Exportar registro bibliográfico

Zooarqueologia da Lapa Grande de Taquaraçu (2018)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: CHIM, ELIANE NUNES - MAE
  • Unidades: MAE
  • Sigla do Departamento: PPARQ
  • Subjects: BIOARQUEOLOGIA; ZOOARQUEOLOGIA; SÍTIOS ARQUEOLÓGICOS; HOLOCENO
  • Agências de fomento:
  • Language: Português
  • Abstract: A Lapa Grande de Taquaraçu, localizada entre o carste de Lagoa Santa e a Serra do Cipó, apresenta datações do Holoceno Inicial (11.750-11.250 anos cal AP a 9.050-8.990 anos cal AP). Nesta época o território que atualmente corresponde ao Brasil Central já era habitado por diversas populações de caçadores-coletores, cuja economia tem sido caracterizada como de amplo espectro baseada na coleta de recursos vegetais e na caça de animais terrestres de pequeno e médio porte. O material faunístico proveniente de Taquaraçu foi analisado, sob a ótica da zooarqueologia, com a finalidade de testar a eficiência de três diferentes métodos de coleta de faunas (plotagem, peneiramento e triagem em campo e peneiramento e triagem em laboratório de amostras totais de sedimentos) e entender a exploração de recursos faunísticos pelos grupos humanos que utilizaram o abrigo em quatro momentos temporais escalonados ao longo do Holoceno Inicial. Os resultados do teste de métodos indicam que a plotagem privilegia o resgate de ossos de animais grande e médio porte, especialmente mamíferos; o peneiramento e a triagem dos elementos faunísticos em campo é apropriado para evidenciar o espectro faunístico presente no sítio, no entanto não permite a recuperação de ossos de animais menores ou elementos de difícil reconhecimento, subestimando sobretudo os peixes; e o peneiramento e a triagem em laboratório de amostras totais de sedimentos permite a recuperação de elementos pertencentes à taxa de tamanho pequeno, no entanto é pouco eficiente para caracterização da amplitude taxonômica presente no sítio. Diante dos resultados obtidos foi sugerido um protocolo para coleta de vestígios faunísticos em sítios abrigados.Com relação a exploração de recursos faunísticos, o registro zooarqueológico evidenciado em Taquaraçu insere os grupos que ocuparam este abrigo no contexto das economias generalistas do Holoceno Inicial da América do Sul, no entanto, neste sítio há a sugestão de amplo conhecimento de ambientes aquáticos, de modo que se pode afirmar que os caçadores-coletores que ocuparam Taquaraçu no Holoceno Inicial também eram pescadores
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 13.11.2018

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CHIM, Eliane Nunes; WESOLOWSKI, Verônica. Zooarqueologia da Lapa Grande de Taquaraçu. 2018.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2018. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/71/71131/tde-03012019-121316/pt-br.php >.
    • APA

      Chim, E. N., & Wesolowski, V. (2018). Zooarqueologia da Lapa Grande de Taquaraçu. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/71/71131/tde-03012019-121316/pt-br.php
    • NLM

      Chim EN, Wesolowski V. Zooarqueologia da Lapa Grande de Taquaraçu [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/71/71131/tde-03012019-121316/pt-br.php
    • Vancouver

      Chim EN, Wesolowski V. Zooarqueologia da Lapa Grande de Taquaraçu [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/71/71131/tde-03012019-121316/pt-br.php

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020