Exportar registro bibliográfico

O pensamento radical de Thomas Paine (1793-1797): artífice e obra da Revolução Francesa (2017)

  • Authors:
  • Autor USP: CARVALHO, DANIEL GOMES DE - FFLCH
  • Unidade: FFLCH
  • Sigla do Departamento: FLH
  • Subjects: HISTÓRIA SOCIAL; REVOLUÇÃO FRANCESA; PROPRIEDADE PRIVADA
  • Keywords: Basic income; Imposto progressivo; Jacobinism; Jacobinismo; Progressive tax; Renda universal
  • Agências de fomento:
  • Language: Português
  • Abstract: Esta tese examina três escritos de Thomas Paine (1737-1809) elaborados durante a Revolução Francesa, os quais representam as reflexões mais radicais de seu pensamento religioso, político e social. Em primeiro lugar, será analisado o panfleto The Age of Reason, expressão máxima de seu radicalismo religioso, que teve sua primeira parte escrita em 1793 e a segunda em 1794. Contrapondo-se, por um lado, às religiões reveladas e, por outro lado, à descristianização do período jacobino, nesse texto o deísmo é apresentado como a face religiosa da democracia vindoura. Em segundo lugar, será analisado o texto Dissertation on the First Principles of Government, redigido e publicado em 1795, a mais acabada exposição da teoria democrática. A um só tempo contrário ao liberalismo termidoriano e crítico do que fora o jacobinismo, nesse texto Paine opõe-se categoricamente àqueles que pensavam a propriedade privada como um direito natural que poderia ser equivalente ou mesmo superior aos direitos naturais de liberdade e a igualdade. Por fim, será analisado o texto Agrarian Justice, expressão máxima de seu radicalismo social, produzido no inverno de 1795-1796 (publicado em 1797). Em reação tanto ao liberalismo irredutível dos termidorianos, quanto às propostas igualitaristas de Graco Babeuf, o texto apresenta-se como uma proposta de erradicação da pobreza sem romper com os princípios do que seria política liberal. Pretende-se captar o sentido do pensamento de Paine no contexto da RevoluçãoFrancesa e discutir a validadade da afirmação de Eric Hobsbawm na Era das Revoluções, segundo a qual Paine, radical nos Estados Unidos, seria um moderado girondino na França. Na contramão da maioria das interpretações correntes, a pesquisa objetiva repensar a figura de Paine, mostrando sua relevância como intérprete da Revolução Francesa e como nome fundamental para a história do pensamento político, religioso e social.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 08.12.2017
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CARVALHO, Daniel Gomes de; FLORENZANO, Modesto. O pensamento radical de Thomas Paine (1793-1797): artífice e obra da Revolução Francesa. 2017.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2017. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8138/tde-12062018-135137/ >.
    • APA

      Carvalho, D. G. de, & Florenzano, M. (2017). O pensamento radical de Thomas Paine (1793-1797): artífice e obra da Revolução Francesa. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8138/tde-12062018-135137/
    • NLM

      Carvalho DG de, Florenzano M. O pensamento radical de Thomas Paine (1793-1797): artífice e obra da Revolução Francesa [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8138/tde-12062018-135137/
    • Vancouver

      Carvalho DG de, Florenzano M. O pensamento radical de Thomas Paine (1793-1797): artífice e obra da Revolução Francesa [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8138/tde-12062018-135137/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021