Exportar registro bibliográfico

Influência do nível socioeconômico do paciente sobre a evolução oncológica de casos com câncer renal localizado tratados cirurgicamente (2018)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: CORTEZ, ITALO VALLE - FM
  • Unidades: FM
  • Sigla do Departamento: MCG
  • Subjects: NEOPLASIAS RENAIS (CIRURGIA); FATORES SOCIOECONÔMICOS; MORTALIDADE; CARCINOMA; RECIDIVA LOCAL DE NEOPLASIA
  • Keywords: Cancer-specific mortality; Carcinoma renal cell; Neoplasm recurrence; Socioeconomic profile
  • Language: Português
  • Abstract: Introdução: o câncer de rim corresponde a aproximadamente 3% de todos os casos novos de câncer no mundo, sendo o carcinoma de células renais o tipo histológico mais frequente nos Estados Unidos da América, correspondendo a 85% das neoplasias renais malignas. A nefrectomia é o tratamento cirúrgico padrão para os pacientes diagnosticados com neoplasias renais e pode ser utilizada de forma radical ou parcial, dependendo do tamanho e localização do tumor. Alguns estudos recentes têm tentado demonstrar que diferenças no acesso ao tratamento entre pacientes com classes socioeconômicas díspares podem agravar a evolução da doença e até mesmo a sobrevida de pacientes menos favorecidos. No entanto esses dados ainda são controversos e não existem números concretos definindo qual a influência real da classe socioeconômica na evolução dos pacientes com neoplasias renais. Objetivos: 1) Verificar as chances de recorrência da neoplasia e mortalidade câncer-específica dos pacientes tratados cirurgicamente com carcinoma de células renais em instituições com perfis de pacientes socioeconômico diferentes, sendo uma pública, que atende pacientes com níveis socioeconômicos inferiores e outra privada, que atende pacientes com níveis socioeconômicos mais elevados. 2) Verificar também as características da neoplasia e as formas de tratamento de pacientes tratados em instituições públicas e privadas, supostamente influenciadas pelos diferentes níveis socioeconômicos. Métodos: foi realizado estudoretrospectivo não controlado com 398 pacientes portadores de neoplasia de rim, que foram tratados com nefrectomia radical ou parcial e acompanhados por pelo menos 5 anos. Os pacientes foram divididos em dois grupos de acordo com as instituições nas quais foram submetidos ao tratamento, sendo 300 pacientes de instituição pública (ICESP) e 98 pacientes de instituição privada (Hospital SírioLibanês). Foram realizadas comparações entre os dois grupos, incluindo as seguintes variáveis: recorrência local tumoral, mortalidade câncer-específica, dados demográficos como sexo, tipo de cirurgia realizada e aspectos anátomo-clínicos como estadiamento tumoral, tipo histológico, grau de Fuhrman e tamanho do tumor. Resultados: o tipo de cirurgia, tanto nefrectomia radical como parcial, realizada em ambas as instituições foi numericamente semelhante (p = 0,782). No que tange ao tipo histológico, houve diferença estatística significativa entre os grupos, sendo que, em ambas as instituições houve predominância do carcinoma de células claras, entretanto, com número mais elevado na instituição pública do que na instituição privada, respectivamente, 83,0% e 56,1%, observando-se, contudo, maior prevalência de tumores com componente sarcomatoide na instituição privada (6,1% versus 1%, p < 0,001). Em relação ao estágio patológico da neoplasia houve uma maior frequência de casos avançados pT3-pT4 na instituição pública, comparada à privada, respectivamente, 26,0% e 14,3% (p < 0,001). O grau de Fuhrman e o volume tumoral forammais elevados nos pacientes submetidos ao tratamento na instituição pública, quando comparada à privada, respectivamente, 28,0% versus 24% em relação ao grau de Fuhrman (p = 0,048) e 6,7 cm versus 5,8 cm em relação ao volume tumoral (p = 0,016). Com respeito a mortalidade câncerespecífica (públicas 10,4% versus privadas 8,2%, p = 0,4250) e recorrência tumoral (públicas 15,0% versus privadas 11,2%, p = 0,304), os resultados foram semelhantes nas duas instituições estudadas. Conclusões: os riscos de recorrência tumoral e mortalidade câncer-específica foram semelhantes em pacientes tratados em instituição pública e privada no Brasil, indicando que diferentes níveis socioeconômicos não influenciam a evolução oncológica de pacientes com câncer renal localizado tratados cirurgicamente. Os resultados do presente estudo demonstraram também que pacientes tratados em instituição pública e possivelmente de nível socioeconômico mais baixo, são diagnosticados com carcinoma de células renais mais avançado, quando comparados aos pacientes tratados em hospital privado, supostamente de nível socioeconômico mais alto
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 17.10.2018

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CORTEZ, Italo Valle; SROUGI, Miguel. Influência do nível socioeconômico do paciente sobre a evolução oncológica de casos com câncer renal localizado tratados cirurgicamente. 2018.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2018. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5153/tde-03012019-095429/ >.
    • APA

      Cortez, I. V., & Srougi, M. (2018). Influência do nível socioeconômico do paciente sobre a evolução oncológica de casos com câncer renal localizado tratados cirurgicamente. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5153/tde-03012019-095429/
    • NLM

      Cortez IV, Srougi M. Influência do nível socioeconômico do paciente sobre a evolução oncológica de casos com câncer renal localizado tratados cirurgicamente [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5153/tde-03012019-095429/
    • Vancouver

      Cortez IV, Srougi M. Influência do nível socioeconômico do paciente sobre a evolução oncológica de casos com câncer renal localizado tratados cirurgicamente [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5153/tde-03012019-095429/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020