Exportar registro bibliográfico

Tafonomia de macrovertebrados e geocronologia de depósitos fossilíferos da Formação Solimões (Bacia do Acre, Mioceno superior) (2018)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: BISSARO JUNIOR, MARCOS CÉSAR - FFCLRP
  • Unidades: FFCLRP
  • Sigla do Departamento: 592
  • Subjects: TAFONOMIA; TERRAS RARAS; MIOCENO; ISÓTOPOS; DIAGÊNESE
  • Language: Português
  • Abstract: Os depósitos fossilíferos da Formação Solimões (Mioceno superior), na Bacia do Acre, vem sendo estudado há mais de um século. Apesar da expressiva quantidade de trabalhos versando sobre o conteúdo fossilífero desta porção da Amazônia brasileira, escassos ainda são os estudos que visam uma melhor compreensão dos processos de fossilização, que são de grande importância para que a informação paleontológica contida nos depósitos possa ser melhor compreendida. Soma-se a isso o fato de as idades absolutas das diferentes tafocenoses serem desconhecidas até então. Neste trabalho, estas lacunas começaram a ser preenchidas a partir de datações absolutas, análises tafonômicas, e geoquímicas, em fósseis de macrovertebrados. Todos os trabalhos de campo foram realizados tendo como foco principal o registro da proveniência de cada espécime coletado. Para isso, em conjunto com metodologias clássicas de coleta na paleontologia, foi utilizada a Estação Total, um aparelho que registra eletronicamente as coordenadas x, y e z de qualquer ponto com precisão milimétrica. Esta ferramenta permitiu a reconstrução em ambiente virtual de toda a área de coleta facilitando assim o processamento dos dados. As análises tafonômicas dos fósseis dos sítios Niterói e Talismã, dois dos mais importantes do Neogéno da América do Sul, apontam para uma autoctonia das tafocenoses, embora altos índices de fragmentação tenham sido constatados. Para inferir aspectos diagenéticos, foco foi dado a análise de Elementos Terras Raras (ETR) em fósseis de quatro sítios, Niterói, Talismã, PRJ20 e PRJ26. Corroborando hipóteses recentemente levantadas, os resultados indicam que a incorporação destes elementos se dá durante toda a diagênese inviabilizando o uso dos ETR s em análises de mistura temporal e espacial. Foi possível ainda inferir que em todas as tafocenoses predominaramcondições redutoras de fossilização, em ambiente aquático rico em matéria orgânica, dadas as anomalias negativas de Ce. Ademais a relação La/Lu (Lantânio/Lutécio) mostrou-se uma útil ferramenta de proveniência, discriminando geoquimicamente as tafocenoses. Por fim, são apresentadas as primeiras datações absolutas para os sítios Niterói e Talismã, obtidas por análises U-Pb em zircões detríticos. Os resultados apontam para uma idade máxima de deposição do sítio Niterói de 10.8 ± 0.5 Ma e, para o sítio Talismã, de 8.1 ± 0.8 Ma. Estas idades corroboraram a hipótese já levantada, com base em correlações bioestratigráficas, de que estes depósitos são do Mioceno superior, mais especificamente, de idade Tortoniana. As datas reforçam a importância dos depósitos fossilíferos da Formação Solimões para avanços nas discussões acerca do paleoambiente amazônico do final do Mioceno, em que eventos biológicos e biogeográficos de grande magnitude tem seu início: 1) estabelecimento de drenagens marcadamente fluviais e redução drástica das extensas áreas alagadas; 2) início do Grande Intercâmbio Americano (GABI - Great American Biotic Interchange)
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 29.08.2018

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      BISSARO JÚNIOR, Marcos César; HSIOU, Annie Schmaltz; GHILARDI, Renato Pirani. Tafonomia de macrovertebrados e geocronologia de depósitos fossilíferos da Formação Solimões (Bacia do Acre, Mioceno superior). 2018.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2018.
    • APA

      Bissaro Júnior, M. C., Hsiou, A. S., & Ghilardi, R. P. (2018). Tafonomia de macrovertebrados e geocronologia de depósitos fossilíferos da Formação Solimões (Bacia do Acre, Mioceno superior). Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Bissaro Júnior MC, Hsiou AS, Ghilardi RP. Tafonomia de macrovertebrados e geocronologia de depósitos fossilíferos da Formação Solimões (Bacia do Acre, Mioceno superior). 2018 ;
    • Vancouver

      Bissaro Júnior MC, Hsiou AS, Ghilardi RP. Tafonomia de macrovertebrados e geocronologia de depósitos fossilíferos da Formação Solimões (Bacia do Acre, Mioceno superior). 2018 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020