Exportar registro bibliográfico

Obtenção de virus like particles (VLPs) de Mayaro usando diferentes sistemas de expressão (2018)

  • Authors:
  • Autor USP: REZENDE, ALEXANDRE GONçALVES DE - BIOTECNOLOGIA
  • Unidade: BIOTECNOLOGIA
  • Subjects: BACULOVIRIDAE; WESTERN BLOTTING; VACINAS VIRAIS; IMUNOFLUORESCÊNCIA; LEVEDURAS; MICROSCOPIA ELETRÔNICA
  • Keywords: Baculovirus; Baculovírus; Mayaro virus; vírus Mayaro; Virus like particles (VLPs); Pichia pastoris; Pichia pastoris; Virus like particles (VLPs)
  • Language: Português
  • Abstract: Recentemente, vários arbovírus têm acometido a população de países emergentes ocasionando sérios problemas de saúde pública, como as doenças causadas pelos vírus da dengue, Chikungunya, Zika e febre amarela. Um vírus emergente e já circulante no Brasil, chamado Mayaro (MAYV), do mesmo gênero do Chikungunya (Alphavirus), possui potencial prejudicial semelhante a esses já estabelecidos. Seu vetor de transmissão é o mosquito do gênero Haemagogus, característico de regiões isoladas, principalmente florestas. Entretanto, estudos demonstraram que o Aedes aegypti é um competente vetor desse agente, o que possibilita sua disseminação em regiões urbanas. O presente trabalho avaliou a expressão das proteínas estruturais do vírus Mayaro (E1, E2, E3, C e 6K), utilizando dois sistemas de expressão distintos, um baseado na levedura Pichia pastoris, e outro derivado de Baculovírus (BEVS). Essa estratégia foi estabelecida para que a expressão dessas proteínas promova a formação de partículas semelhantes ao vírus (virus like particles), estruturas multiprotéicas que mimetizam a conformação de uma partícula viral podendo ser utilizada como um candidato vacinal. O trabalho evidenciou a correta obtenção de organismos recombinantes em ambos os sistemas, com a avaliação da expressão sendo feita com técnicas de dot blot, western blot e imunofluorescência indireta (IFI). Com o sistema baculovírus, foram avaliadas as linhagens Sf-9 e Hi-5, sendo evidenciada a expressão de proteínas do MAYV em ambas,utilizando MOI 10 e tempos pós-infecção de 96 e 72 h, respectivamente. A correta expressão das proteínas de MAYV também foi evidenciada com a levedura Pichia pastoris, com cultivo a 30 ºC e tempo de análise 48 h após indução. A geração de VLPs foi avaliada em amostras de sobrenadantes de ambos os sistemasapós a concentração por ultracentrifugação em gradiente de iodixanol, e análise por microscopia eletrônica de transmissão, sendo observadas nos dois sistemas com tamanhos variando entre 30-60 nm. Os resultados desse projeto podem gerar ferramentas importantes no desenvolvimento de kits diagnósticos e métodos vacinais contra o MAYV
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 10.08.2018
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      REZENDE, Alexandre Gonçalves de; JORGE, Soraia Attie Calil. Obtenção de virus like particles (VLPs) de Mayaro usando diferentes sistemas de expressão. 2018.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2018. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/87/87131/tde-12122018-111536/ >.
    • APA

      Rezende, A. G. de, & Jorge, S. A. C. (2018). Obtenção de virus like particles (VLPs) de Mayaro usando diferentes sistemas de expressão. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/87/87131/tde-12122018-111536/
    • NLM

      Rezende AG de, Jorge SAC. Obtenção de virus like particles (VLPs) de Mayaro usando diferentes sistemas de expressão [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/87/87131/tde-12122018-111536/
    • Vancouver

      Rezende AG de, Jorge SAC. Obtenção de virus like particles (VLPs) de Mayaro usando diferentes sistemas de expressão [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/87/87131/tde-12122018-111536/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021