Exportar registro bibliográfico

Burocratas em ministérios: atitudes e percepções, carreira e promoções, redes e circulações (2019)

  • Authors:
  • Autor USP: LIMA, RODOLFO DE CAMARGO - FFLCH
  • Unidade: FFLCH
  • Sigla do Departamento: FLP
  • Subjects: BUROCRACIA; POLÍTICA EXTERNA; MINISTÉRIO; POLÍTICAS PÚBLICAS
  • Agências de fomento:
  • Language: Português
  • Abstract: São escassas as pesquisas empíricas sobre o funcionamento e o comportamento dos atores burocráticos no mundo. A presente tese colabora ao diminuir essa lacuna e propõe investigar a atuação de burocratas em ministérios nacionais. Com métodos contemporâneos e dados originais a pesquisa busca responder, as seguintes perguntas respectivas aos títulos dos capítulos que a compõe: Quais são os efeitos do recrutamento lateral sobre atitudes e percepções de burocratas? Quais fatores explicam o tempo de promoção da elite burocrática na carreira diplomática? E qual seria a estrutura de relacionamentos políticos do Ministério das Relações Exteriores (MRE)? Os resultados para o primeiro capítulo, referente a atitudes e percepções, sugere um baixo efeito do recrutamento lateral, com significância estatística em pouco mais de 14% das perguntas avaliadas. De outro lado, os achados se concentram em dimensões relacionais e políticas e os efeitos da entrada lateral vão no sentido de consultar mais os conselhos de políticas públicas, usar mais e com maior facilidade mídias sociais e ferramentas de T.I., coordenar equipes e mediar conflitos mais facilmente, rejeita ou relativiza a competição burocrática, conta com mais apoio parlamentar, além de reforçar outras capacidades internas do ministério que pertence como reputação, mobilização do legislativo e judiciário, e reforço do aparato jurídico. O segundo capítulo referente a carreira e promoções da elite do MRE mostrou que entre variáveissociais e institucionais, apenas as últimas se destacam, sendo que os segundos ministros que foram indicados a cargos de direção e assessoramento (DAS) tiveram seu tempo de promoção médios diminuídos. Em sentido contrário, passagens por postos diplomáticos das classes B e C tendem a aumentar os tempos médios de promoção em ambas hierarquias da elite diplomática, segundos ministros e embaixadores. Para o terceiro e último capítulo, as redes e circulações dos diplomatas mostram que o relacionamento institucional do MRE, segundo medidas de centralidade (eigenvector) e agrupamento hierárquico (hierarchical clustering), se direcionam prioritariamente tanto para as embaixadas de Buenos Aires e Washington, quanto e especialmente para a Organização das Nações Unidas e a Presidência da República essas últimas possuindo alta e sistemática relevância estrutural nas redes dos distintos estratos do ministério
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 21.02.2019
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      LIMA, Rodolfo de Camargo; OLIVEIRA, Amâncio Jorge Silva Nunes de. Burocratas em ministérios: atitudes e percepções, carreira e promoções, redes e circulações. 2019.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2019. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8131/tde-09092019-173423/ >.
    • APA

      Lima, R. de C., & Oliveira, A. J. S. N. de. (2019). Burocratas em ministérios: atitudes e percepções, carreira e promoções, redes e circulações. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8131/tde-09092019-173423/
    • NLM

      Lima R de C, Oliveira AJSN de. Burocratas em ministérios: atitudes e percepções, carreira e promoções, redes e circulações [Internet]. 2019 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8131/tde-09092019-173423/
    • Vancouver

      Lima R de C, Oliveira AJSN de. Burocratas em ministérios: atitudes e percepções, carreira e promoções, redes e circulações [Internet]. 2019 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8131/tde-09092019-173423/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020