de serpentes, ela é também responsável pelas reações alérgicas agudas ou tardias, cuja incidência depende principalmente da quantidade de anticorpos heterólogos injetados e da pureza do antiveneno. Os efeitos colaterais são principalmente causados pela sensibilização de alguns indivíduos às proteínas de eqüinos. Algumas alternativas têm sido buscadas para evitar esses inconvenientes do uso de soros heterólogos e uma delas é a produção de fragmentos de anticorpos humanos pela tecnologia de "phage display" para a produção de antivenenos. Neste trabalho, buscou-se a produção de anticorpos monoclonais capazes de inicialmente inibir uma das atividades do veneno de B. jararacussu, a fosfolipásica, utilizando-se a biblioteca de fragmentos de anticorpos humanos (scFv) "Griffin.l", produzida no Medical Research Council - MRC, Cambridge, Reino Unido. O protocoloadotado para a seleção dos fagos-anticorpos contra veneno bruto foi o de imobilização das proteínas em imunotubo. Foram realizados quatro turnos de seleção e os fagos-anticorpos selecionados em cada um foram analisados por ELISA para a escolha do turno com maior título de anticorpos específicos para as proteínas. O terceiro e o quarto turnos de seleção foram escolhidos para a produção de fagos-anticorpos monoclonais em placas de cultura de 96 poços. Como o ELISA monoclonal utilizando as placas do quarto turno de seleção demonstrou que a maioria dos clones foi capaz de produzir fagos-anticorpos com especificidade para o veneno, estas placas foram escolhidas para a realização dos ensaios de inibição de hemólise. Após a padronização de um método de quantificação da atividade fosfolipásica in vitro compatível com as necessidades deste trabalho, puderam-se identificar quatro clones capazes de inibir tal atividade. Os quatro clones produtores de fagos-anticorpos selecionados foram utilizados para a produção de fragmentos solúveis de anticorpos, porém, devido à ausência de marcadores que facilitassem a detecção destes anticorpos, a purificação dos scFv não foi conseguida. Visando a obtenção de scFv puro, algumas resinas cromatográficas foram testadas e, ao final, não se conseguiu a purificação total do scFv, porém eliminou-se boa parte dos contaminantes presentes no meio. Depois de confirmada a capacidade de inibição da atividadeenzimática pelos anticorpos, resolveu-se verificar se a ligação destes interferia em outras atividades induzidas pelo veneno, como a miotóxica e a anticoagulante. Os clones selecionados foram capazes de inibir a atividade miotóxica in vivo, porém não tiveram influência sobre a atividade anticoagulante
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 07.12.2005

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      TAMAROZZI, Mirela de Barros. Expressão de fragmentos de anticorpos humanos recombinantes capazes de inibir as atividades fosfolipásica e miotóxica do veneno de Bothrops jararacussu. 2005. Dissertação (Mestrado) – Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2005. . Acesso em: 04 out. 2022.
    • APA

      Tamarozzi, M. de B. (2005). Expressão de fragmentos de anticorpos humanos recombinantes capazes de inibir as atividades fosfolipásica e miotóxica do veneno de Bothrops jararacussu (Dissertação (Mestrado). Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Tamarozzi M de B. Expressão de fragmentos de anticorpos humanos recombinantes capazes de inibir as atividades fosfolipásica e miotóxica do veneno de Bothrops jararacussu. 2005 ;[citado 2022 out. 04 ]
    • Vancouver

      Tamarozzi M de B. Expressão de fragmentos de anticorpos humanos recombinantes capazes de inibir as atividades fosfolipásica e miotóxica do veneno de Bothrops jararacussu. 2005 ;[citado 2022 out. 04 ]

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2022