Exportar registro bibliográfico


Metrics:

Was there a change in perception of medical students of what good doctors are and what it would take to train them across a 14-year span? A mixed methods panel (2018)

  • Authors:
  • Autor USP: LOTUFO NETO, FRANCISCO - FM
  • Unidade: FM
  • DOI: 10.1590/1981-52712015v42n2rb20160112
  • Subjects: EDUCAÇÃO MÉDICA; MEDICINA; ÉTICA MÉDICA
  • Language: Inglês
  • Abstract: RESUMO Fundamentação Existem importantes diferenças culturais entre os indivíduos das gerações x e Y. Entretanto, poucos estudos compararam as percepções dessas duas gerações em relação ao que são bons médicos, e também quanto ao seu processo de treinamento. Objetivo Conduzir um estudo explorando as percepções sobre o que significa ser um bom médico e sobre o processo de formação em uma amostra de estudantes de medicina da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, comparando grupos de 2000 e de 2014. Buscamos fornecer informações que possam guiar o desenvolvimento curricular em escolas médicas. Método Foi conduzido um estudo misto por meio de questões abertas dirigidas a estudantes de Medicina da Universidade de São Paulo em 2000 e 2014. A análise qualitativa focou em temas emergentes ligados à percepção dos estudantes sobre o que seriam bons médicos e sobre o treinamento que os estudantes devem receber. Em seguida, foi realizada uma análise quantitativa por meio de Processamento de Linguagem Natural. Resultados A frequência de homens e mulheres estava balanceada entre os grupos de 2000 e 2014. A maior parte dos estudantes tinha ao redor de 20 anos de idade. Os principais conceitos emergentes encontrados envolveram os quatro temas seguintes: Habilidades e qualidades de um bom médico, aspectos positivos e aspectos negativos do currículo, expectativas relacionadas à carreira futura. Do ponto de vista qualitativo, o grupo de 2014 focousuas críticas na escola médica em si e na excessiva carga de estudo, enquanto o grupo de 2000 criticou os professores e a competitividade. Outrossim, o grupo de 2014 denotou maior criticismo e menor idealização em relação à Escola e ao processo de treinamento. Não houve diferenças estatísticas significativas entre os grupos de 2000 e de 2014, nem entre gêneros. Conclusão Os estudantes de medicina da FMUSP desta amostra demonstraram pouca mudança no decorrer dos anos em relação ao que consideram ser bons médicos e como eles devem ser treinados. As preferências dos estudantes por uma educação prática e centrada nos pacientes deveriam guiar o futuro desenvolvimento curricular nas escolas médicas
  • Imprenta:
  • Source:
  • Acesso à fonteDOI
    Informações sobre o DOI: 10.1590/1981-52712015v42n2rb20160112 (Fonte: oaDOI API)
    • Este periódico é de acesso aberto
    • Este artigo é de acesso aberto
    • URL de acesso aberto
    • Cor do Acesso Aberto: gold
    • Licença: cc-by

    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      WAHBA, Liliana; LOTUFO NETO, Francisco. Was there a change in perception of medical students of what good doctors are and what it would take to train them across a 14-year span? A mixed methods panel. Revista brasileira de educação médica, Brasília, v. 42, n. 3, p. 201-213, 2018. Disponível em: < http://dx.doi.org/10.1590/1981-52712015v42n2rb20160112 > DOI: 10.1590/1981-52712015v42n2rb20160112.
    • APA

      Wahba, L., & Lotufo Neto, F. (2018). Was there a change in perception of medical students of what good doctors are and what it would take to train them across a 14-year span? A mixed methods panel. Revista brasileira de educação médica, 42( 3), 201-213. doi:10.1590/1981-52712015v42n2rb20160112
    • NLM

      Wahba L, Lotufo Neto F. Was there a change in perception of medical students of what good doctors are and what it would take to train them across a 14-year span? A mixed methods panel [Internet]. Revista brasileira de educação médica. 2018 ; 42( 3): 201-213.Available from: http://dx.doi.org/10.1590/1981-52712015v42n2rb20160112
    • Vancouver

      Wahba L, Lotufo Neto F. Was there a change in perception of medical students of what good doctors are and what it would take to train them across a 14-year span? A mixed methods panel [Internet]. Revista brasileira de educação médica. 2018 ; 42( 3): 201-213.Available from: http://dx.doi.org/10.1590/1981-52712015v42n2rb20160112


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021