Exportar registro bibliográfico

Influência da largura do manguito na medida da pressão arterial no ciclo grávido-puerperal (1997)

  • Autores:
  • Autor USP: OLIVEIRA, SONIA MARIA JUNQUEIRA VASCONCELLOS D - EE
  • Unidade: EE
  • Sigla do Departamento: ENC
  • Assuntos: GRAVIDEZ; ENFERMAGEM OBSTÉTRICA
  • Idioma: Português
  • Resumo: A presente pesquisa consiste num estudo prospectivo que verificou os valores da pressão arterial (PA) de 104 gestantes com os objetivos de carcterizar a largura do manguito utilizado em cada trimestre da gravidez, comparar as médias da pressão arterial registradas pelo manguito de largura correta (MLC) e pelo manguito de largura padrão (MLP) em função do período gestacional, analisar as diferenças encontradas na média da pressão arterial entre o MLC e o MLP e identificar o perfil das gestantes segundo variáveis pessoais, antropométricas e obstétricas. A coleta de dados foi realizada durante a gestação e puerpério. A pressão arterial foi medida no braço direito, utilizando-se estetoscópio e esfigmomanômetro marca Tycus, MLP de 12 cm e um conjunto de seis manguitos de várias larguras (8, 9, 10, 11, 13 e 14 cm). As verificações da pressão arterial foram feitas em uma sala, onde as gestantes eram orientadas quanto ao procedimento da medida e permaneciam sentadas, em repouso, por um período de 5 minutos. A cada controle da pressão arterial realizaram-se seis medidas, com intervalo de no máximo um minuto entre cada verificação, sendo as três primeiras mensurações feitas com o MLC e as outras três com o MLP. As comparações entre as diferentes larguras do manguito foram feitas entre as médias do MLC e do MLP. Os resultados mostraram que a largura do manguito mais utilizada no primeiro controle foi de 10 cm (42,3%), 9 cm (18,3%), 11 cm (12,5%) e 12 cm (13,4%) consideradopadrão e disponível no mercado. A largura do manguito mais utilizada em função do trimestre da gravidez foi de 10 cm (45,2%), 11 cm (15,8%), 9 cm (14,8%) e 12 cm (13,7%). Comparando-se os valores médios da pressão arterial sistólica (PAS), diastólica no abafamento do som (PAD4) e diastólica no desaparecimento do som (PAD5) obtidos por trimestre da gravidez e no pós-parto, com o MCL e o MPL através ) do teste "t" para amostras pareadas, obteve-se diferença significativa no pós-parto e para todos os trimestres, exceto para a PAD4 no primeiro trismestre. As médias das diferenças da PAS, PAD4 e PAD5 obtidas entre as médias dos registros com o MLC e o MLP em função das várias larguras de manguito foram de 3,3 mmHg, de 2,3 mmHg e de 2,5 mmHg, respectivamente; essas diferenças foram consideradas estatisticamente significantes. As médias da PAD4 e PAD5 foram consideradas estatisticamente diferentes durante os três trimestes da gravidez e no pós-parto. A PAS da gestante dminuiu com o avanço da idade materna em 3,6 mmHg (MLC) e em 1,7 mmHg (MLP) e a PAD4 e PAD5 apresentaram, com ambos os manguitos, um aumento significativo, com padrão irregular, que oscilou entre 5,9 e 7,3 mmHg, comparadas às médias mais baixas e mais altas (faixas etárias de 20 a 24 anos e de 35 a 39 anos), respectivamente. A gestante de cor preta apresentou níveis de PAS significativamente mais elevados do que as de cor branca e parda, para ambos os manguitos; a PAD apresentou diferença significativasomente na fase 4 entre as gestantes de cor branca e parda, para os dois manguitos. A gestante não fumante apresentou níveis de PAS, PAD4 e PAD5 mais elevados do que a média da fumante e da ex-fumante, com os dois manguitos
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 15.08.1997

  • Como citar
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      OLIVEIRA, Sonia Maria Junqueira Vasconcellos de; ARCURI, Edna Apparecida Moura. Influência da largura do manguito na medida da pressão arterial no ciclo grávido-puerperal. 1997.Universidade de São Paulo, São Paulo, 1997.
    • APA

      Oliveira, S. M. J. V. de, & Arcuri, E. A. M. (1997). Influência da largura do manguito na medida da pressão arterial no ciclo grávido-puerperal. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Oliveira SMJV de, Arcuri EAM. Influência da largura do manguito na medida da pressão arterial no ciclo grávido-puerperal. 1997 ;
    • Vancouver

      Oliveira SMJV de, Arcuri EAM. Influência da largura do manguito na medida da pressão arterial no ciclo grávido-puerperal. 1997 ;


Biblioteca Digital de Produção Intelectual da Universidade de São Paulo     2012 - 2020