Exportar registro bibliográfico

Avaliação da função renal no pós-operatório de herniorrafia de parede abdominal no paciente cirrótico (2018)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: LOPES, LILIANA DUCATTI - FM
  • Unidades: FM
  • Sigla do Departamento: MGT
  • Subjects: CIRROSE HEPÁTICA; HÉRNIA ABDOMINAL; INSUFICIÊNCIA RENAL; PERÍODO PÓS-OPERATÓRIO; COMPLICAÇÕES PÓS-OPERATÓRIAS; ASCITE
  • Keywords: Ascite; Cirrhosis; Herniorrafia; Herniorraphy; Postoperative; Renal insufficiency
  • Language: Português
  • Abstract: Introdução: A incidência de hérnia abdominal em pacientes cirróticos é elevada, em torno de 20%. Em casos de ascite volumosa, a incidência atinge valores até 40%.Uma das principais e mais graves complicações no pósoperatório (PO) de correção de hérnias de pacientes cirróticos é a insuficiência renal aguda, conhecida como acute kidney injury - insuficiência renal aguda (AKI). Objetivos: O objetivo deste estudo é analisar a função renal de pacientes cirróticos submetidos à cirurgia de correção de hérnias abdominais em nosso serviço. Além disso, comparar os pacientes que apresentam AKI PO com os demais, para determinar os fatores relacionados à sua ocorrência. Métodos: Seguimento de pacientes cirróticos submentidos à cirurgia de hérnia entre 2001 e 2014 no Serviço de Transplante de Fígado. Foram coletados exames laboratoriais para avaliar a função renal no pós-operatório rotineiramente. A AKI foi definida com base no consenso do clube da ascite em 2015. Resultados: Dos 174 pacientes incluídos, ocorreu AKI em 58 pacientes (34,9%). Houve diferença entre grupos para as seguintes variáveis: model for end-stage liver disease - modelo para doença hepática terminal (MELD) inicial, creatinina basal e creatinina, o grupo com AKI apresentou médias superiores ao grupo que não apresentou AKI. No grupo do AKI PO, 74,1% das cirurgias, foram realizadas em caráter de emergência, enquanto que no grupo sem AKI PO, 34,6%. No grupo AKI,90,4% dos indivíduos apresentaram complicações no PO, enquanto no grupo sem AKI, 29,9%. As variáveisIdade, MELD inicial, creatinina basal e creatinina no pós-operatório inicial (POI) foram estatisticamente significantes na análise de sobrevida. Conclusão: Existe uma associação entre AKI PO e cirurgia de emergência e AKI PO e complicações PO. Os fatores relacionados à maior ocorrência de AKI em pacientes cirróticos submetidos à cirurgia de hérnia são o MELD inicial, creatinina basal, creatinina POI. O preparo de pacientes cirróticos com hérnia abdominal antes de procedimentos cirúrgicos deve ocorrer sistematicamente pois apresentam alta incidência de AKI PO
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 25.10.2018
  • Online source access
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      LOPES, Liliana Ducatti; ANDRAUS, Wellington. Avaliação da função renal no pós-operatório de herniorrafia de parede abdominal no paciente cirrótico. 2018.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2018. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5168/tde-15012019-105133/ >.
    • APA

      Lopes, L. D., & Andraus, W. (2018). Avaliação da função renal no pós-operatório de herniorrafia de parede abdominal no paciente cirrótico. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5168/tde-15012019-105133/
    • NLM

      Lopes LD, Andraus W. Avaliação da função renal no pós-operatório de herniorrafia de parede abdominal no paciente cirrótico [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5168/tde-15012019-105133/
    • Vancouver

      Lopes LD, Andraus W. Avaliação da função renal no pós-operatório de herniorrafia de parede abdominal no paciente cirrótico [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5168/tde-15012019-105133/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020