Exportar registro bibliográfico


Metrics:

O território da culinária caipira da Paulistânia: um modelo de regionalização (2023)

  • Authors:
  • Autor USP: ANDRADE, SUELLEN DIAS DE - IEB
  • Unidade: IEB
  • DOI: 10.11606/D.31.2023.tde-11012024-160418
  • Subjects: CULINÁRIA; REGIONALIZAÇÃO; CAIPIRAS
  • Keywords: Brazilian cuisine; Caipira cuisine; Culinária caipira; Graphical modelling; Modelização gráfica; Paulistânia; Regionalização; Regionalization
  • Language: Português
  • Abstract: Dentre várias características que configuram a cultura caipira do Centro-Sul do Brasil, a culinária é uma das mais notáveis. Desenvolvida desde os primeiros séculos de colonização brasileira, a cozinha caipira é definida, basicamente, pela cultura do milho somada a um considerável consumo de porco, ambos os alimentos produzidos e processados nos sítios de São Paulo e suas áreas de influência. É certo que há outros aspectos que qualificam a culinária caipira, entretanto, aqui nos propomos a defini-la por seus elementos recorrentes, apreendidos na revisão sistemática da cultura material e da cultura imaterial concernente ao espaço vivido. Sua formação está intimamente ligada à economia de subsistência, ao fenômeno das bandeiras e à presença destacada de indígenas guaranis no território paulista. Na hipótese de Dória e Bastos (2018), a culinária caipira teria se originado nos Sertões do Leste do Brasil a partir do século XVI e, posteriormente, teria se expandido como solução alimentar bem além, alcançando grande parte da Paulistânia, a capitania de São Paulo em sua máxima extensão. O objetivo deste trabalho foi delimitar as regiões descontínuas de ocorrência da culinária caipira com base no método da modelização gráfica (ou coremática), elaborado pelo geógrafo Roger Brunet (2001; 2021) e aplicado por Hervé Théry (2004; 2005; 2014) ao território brasileiro. Para isso, primeiro, identificamos os fatores que, em particular, nos apontam as lógicas espaciais da culinária caipira emseu processo de formação e expansão, entre os séculos XVI e XIX, a partir de uma revisão interdisciplinar literária, histórica, geográfica, etnográfica e sociológica. Depois, a modelização de tais fatores, inspirada nos modelos de Théry, constituiu o alicerce de construção de uma representação gráfica que nos comunica o território da cozinha caipira brasileira
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 19.09.2023
  • Acesso à fonteAcesso à fonteDOI
    Informações sobre o DOI: 10.11606/D.31.2023.tde-11012024-160418 (Fonte: oaDOI API)
    • Este periódico é de acesso aberto
    • Este artigo é de acesso aberto
    • URL de acesso aberto
    • Cor do Acesso Aberto: gold
    • Licença: cc-by-nc-sa

    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      ANDRADE, Suellen Dias de. O território da culinária caipira da Paulistânia: um modelo de regionalização. 2023. Dissertação (Mestrado) – Universidade de São Paulo, São Paulo, 2023. Disponível em: https://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/31/31131/tde-11012024-160418/. Acesso em: 30 maio 2024.
    • APA

      Andrade, S. D. de. (2023). O território da culinária caipira da Paulistânia: um modelo de regionalização (Dissertação (Mestrado). Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de https://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/31/31131/tde-11012024-160418/
    • NLM

      Andrade SD de. O território da culinária caipira da Paulistânia: um modelo de regionalização [Internet]. 2023 ;[citado 2024 maio 30 ] Available from: https://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/31/31131/tde-11012024-160418/
    • Vancouver

      Andrade SD de. O território da culinária caipira da Paulistânia: um modelo de regionalização [Internet]. 2023 ;[citado 2024 maio 30 ] Available from: https://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/31/31131/tde-11012024-160418/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2024