Ver registro no DEDALUS
Exportar registro bibliográfico

O diálogo em processos de educação ambiental: análise das relações existentes entre uma ONG e pescadores artesanais marítimos do litoral paulista (2018)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: MONTEIRO, RAFAEL DE ARAUJO AROSA - IEE
  • Unidades: IEE
  • Subjects: EDUCAÇÃO AMBIENTAL; PESCA ARTESANAL; ORGANIZAÇÃO NÃO GOVERNAMENTAL
  • Keywords: Artisanal Fishermen; Diálogo; Dialogue; Dialogue indicators; Educação Ambiental; Environmental Education; Indicadores de diálogo; Non-Governmental Organization; Organização Não Governamental; Pescadores Artesanais
  • Language: Português
  • Abstract: Esta pesquisa buscou contribuir para o aprofundamento da compreensão do diálogo em processos de educação ambiental (EA) e da formulação de indicadores que permitam averiguar a dialogicidade no fazer das/dos educadoras(es) ambientais, uma vez que se constitui enquanto um princípio-base a ser adotado em processos educadores que sejam de fato transformadores da realidade. Para isso, buscou-se analisar como se deu o processo educador desenvolvido por uma organização não governamental com pescadores artesanais marítimos do litoral paulista, respondendo a seguinte pergunta de pesquisa: As atividades de EA e de pesquisa desenvolvidas por uma ONG com pescadores artesanais marítimos do litoral paulista contribuíram para fomentar o diálogo entre a ONG e os pescadores em busca de uma transição para a pesca responsável e da melhoria das condições existenciais dos pescadores? Os dados foram coletados por meio da análise de documentos e de entrevistas semi-estruturadas, sendo analisados a partir de uma síntese das ideias de Martin Buber, David Bohm, William Isaacs e Paulo Freire sobre o diálogo, composta por um conjunto de perguntas-indicadoras divididas em três categorias: aspectos externos, aspectos internos e ação dialógica. Os resultados encontrados demonstram a incipiência do diálogo na relação entre os atores. Os aspectos externos dialógicos se limitaram à frequência semanal das conversas e a algumas formas de disposição dos participantes em determinados encontros. Os aspectosinternos revelaram o estabelecimento de dois tipos de relação: uma antidialógica e outra que chamei de dialógica incipiente por apresentar alguns indícios de emergência do diálogo, não sendo, no entanto, fortes o suficiente para caracterizar a existência de um campo relacional dialógico. Em relação à ação dialógica foi possível verificar o início de um processo de acordo com os princípios dos círculos de cultura. No entanto, a falta de priorização da continuidade de tal processo nos permite afirmar que não houve uma ação dialógica de acordo com os indicadores elaborados, caracterizando-se, assim, enquanto uma emergência dialógica suprimida. Além disso, quanto às estratégias pedagógicas adotadas nos diferentes encontros de EA é possível afirmar que aquela utilizada nos diagnósticos participativos foi a única que potencializou a emergência do diálogo. Por fim, vale destacar as potencialidades dialógicas encontradas nos dois atores da pesquisa. Alguns pescadores apresentaram uma forte postura de abertura ao Outro, inclusive se permitindo enfrentar e superar medos adquiridos em outras relações, realizando, assim, a suspensão de tais pressupostos. A ONG, por sua vez, apresentou importantes atitudes estimuladoras do diálogo, como a escuta genuína, o respeito, a não utilização de linguajar acadêmico e a não imposição de ideias. Todas essas potencialidades devem ser estimuladas juntamente com a criação de novas, de forma a permitir o avanço na existência dialógica e a efetividadeda transição para um novo modelo de pesca e de sociedade
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 06.08.2018

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MONTEIRO, Rafael de Araujo Arosa; SORRENTINO, Marcos. O diálogo em processos de educação ambiental: análise das relações existentes entre uma ONG e pescadores artesanais marítimos do litoral paulista. 2018.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2018. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/106/106132/tde-21112018-153628/ >.
    • APA

      Monteiro, R. de A. A., & Sorrentino, M. (2018). O diálogo em processos de educação ambiental: análise das relações existentes entre uma ONG e pescadores artesanais marítimos do litoral paulista. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/106/106132/tde-21112018-153628/
    • NLM

      Monteiro R de AA, Sorrentino M. O diálogo em processos de educação ambiental: análise das relações existentes entre uma ONG e pescadores artesanais marítimos do litoral paulista [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/106/106132/tde-21112018-153628/
    • Vancouver

      Monteiro R de AA, Sorrentino M. O diálogo em processos de educação ambiental: análise das relações existentes entre uma ONG e pescadores artesanais marítimos do litoral paulista [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/106/106132/tde-21112018-153628/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2019