Exportar registro bibliográfico

Caracterização genotípica de amostras de Clostridium perfringens isoladas de suínos com diarréia (2003)

  • Autores:
  • Autor USP: SHINYA, LUCIANE TIEKO - FMVZ
  • Unidade: FMVZ
  • Sigla do Departamento: VPS
  • Assuntos: CLOSTRIDIOSES ANIMAL; DNA; SUÍNOS; REAÇÃO EM CADEIA POR POLIMERASE; GENÓTIPOS
  • Idioma: Português
  • Resumo: Clostridium perfringens é um importante patógeno em medicina veterinária e humana. Em suínos, o agente é responsável pela enterite necrótica e enterotoxemia caracterizadas por diarréia, perda de peso, atraso no desenvolvimento e em alguns casos morte. Apesar dos métodos imunoprofiláticos existentes, a infecção por C. perfringens causa graves prejuízos à indústria suinícola e representa um grande risco à saúde humana. No Brasil, a enterotoxemia e a enterite causadas por C. perfringens biotipo C e pelo biotipo A, respectivamente, têm sido amplamente descritas. Apesar de vários estudos relatarem a caracterização genotípica deste agente isolado de casos de infecções em humanos, os trabalhos de subtipagem em amostras de origem animal são praticamente inexistentes. Para a implantação de estratégias de controle e prevenção desta infecção, torna-se necessário o desenvolvimento de sistemas de tipagem molecular com alta capacidade de discriminação e sua aplicação em estudos epidemiológicos. Dentre as técnicas descritas para tipagem de Clostridium perfringens está o polimorfismo do comprimento de fragmentos amplificados (AFLP), utilizado no presente estudo para caracterizar 54 cepas de C. perfringens isoladas de suínos com diarréia. A análise dos resultados do AFLP demonstrou 29 perfis distintos com índice discriminatório de 0,97. A correlação entre a origem dos isolados e agrupamentos obtidos foi parcial, sendo apenas possível a correlação total de 18,5% dasamostras estudadas. A caracterização das cepas em biotipos (A, B, C, D e E), produção da toxina beta-2 e enterotoxina foi realizada através da reação da polimerase em cadeia (PCR). Dentre as cepas analisadas foram observados os biotipos A, C e D, sendo que todas as amostras foram positivas para presença do gene codificador da toxina beta-2 e negativas para o gene codificador da enterotoxina. Neste estudo o AFLP demonstrou ser uma metodologia simples, rápida, (continua) ) de baixo custo, com alto poder discriminatório e boa reprodutibilidade, apresentando grande potencial para estudos epidemiológicos envolvendo cepas de C. perfringens de origem animal
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 27.06.2003

  • Como citar
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SHINYA, Luciane Tieko; BACCARO, Maria Regina. Caracterização genotípica de amostras de Clostridium perfringens isoladas de suínos com diarréia. 2003.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2003.
    • APA

      Shinya, L. T., & Baccaro, M. R. (2003). Caracterização genotípica de amostras de Clostridium perfringens isoladas de suínos com diarréia. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Shinya LT, Baccaro MR. Caracterização genotípica de amostras de Clostridium perfringens isoladas de suínos com diarréia. 2003 ;
    • Vancouver

      Shinya LT, Baccaro MR. Caracterização genotípica de amostras de Clostridium perfringens isoladas de suínos com diarréia. 2003 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Biblioteca Digital de Produção Intelectual da Universidade de São Paulo     2012 - 2021