Exportar registro bibliográfico

Desenvolvimento do processo de cultivo de Escherichia coli RR1 (2001)

  • Autores:
  • Autor USP: ROSSI, MARCELO - EP
  • Unidade: EP
  • Sigla do Departamento: PQI
  • Assuntos: HORMÔNIOS; CÉLULAS (CRESCIMENTO E DESENVOLVIMENTO)
  • Idioma: Português
  • Resumo: No presente trabalho, cultivou-se o microrganismo Escherichia coli RR1, contendo o vetor que carrega o gene estrutural para a síntese do hormônio de crescimento humano (hGH) (baseado no promotor pL e pR do fago 'lâmbda' sob controle do repressor termosensível cI857) em processos descontínuo e descontínuo-alimentado realizados em biorreatores com capacidade útil de 2 e 4 L. Tal cepa é auxotrófica com relação aos aminoácidos l-leucina e l-prolina e à tiamina (vitamina B1). Nos cultivos descontínuos com concentrações menores de extrato de levedura e bactotriptona em relação ao meio denominado basal, a concentração celular foi baixa, atingindo 2,4 g.'L POT. -1', com fator de conversão glicose à células de 0,25 g.'g POT. -1'. Em cultivos descontínuos com aumento (em relação ao meio basal) da concentração de extrato de levedura e de bactotriptona e com adição de l-prolina, a concentração celular alcançou valores da ordem de 5,9 g.'L POT. -1' e fator de conversão glicose à células de 0,48 g.'g POT. -1', simultaneamente à maior formação de acetato (2,5 g.L-1), este último prejudicial ao processo. Contudo, este resultado de crescimento celular não se repetiu devido à mudança do lote de células utilizado entre o primeiro e o segundo conjunto de ensaios. Os cultivos descontínuos-alimentados foram realizados com diferentes formas de alimentação bem como diferentes composições de solução de alimentação. Uma alimentação contínua com velocidade exponencial e composiçãosemelhante à do meio, pareceu ser a mais favorável, levando à concentração celular final de 9,2 g.'L POT. -1' e fator de conversão glicose a células, na fase descontínua-alimentada, de 0,36 g.'g POT. -1'. Os ensaios com indução térmica não foram eficientes provavelmente devido a problemas na detecção das concentrações de glicose existente no instante inicial da ativação da síntese do hGH. ) Esta glicose presente pode ter prejudicado a formação do hGH por conseqüência do processo fermentativo causado pelo aumento da temperatura e pela presença de elevada concentração de nutrientes complexos. O meio de cultivo utilizado possivelmente não supriu às necessidades metabólicas da célula para a síntese do hormônio de crescimento humano e em nenhum dos cultivos com indução térmica houve a produção de hGH
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 29.11.2001
  • Acesso à fonte
    Como citar
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      ROSSI, Marcelo; KILIKIAN, Beatriz Vahan. Desenvolvimento do processo de cultivo de Escherichia coli RR1. 2001.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2001. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3137/tde-17092002-114451/ >.
    • APA

      Rossi, M., & Kilikian, B. V. (2001). Desenvolvimento do processo de cultivo de Escherichia coli RR1. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3137/tde-17092002-114451/
    • NLM

      Rossi M, Kilikian BV. Desenvolvimento do processo de cultivo de Escherichia coli RR1 [Internet]. 2001 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3137/tde-17092002-114451/
    • Vancouver

      Rossi M, Kilikian BV. Desenvolvimento do processo de cultivo de Escherichia coli RR1 [Internet]. 2001 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3137/tde-17092002-114451/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Biblioteca Digital de Produção Intelectual da Universidade de São Paulo     2012 - 2021