Exportar registro bibliográfico

Gestão de passivos ambientais associados a escorregamentos em rodovias: contribuições ao cenário metodológico (2004)

  • Autores:
  • Autor USP: GARIBALDI, CELIA MARIA - EP
  • Unidade: EP
  • Sigla do Departamento: PMI
  • Assuntos: RODOVIAS; IMPACTOS AMBIENTAIS; TALUDES; ESCORREGAMENTO DE ROCHAS
  • Idioma: Português
  • Resumo: As rodovias exercem considerável influência no desenvolvimento de um País, e no Brasil em particular. No entanto, a forma como foram implantadas e operadas acabaram trazendo sérios impactos negativos ao meio ambiente e conseqüentemente os órgãos rodoviários têm convivido com um número muito grande de passivos ambientais relacionados, principalmente, aos movimentos gravitacionais de massa. Esses processos se desenvolveram devido à insuficiência de estudos geológicos-geotécnicos na fase de projeto, aliados aos fatores construtivos e à falta de manutenção. Assim, importantes rodovias brasileiras apresentam muitos taludes afetados por escorregamentos de grande porte e os custos para recuperação têm sido extremamente elevados, sem contar os custos indiretos que não são considerados, como interdições das pistas e congestionamentos com deterioração de cargas e/ou atrasos nas entregas. Atualmente, embora de forma incipiente, o meio rodoviário vem utilizando as cartas geotécnicas como ferramenta no entendimento dos condicionantes do meio físico e na gestão ambiental das rodovias. Nota-se, entretanto, que a maioria dos estudos geotécnicos em rodovias ainda são executados com metodologias que tratam a questão de forma pontual enquanto que grande parte das obras rodoviárias atinge grandes dimensões, exigindo estudos mais abrangentes com metodologias desenvolvidas para regiões específicas (ABITANTE et al, 1998). Neste contexto, verificando-se a problemática dos passivos edanos ambientais associados a escorregamentos e a necessidade de técnicas para a gestão ambiental de rodovias, desenvolveu-se uma Sistemática para Gestão de Passivos e Danos Ambientais Associados a Escorregamentos, apoiada nos fundamentos da Cartografia Geotécnica, na abordagem da UNDRO (1991) para prevenção e redução de acidentes naturais e nos Instrumentos de Gestão Ambiental atualmente praticados. ) A avaliação dos resultados obtidos nas diferentes etapas da pesquisa permitiu concluir que o trabalho realizado à luz da Sistemática Proposta atingiu os objetivos estabelecidos
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 06.08.2004

  • Como citar
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      GARIBALDI, Célia Maria; SOARES, Lindolfo. Gestão de passivos ambientais associados a escorregamentos em rodovias: contribuições ao cenário metodológico. 2004.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2004.
    • APA

      Garibaldi, C. M., & Soares, L. (2004). Gestão de passivos ambientais associados a escorregamentos em rodovias: contribuições ao cenário metodológico. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Garibaldi CM, Soares L. Gestão de passivos ambientais associados a escorregamentos em rodovias: contribuições ao cenário metodológico. 2004 ;
    • Vancouver

      Garibaldi CM, Soares L. Gestão de passivos ambientais associados a escorregamentos em rodovias: contribuições ao cenário metodológico. 2004 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Biblioteca Digital de Produção Intelectual da Universidade de São Paulo     2012 - 2021