Exportar registro bibliográfico

Estudo da estabilidade de alguns fatores de virulência e perfil plasmidial em isolados de Fusobacterium nucleatum (1998)

  • Autores:
  • Autor USP: PAULA, MÁRCIA OLIVEIRA DE - ICB
  • Unidade: ICB
  • Sigla do Departamento: BMM
  • Assunto: MICROBIOLOGIA
  • Idioma: Português
  • Resumo: Fusobacterium nucleatum é um bastonete Gram-negativo anaeróbio obrigatório, associado com a doença periodontal. Dentre as espécies associadas com esta doença, F. nucleatum é a mais comum em infecções clínicas de outras partes do corpo. Nessetrabalho foi avaliado o perfil plasmidial de F. nucleatum isolados de pacientes com doença periodontal, de indivíduos periodontalmente sadios e de primatas Cebus apella, bem como analisada a estabilidade de alguns fatores de virulência e dapresença de plasmídeos nesses isolados. Foram utilizados 45 isolados de F. nucleatum obtidos de pacientes, 38 de indivíduos sadios e 7 de primatas C. apella. Foram observados plasmídeos em 12 dos 45 isolados de pacientes (26,7%) e em 1 dos 7isolados de C. apella. Nenhum dos isolados de indivíduos sadios apresentou plasmídeos. A maioria dos isolados apresentou duas bandas plasmidiais, de tamanho entre 4 e 16 kb; entretanto, a digestão com enzimas de restrição mostrou que elascorrespondem a um só plasmídeo. Os plasmídeos foram classificados em três grupos: aproximadamente 4,2 kb, entre 6 e 6,6 kb e entre 12 e 16 kb. O perfil plasmidial do isolado de C. apella mostrou-se semelhante ao dos isolados humanos. Os isoladosportadores de plasmídeos foram utilizados em um teste de estabilidade. A presença de plasmídeos se mostrou estável. Entretanto, houve variação na produção de homolisinas e substâncias tipo bacteriocinas. Os valores da CIM para o metronidazoletetraciclina foram baixos para todos os isolados, mostrando sensibilidade para esta droga. Para a eritromicina, os valores da CIM aumentaram no decorrer do teste, na maioria dos isolados, sendo que, no final, estes se mostraram resistentes aesta droga. Os valores da CIM para a penicilina G foram baixos para a maioria dos islados, mas dois deles se mostraram resistentes a este antibiótico, devido à produção de ´BETA´-lactamase, a qual parece ser de origem cromossômica. Finalmente, ) não foi possível associar nenhum fator de virulência com a presença de plasmídeos
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 16.11.1998

  • Como citar
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      PAULA, Marcia Oliveira de; AVILA-CAMPOS, Mario Julio. Estudo da estabilidade de alguns fatores de virulência e perfil plasmidial em isolados de Fusobacterium nucleatum. 1998.Universidade de São Paulo, São Paulo, 1998.
    • APA

      Paula, M. O. de, & Avila-Campos, M. J. (1998). Estudo da estabilidade de alguns fatores de virulência e perfil plasmidial em isolados de Fusobacterium nucleatum. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Paula MO de, Avila-Campos MJ. Estudo da estabilidade de alguns fatores de virulência e perfil plasmidial em isolados de Fusobacterium nucleatum. 1998 ;
    • Vancouver

      Paula MO de, Avila-Campos MJ. Estudo da estabilidade de alguns fatores de virulência e perfil plasmidial em isolados de Fusobacterium nucleatum. 1998 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Biblioteca Digital de Produção Intelectual da Universidade de São Paulo     2012 - 2021