Exportar registro bibliográfico

Análise histológica e do índice de proliferação celular da reparação de alvéolos dentários de cães tratados com o fator de crescimento IGF-I (2002)

  • Autores:
  • Autor USP: VUONO, MÔNICA STRUFFALDI DE - FO
  • Unidade: FO
  • Sigla do Departamento: ODE
  • Assuntos: REPARAÇÃO PERIODONTAL; ENXERTO ÓSSEO; CÃES; POLIPEPTÍDEOS; FATORES DE CRESCIMENTO
  • Idioma: Português
  • Resumo: diferenças significativas entre os grupos quanto à porcentagem média de células PCNA positivas (em proliferação), quando os espécimes foram considerados como um todo. Porém, quando essa contagem foi realizada considerando os terços coronário, médio e apical, separadamente, houve diferença estatisticamente significativa somente entre a porcentagem média de células PCNA positivas do terço apical do grupo tratado com 0,3 'mü'g IGF-I /ml de gel de metilcelulose a 2% e o ) grupo controle sem gel. Os resultados deste estudo mostraram que o IGF-I, na concentração de 0,3 'mü'g, estimulou a neoformação óssea no interior de alvéolos dentários, após a exodontia, sem alterar o padrão histológico de reparação destas feridas. Desta forma, demonstraram que o IGF-I apresenta algum papel na formação óssea, podendo ter aplicações clínicas úteis quando utilizado em terapias que visam a regeneração dos tecidos periodontaisA proposta deste trabalho foi estudar o padrão de reparação e a proliferação celular dos tecidos reparativos neoformados no interior de alvéolos dentários de cães, tratados com o fator de crescimento polipeptídico IGF-I. Os segundos (P2) e quartos (P4) pré-molares mandibulares de 6 cães s.r.d. foram extraídos e os alvéolos receberam 0,1 'mü'g IGF-I/ml de gel de metilcelulose a 2%, 3 'müg IGF-I/ml de gel de metilcelulose a 2%, somente o gel veículo, ou cicatrizaram sem nenhuma interferência. Após um período de cicatrização de 10 dias, os animais foram sacrificados. Os alvéolos correspondentes aos dentes P2 foram removidos em bloco, descalcificados e analisados histologicamente em H.E.. Não foi possível observar diferenças histomorfológicas significativas entre os grupos controles e experimentais quanto ao padrão de reparação dos alvéolos. Os tecidos neoformados no interior dos alvéolos correspondentes aos dentes P4 foram removidos cuidadosamente com o auxílio de uma cureta e analisados histologicamente em H.E. e também quanto ao índice de proliferação celular, através de reação imuno-histoquímica para o PCNA, em microscopia de luz. A análise histológica dos espécimes mostrou que os tecidos reparativos obtidos dos alvéolos tratados com IGF-I, em ambas as concentrações, apresentaram uma quantidade de trabeculado ósseo maior e mais evidente quando comparado aos controles. A análise estatística do índice de proliferação celular mostrou que não houve
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 10.06.2002

  • Como citar
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      DE VUONO, Monica Struffaldi; PUSTIGLIONI, Francisco Emílio. Análise histológica e do índice de proliferação celular da reparação de alvéolos dentários de cães tratados com o fator de crescimento IGF-I. 2002.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2002.
    • APA

      De Vuono, M. S., & Pustiglioni, F. E. (2002). Análise histológica e do índice de proliferação celular da reparação de alvéolos dentários de cães tratados com o fator de crescimento IGF-I. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      De Vuono MS, Pustiglioni FE. Análise histológica e do índice de proliferação celular da reparação de alvéolos dentários de cães tratados com o fator de crescimento IGF-I. 2002 ;
    • Vancouver

      De Vuono MS, Pustiglioni FE. Análise histológica e do índice de proliferação celular da reparação de alvéolos dentários de cães tratados com o fator de crescimento IGF-I. 2002 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Biblioteca Digital de Produção Intelectual da Universidade de São Paulo     2012 - 2021