Exportar registro bibliográfico

Avaliação morfo-agronômica e seleção de familias 'RC IND.1 FIND.3'provenientes de cruzamentos entre as espécies de arroz cultivado Oryza sativa e silvestre O. glumaepatula (2003)

  • Autores:
  • Autor USP: MAMANI, EVA MARIA CELIA - ESALQ
  • Unidade: ESALQ
  • Sigla do Departamento: LGN
  • Assuntos: ARROZ; CRUZAMENTO VEGETAL; GERMOPLASMA VEGETAL; VARIEDADES VEGETAIS; VARIAÇÃO GENÉTICA EM PLANTAS
  • Idioma: Português
  • Resumo: A utilização de espécies selvagens como doadoras de variabilidade é uma das estratégias utilizadas no últimos anos como alternativa viável para espécies que possuem base genética estreita. A espécie de arroz cultivada, Oryza sativa, de ampla distribuição, também viu afetada sua variabilidade pelos intensivos programas de melhoramento, no Brasil e em todos os países produtores de arroz a nível mundial. A utilização repetida de poucas cultivares elite como progenitores para a formação de novas variedades é indicada como a principal causa deste estreitamento. Na Bacia Amazônica se localizam quatro espécies do gênero Oryza, sendo três tetraplóides e uma diplóide, O. glumaepatula. Esta última possui grande potencialidade como doadora de variabilidade devido à similaridade do seu genoma com a espécie cultivada, além de estar adaptada as condições climáticas do Brasil. Cruzamentos interespecíficos são possíveis entre as duas espécies. No entanto, os indivíduos derivados apresentam uma performance distante de variedades modernas porque neles se conjugam novamente alguns caracteres eliminados durante o processo de domesticação da espécie. O objetivo deste trabalho foi selecionar famílias RC1-F3 promissoras que tenham recuperado a maioria dos caracteres de interesse agronômico e identificar genótipos transgressivos para alguns deles. Devido à limitada disponibilidade de sementes produzidas durante a geração anterior, as famílias foram avaliadas em blocos aumentados emcondições de campo irrigado. Foram avaliados 13 caracteres morfológicos de interesse agronômico como altura, deiscência, comprimento da panícula, número de espiguetas por panícula, entre outros. Também foi estimada a produtividade de grãos para cada família. Análises de agrupamento também foram realizadas, utilizando a distância Euclidiana como medida de dissimilaridade e método UPGMA (Unweighted pair group method with arithmetic average), ) onde foram estabelecidas as relações entre o material avaliado, as famílias avaliadas e o parental recorrente (variedade IAC 102) e outras variedades utilizadas como controle. Em geral, as famílias avaliadas apresentaram uma performance menor que o parental recorrente. No entanto, observou-se fenótipos transgressivos para alguns caracteres como comprimento de panícula, número de espigueta por panícula, comprimento e largura de folha bandeira. Foram observadas famílias de porte baixo e maior comprimento de panícula, indicando que a correlação existente entre altura e comprimento de panícula foi quebrada nesta geração Algumas famílias apresentaram produtividade superior em relação ao parental recorrente, até 45% a mais que a variedade IAC 102. Os dendrogramas obtidos através da análise de agrupamento permitem inferir a existência de uma divergência importante entre as famílias F3 e as variedades utilizadas na comparação. Foi possível a separação de grupos definidos pela combinação de caracteres divergentes. No total, 27famílias foram selecionadas por apresentarem uma performance semelhante ao parental recorrente, ou por possuir caracteres de interesse para serem introgredidos nas cultivares de arroz, como maior número de espiguetas por panícula ou produtividade superior. A obtenção de fenótipos transgressivos indicam a presença de alelos favoráveis na espécie silvestre O. gluamaepatula, mostrando seu grande potencial nos programas de melhoramento como fonte de caracteres de interesse
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 29.01.2003
  • Acesso à fonte
    Como citar
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MAMANÍ, Eva Maria Cella; ANDO, Akihiko. Avaliação morfo-agronômica e seleção de familias 'RC IND.1 FIND.3'provenientes de cruzamentos entre as espécies de arroz cultivado Oryza sativa e silvestre O. glumaepatula. 2003.Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2003. Disponível em: < https://teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11137/tde-20190821-132625/ >.
    • APA

      Mamaní, E. M. C., & Ando, A. (2003). Avaliação morfo-agronômica e seleção de familias 'RC IND.1 FIND.3'provenientes de cruzamentos entre as espécies de arroz cultivado Oryza sativa e silvestre O. glumaepatula. Universidade de São Paulo, Piracicaba. Recuperado de https://teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11137/tde-20190821-132625/
    • NLM

      Mamaní EMC, Ando A. Avaliação morfo-agronômica e seleção de familias 'RC IND.1 FIND.3'provenientes de cruzamentos entre as espécies de arroz cultivado Oryza sativa e silvestre O. glumaepatula [Internet]. 2003 ;Available from: https://teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11137/tde-20190821-132625/
    • Vancouver

      Mamaní EMC, Ando A. Avaliação morfo-agronômica e seleção de familias 'RC IND.1 FIND.3'provenientes de cruzamentos entre as espécies de arroz cultivado Oryza sativa e silvestre O. glumaepatula [Internet]. 2003 ;Available from: https://teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11137/tde-20190821-132625/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Biblioteca Digital de Produção Intelectual da Universidade de São Paulo     2012 - 2021