Exportar registro bibliográfico

Alguns aspectos do comportamento de oviposição de fêmeas selvagens de zabrotes subfasciatus (Coleoptera, Bruchidae) em condições de privação do hospedeiro (2001)

  • Authors:
  • USP affiliated author: SPERANDIO, LUZIA APARECIDA ALEXANDRE - FFCLRP
  • School: FFCLRP
  • Sigla do Departamento: 592
  • Subject: ENTOMOLOGIA
  • Language: Português
  • Abstract: Zabrotes subfasciatus é considerado um dos principais predadores de sementes da espécie Phaseolus vulgaris, causando sérios prejuízos populacionais para esta espécie em armazenagem. Este trabalho teve como objetivo conhecer alguns dados do comportamento de oviposição das fèmeas de Z. subfasciatus (Coleoptera, Bruchidae) que ainda são desconhecidos. Foi estudada a oviposição de Z. subfasciatus em P. vulgaris, ao longo de toda a vida e em situações de privação do hospedeiro, logo após a emergência dos adultos, por períodos determinados de 1 a 10 dias. Foi utilizada apenas uma variedade de P. vulgaris: rosinha. O trabalho foi dividido em 2 fases, realizadas concomitanternente. Na primeira fase, foi estudada a variação da oviposição, ao longo do tempo de vida total das fêmeas, sem e com privação do hospedeiro, por até 10 dias, bem como a variabilidade entre as fèmeas dentro de cada grupo, observando as estratégias de cada uma delas no interior de cada grupo. Foram analisados vários parâmetros, como: número de ovos colocados diariamente, a longevidade, o período de oviposição e o número de ovos colocados por cada fèmea dentro de cada grupo. O número de ovos depositados por dia variou estatisticamente, sendo que o pico de oviposição na presença do hospedeiro (Grupo Controle) ocorreu entre o 2° a 5° dias de postura. A longevidade média foi de 11,1 '+ OU -' 1,81; o período de oviposição médio foi de 8,7 '+ OU -' 1,10 dias e o número de ovos colocados por cada fèmea aolongo da vida foi de 37,0 '+ OU -' 9,26. Nos Grupos em que houve Privação do hospedeiro, também observou-se que o número de ovos colocados por dia foi diferente estatisticamente, sendo que o pico de oviposição ocorreu sempre no 1° dia seguinte à privação, com exceção do nível 1, em que o pico ficou entre os dias 1 e 4 (após a presença do hospedeiro). A fecundidade máxima de cada grupo diminuiu, mas só foi diferente estatisticamente a partir ) do nível 6 (6 dias sem o hospedeiro), sendo que a média foi de 13,9 '+ OU -' 9,19 ovos, quando o tempo de espera foi de 10 dias. Isso sugere que em até 5 dias de privação, Z. subfasciatus consegue manter sua capacidade de postura, graças a uma boa retenção dos seus ovos e, a partir do 6° dia, há, provavelmente, uma reabsorção. A longevidade foi maior nos Grupos de Privação do hospedeiro a partir do nível 3, em relação ao Grupo Controle, mas o período de oviposição foi menor (4,3 '+ OU -' 4,56 dias no nível 10) a partir do nível 1, em relação ao Grupo Controle. O número de ovos colocados por todas as fêmeas, tanto no Grupo Controle como nos de Privação, não diferiu, indicando assim que não há variabilidade intraespecífica dentro de cada grupo. Na segunda fase, o objetivo foi comparar a distribuição dos ovos por grão, no Grupo em que não houve privação do hospedeiro (Controle) e nos Grupos em que houve privação por 2, 5, 8 e 10 dias, respectivamente. Foi constatado que as fêmeas privadas do hospedeiro por 5 e 8 diasapresentaram maior número de grãos com 4 ou mais ovos, no 1 ° dia de oviposição (1,4 grãos em média), em relação ao Grupo Controle e as fêmeas que ficaram privadas do hospedeiro por 2 e 10 dias (0,8 grãos em média). Quanto ao número de grãos com 1 ou nenhum ovo, observou-se que o Grupo Controle e os Grupos em que houve privação do hospedeiro por 8 e 10 dias apresentaram um maior número de grãos (3,2 grãos em média) em relação aos demais (2,1 grãos em média), no 1° dia de oviposição. E quanto ao número de ovos no grão com mais ovos, observou-se que ocorreu um maior número de ovos em todos os Grupos Privados (5,1 ovos/ grão em média), em relação ao Grupo Controle (1,9 ovos/grão, em média)
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 13.12.2001
  • Online source access
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SPERANDIO, Luzia Aparecida Alexandre. Alguns aspectos do comportamento de oviposição de fêmeas selvagens de zabrotes subfasciatus (Coleoptera, Bruchidae) em condições de privação do hospedeiro. 2001. Dissertação (Mestrado) – Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2001. Disponível em: http://www.teses.usp.br/teses/retidas/59/59131/tde-15072003-083516/. Acesso em: 25 set. 2022.
    • APA

      Sperandio, L. A. A. (2001). Alguns aspectos do comportamento de oviposição de fêmeas selvagens de zabrotes subfasciatus (Coleoptera, Bruchidae) em condições de privação do hospedeiro (Dissertação (Mestrado). Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/retidas/59/59131/tde-15072003-083516/
    • NLM

      Sperandio LAA. Alguns aspectos do comportamento de oviposição de fêmeas selvagens de zabrotes subfasciatus (Coleoptera, Bruchidae) em condições de privação do hospedeiro [Internet]. 2001 ;[citado 2022 set. 25 ] Available from: http://www.teses.usp.br/teses/retidas/59/59131/tde-15072003-083516/
    • Vancouver

      Sperandio LAA. Alguns aspectos do comportamento de oviposição de fêmeas selvagens de zabrotes subfasciatus (Coleoptera, Bruchidae) em condições de privação do hospedeiro [Internet]. 2001 ;[citado 2022 set. 25 ] Available from: http://www.teses.usp.br/teses/retidas/59/59131/tde-15072003-083516/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2022