Exportar registro bibliográfico

Ação cultural na 3ª idade qualidade de vida (2004)

  • Autores:
  • Autor USP: IMOTO, IRACI - ECA
  • Unidade: ECA
  • Sigla do Departamento: CBD
  • Assuntos: AÇÃO CULTURAL; POLÍTICA; IDOSOS
  • Idioma: Português
  • Resumo: Este trabalho tem por objetivo contribuir para uma reflexão sobre a realidade na prática do cotidiano de um centro de vivência para a 38 idade 1, e apresentar as políticas oficiais no âmbito federal, estadual e municipal, enfocando as diretrizes dessas legislações em relação aos nossos idosos. Destaco a ação cultural como foco de uma política social, e a trajetória das atividades desenvolvidas na "CASA VIVA VIDA", na cidade de Jacareí, estado de São Paulo, equipament02 público vinculado à Fundação Cultural de Jacarehy "José Maria de Abreu", que assume as funções de Secretaria Municipal da Cultura. Apresento também as idéias que nortearam sua criação, os primeiros projetos e as programações levadas ao público e um dos principais equipamentos culturais da cidade voltadas à terceira idade. As necessidades objetivas dos órgãos de administração pública, aliadas à sua posição de representante do poder político institucional, foram determinantes para justificar a intenção e a prática das atividades da "CASA VIVA VIDA". Apesar dos descompassos, a iniciativa do órgão foi inovadora, modificando o pensamento tradicional em que as programações culturais ligadas às secretarias municipais da cultura, do esporte e da educação, de atender apenas crianças e jovens. Nada mais justo a criação desse centro, objetivando uma maior conscientização dos indivíduos quando se encontram na melhor idade3. Buscou-se conhecer os conceitos de uma política educativa e cultural fundamentada naconscientização e na transformação dos indivíduos e da comunidade, a partir de uma nova compreensão das relações sociais e políticas que não a da submissão, do isolamento e do conformismo. O caráter deste trabalho não é o de esgotar o universo das informações potencialmente disponíveis, trata-se de divulgar e lançar discussão os pontos imediatamente significativos sobre a questão do envelhecimento, na sustentabilidade do papel do Estado na qualidade de vida para este grupo etário. Neste contexto, pretende-se observar a condução e o pensamento das políticas específicas e também dos dirigentes desses equipamentos nas proposições das ações culturais oferecidas, atendendo às demandas de maneira sustentável e o papel do agente cultural diante desse público cada vez mais crescente. Contudo, o resultado deste estudo evidencia a diferença que faz uma instituição na vida desses idosos a partir de um novo estilo de vida, em que as vivências interiores significativas constituem-se fatores de satisfação, bem-estar e, portanto, de qualidade de vida.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 07.06.2004

  • Como citar
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      IMOTO, Iraci; MARTINS, Maria Helena Pires. Ação cultural na 3ª idade qualidade de vida. 2004.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2004.
    • APA

      Imoto, I., & Martins, M. H. P. (2004). Ação cultural na 3ª idade qualidade de vida. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Imoto I, Martins MHP. Ação cultural na 3ª idade qualidade de vida. 2004 ;
    • Vancouver

      Imoto I, Martins MHP. Ação cultural na 3ª idade qualidade de vida. 2004 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Biblioteca Digital de Produção Intelectual da Universidade de São Paulo     2012 - 2021