Exportar registro bibliográfico

Fatores sociodemográficos, clínicos, comportamentais e afetivos-sexuais associados com parceria sexual sorodiscordante de pessoas vivendo com HIV/aids (2018)

  • Authors:
  • Autor USP: OLIVEIRA, LAYZE BRAZ DE - EERP
  • Unidade: EERP
  • Sigla do Departamento: ERG
  • Subjects: SÍNDROME DE IMUNODEFICIÊNCIA ADQUIRIDA; ASSISTÊNCIA AO PACIENTE (SERVIÇOS DE SAÚDE); COMPORTAMENTO PSICOSSEXUAL; ASSISTÊNCIA AMBULATORIAL; CONTROLE DE DOENÇAS TRANSMISSÍVEIS
  • Keywords: Acquired Immunodeficiency Syndrome; Ambulatory Care; Assistência Ambulatorial; Assistência ao Paciente; Comportamento Sexual; Control of Communicable Diseases; Controle de Doenças Transmissíveis; HIV; Patient Care; Sexual Behavior; Síndrome de Imunodeficiência Adquirida
  • Language: Português
  • Abstract: Trata-se de um estudo transversal, analítico, com objetivo de descrever e caracterizar as variáveis sociodemográficas, clínicas, afetivo-sexuais, de gerenciamento de risco de pessoas vivendo com HIV/aids, caracterizar as ações educativas oferecidas no serviço de saúde dessas pessoas, analisar os fatores sociodemográficos, clínicos, afetivo-sexuais e a utilização das estratégias de gerenciamento de risco de pessoas vivendo com HIV/aids e sua associação com sorologia do parceiro sexual em pessoas vivendo com HIV/aids. A coleta de dados foi realizada em um Serviços de Atendimento Especializado (SAE) do município de Teresina, de novembro de 2016 a março de 2017. Foram incluídos indivíduo com idade >= a 18 anos; que estivesse em um relacionamento fixo ou casual mantendo relação sexual e com resultado de exame sorológico reagente para HIV e excluídos gestantes e pacientes em situação de privação de liberdade e aqueles que obtinham acesso aos medicamentos antirretrovirais pelo programa, mas com acompanhamento em serviço privado. Uma amostra não probabilística foi formada por 173 indivíduos. Os dados foram coletados por meio de entrevistas individuais, em sala privativa. Utilizou-se instrumento de caracterização para avaliação socioeconômica, demográfica, clínica, afetivo-sexuais, de gerenciamento de risco e as ações educativas oferecidas pelos serviços de atendimento especializado construído para estudo. O projeto foi aprovado pelo comitê de ética sob protocolo nº CAAE59293316.6.0000.5393/2016. Entre as parcerias sexuais identificou-se um perfil de pacientes sorodiscordantes em sua maioria do sexo masculino, adultos, jovens, procedentes de Teresina, com ensino médio completo, pardos, com renda de até três salários mínimos, residindo com 1 a 2 pessoas no domicílio, entre as variáveis clinicas as parcerias sexuais sorodiscordantes tinham um predomínio de contagens de células CD4 acima de 500 com carga viral indetectável. Verificou-se associação estatística entre a sorologia do parceiro e o sexo, estado civil, filho, número de filhos. Quanto as variáveis afetivo-sexuais entre casais sorodiscordantes houve um predomínio de heterossexuais com parceria sexual fixa, o uso consistente do preservativo se fez presente na maioria dos casais, a coinfecção mais prevalente foi a sífilis, em relação as práticas sexuais o sexo oral e anal foram os mais prevalentes, a maioria utilizou álcool nas relações sexuais e a revelação da condição sorológica para o parceiro foi realizada entre mais da metade das parcerias sexuais, entretanto um minoria consideram importante realizar essa revelação. A sorologia do parceiro sexual foi associada com tipo de parceria, uso do preservativo masculino, prática sexual vaginal insertivo, divulgação do diagnóstico do HIV para a parceria sexual e considera importante a divulgação do HIV para o parceiro. Quanto as estratégias de gerenciamento de risco entre as parcerias sexuais sorodiscordantes as estratégias mais utilizadasfoi a ingestão da medicação antirretroviral e o uso do preservativo, o diálogo com a parceria sexual sobre métodos de prevenção do HIV foi frequente entre os casais. Verificou-se associação estatística entre a sorologia do parceiro e uso do preservativo masculino, combinações de estratégia de prevenção, uso de PEP quando o preservative estourasse e frequência com que você e seu parceiro (a) conversam sobre o melhor método de prevenção para o casal. A oferta de ações dispostas pelos Serviços de saúde ainda é limitada, aquém das reais necessidades dos pacientes. Conclui-se que as PVHA no município de Teresina, acompanhadas ambulatorialmente estabelecem parcerias sexuais, a sorologia do parceiro foi influenciada pelas variáveis sociodemográficas, afetivo-sexuais, de gerenciamento de risco. Assim, faz-se necessário o desenvolvimento de estratégias para o atendimento das parcerias sexuais, com foco na promoção da saúde e prevenção do HIV para o parceiro sorodiscordante, a atuação do serviço deve ser integral de forma a atender os pacientes de forma holística
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 12.06.2018
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      OLIVEIRA, Layze Braz de; REIS, Renata Karina. Fatores sociodemográficos, clínicos, comportamentais e afetivos-sexuais associados com parceria sexual sorodiscordante de pessoas vivendo com HIV/aids. 2018.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2018. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/22/22132/tde-05102018-194600/ >.
    • APA

      Oliveira, L. B. de, & Reis, R. K. (2018). Fatores sociodemográficos, clínicos, comportamentais e afetivos-sexuais associados com parceria sexual sorodiscordante de pessoas vivendo com HIV/aids. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/22/22132/tde-05102018-194600/
    • NLM

      Oliveira LB de, Reis RK. Fatores sociodemográficos, clínicos, comportamentais e afetivos-sexuais associados com parceria sexual sorodiscordante de pessoas vivendo com HIV/aids [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/22/22132/tde-05102018-194600/
    • Vancouver

      Oliveira LB de, Reis RK. Fatores sociodemográficos, clínicos, comportamentais e afetivos-sexuais associados com parceria sexual sorodiscordante de pessoas vivendo com HIV/aids [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/22/22132/tde-05102018-194600/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021