Exportar registro bibliográfico

Registros eletrônicos na identificação da evolução dos pacientes admitidos em um hospital privado, segundo protocolo de avaliação e classificação de risco (2018)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: NASCIMENTO, DEBORA MENDES DO - EERP
  • Unidades: EERP
  • Subjects: ENFERMAGEM EM EMERGÊNCIA; SERVIÇOS MÉDICOS DE EMERGÊNCIA; SISTEMAS COMPUTADORIZADOS DE REGISTROS MÉDICOS; TRIAGEM
  • Language: Português
  • Abstract: O acolhimento com avaliação e classificação de risco representa importante estratégia na reorganização dos serviços de urgência e emergência hospitalares, caracterizados pela crescente demanda, superlotação e longo tempo de espera. Os protocolos de avaliação e classificação de risco favorecem o direcionamento da atuação do enfermeiro e da equipe de saúde na priorização dos pacientes que apresentam maior gravidade e necessitam de atendimento rápido, conforme critérios que determinam a clareza e racionalidade dos fluxos, para alcance de maior qualidade da assistência em saúde. Nessa perspectiva, os registros eletrônicos no prontuário do paciente são ferramentas que permitem analisar a aplicabilidade e efetividade da avaliação com classificação de risco, nos diferentes níveis de complexidade, espaços e momentos do cuidado nos serviços de saúde. Trata-se de um estudo retrospectivo, descritivo e correlacional, com objetivo de analisar a evolução dos pacientes atendidos na Unidade de Pronto Atendimento de um hospital privado, segundo protocolo de classificação de risco baseado no escore de alerta modificado (Modified Early Warning Score), por meio dos registros eletrônicos de pacientes atendidos no mês de novembro de 2016. A coleta de dados ocorreu no período de setembro a novembro de 2017. A amostra contemplou a análise dos registros de 325 prontuários de pacientes classificados como urgência e emergência (Modified Early Warning Score maior que 3). A análise estatística dos dadoscontemplou a caracterização da amostra e a identificação da classificação de risco (análise descritiva por meio de frequências absolutas e relativas), os desfechos secundários mortalidade, alta/transferência (teste de qui-quadrado de Pearson e Teste Exato de Fisher) e tempo de permanência entre os grupos analisados (Correlação de Spearman), na análise estatística adoutou-se o nível de significância ?=0,05. A maioria dos participantes da pesquisa era do sexo feminino - 193 (59,4%), com média de idade de 54,6 anos (desvio-padrão=20,8), sendo 141 (43,3%) com idade maior que 60 anos. O maior número de atendimentos ocorreu às segundas e quartas-feiras, respectivamente 60 (18,5%) e 58 (17,8%), no período das 7h às 18h59min (208 - 64%). Os escores de Modified Early Warning Score registrados no atendimento inicial dos pacientes apresentaram variação de 0 a 7, sendo 288 (88,6%) com Modified Early Warning Score de 1 a 2, 10 (3,2%) com Modified Early Warning Score 0 e 27 (8,3%) com Modified Early Warning Score maior ou igual a 3. Da amostra, 70 (21,7%) dos pacientes internaram, dos quais 8 (11,42%) foram a óbito. Foi evidenciada diferença estatisticamente significante em relação ao Modified Early Warning Score no atendimento inicial e ocorrência de internação hospitalar (p<0,001) e transferências durante a internação (p=0,008). Também foi identificada correlação entre o tempo de internação e o Modified Early Warning Score registrado nas primeiras 24 horas (p=0,010) e 48 horas (p=0,022), assim como em relação ao Modified Early Warning Score 24 horas (p=0,0019) e 48 horas (p=0,007) e evolução para óbito. Os resultados evidenciam a importância da aplicação do Modified Early Warning Score em conjunto com outros protocolos institucionais, sustentados por investimentos na capacitação e habilitação dos profissionais para acolhimento e avaliação qualificados, ações imediatas e resolutivas, visando o alcance de uma redeassistencial integrada, estruturada e organizada no atendimento às urgências e emergências, enquanto importante componente do sistema de atenção à saúde das pessoas
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 02.08.2018
  • Online source access
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      NASCIMENTO, Debora Mendes do; PEREIRA, Marta Cristiane Alves. Registros eletrônicos na identificação da evolução dos pacientes admitidos em um hospital privado, segundo protocolo de avaliação e classificação de risco. 2018.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2018. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/22/22134/tde-05122018-203411/ >.
    • APA

      Nascimento, D. M. do, & Pereira, M. C. A. (2018). Registros eletrônicos na identificação da evolução dos pacientes admitidos em um hospital privado, segundo protocolo de avaliação e classificação de risco. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/22/22134/tde-05122018-203411/
    • NLM

      Nascimento DM do, Pereira MCA. Registros eletrônicos na identificação da evolução dos pacientes admitidos em um hospital privado, segundo protocolo de avaliação e classificação de risco [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/22/22134/tde-05122018-203411/
    • Vancouver

      Nascimento DM do, Pereira MCA. Registros eletrônicos na identificação da evolução dos pacientes admitidos em um hospital privado, segundo protocolo de avaliação e classificação de risco [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/22/22134/tde-05122018-203411/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020