Exportar registro bibliográfico

Efeito da mobilização neural em indivíduos com lombalgia crônica (2018)

  • Authors:
  • Autor USP: RAMOS, MARINA - ICB
  • Unidade: ICB
  • Sigla do Departamento: BMA
  • Subjects: DOR CRÔNICA; DOR LOMBAR; COLUNA VERTEBRAL; QUALIDADE DE VIDA; CITOCINAS; SISTEMA NERVOSO PERIFÉRICO; DOENÇAS MUSCULOSQUELÉTICAS
  • Keywords: Chronic low back pain; Cytokines; Intensidade da dor; Lombalgia crônica; Lumbar spine mobility; Mobilidade da coluna lombar; Mobilização Neural; Neural mobilization; Níveis de citocinas; Pain intensity; Qualidade de vida; Quality of life; Sensibilidade periférica
  • Language: Português
  • Abstract: A lombalgia tem consequências como dor, incapacidade funcional e diminuição da qualidade de vida, que pode acometer cerca de 70 a 90% da população brasileira em algum período de sua vida. A fisioterapia dispõe de inúmeros recursos dentre eles a Mobilização Neural, que facilita a condutibilidade nervosa, melhorando consequentemente o quadro álgico. O tratamento consiste em restaurar a mobilidade e a elasticidade do sistema nervoso periférico por meio de tensões, oscilações e angulações articulares. Neste sentido, este estudo teve como objetivo avaliar os efeitos da técnica e avaliar o comportamento álgico, bem como o possível envolvimento de citocinas pró e anti-inflamatórias após o tratamento. A técnica foi aplicada três vezes por semana, num total de 10 intervenções, com duração de dez minutos cada sessão. Participaram deste estudo 46 indivíduos (28 mulheres e 18 homens), que foram alocados em três grupos: grupo MOB, grupo MOB+MED e Grupo CONTROLE. Foram utilizadas ferramentas para avaliar tais efeitos, dentre elas: Escala Visual Analógica (EVA); Teste da Distância do 3º dedo ao solo; Goniometria; Fotogrametria; Avaliação da qualidade de vida - WHOQOL-bref; Questionário de incapacidade de Roland Morris; Índice de Oswestry sobre Incapacidade e Ensaios de Multiplex para a dosagem de citocinas no tecido sanguíneo.Os resultados demonstraram uma melhora significativa na intensidade da dor (p<0,02) e mobilidade lombar (p<0,04), quando comparamos as medidas antes e após o tratamento, e consequentemente, uma melhora significativa na qualidade de vida e incapacidade dos pacientes. Ao analisarmos as citocinas (p<0,05), houve uma redução estatisticamente significativa nas citocinas pró-inflamatórias (IL-1β, IL-6 e TNFα) e aumento estatisticamente significativo de citocina anti-inflamatória (IL-4).Esperamos, por meio deste estudo, contribuir e compreender alguns mecanismos envolvidos durante o processo de reabilitação com a Mobilização Neural
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 19.09.2018
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      RAMOS, Marina; CHACUR, Marucia. Efeito da mobilização neural em indivíduos com lombalgia crônica. 2018.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2018. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/42/42131/tde-28112018-140228/ >.
    • APA

      Ramos, M., & Chacur, M. (2018). Efeito da mobilização neural em indivíduos com lombalgia crônica. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/42/42131/tde-28112018-140228/
    • NLM

      Ramos M, Chacur M. Efeito da mobilização neural em indivíduos com lombalgia crônica [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/42/42131/tde-28112018-140228/
    • Vancouver

      Ramos M, Chacur M. Efeito da mobilização neural em indivíduos com lombalgia crônica [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/42/42131/tde-28112018-140228/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021