Exportar registro bibliográfico

Impacto da ativação sônica e ultrassônica do cimento obturador dos canais radiculares na adaptação e resistência de união à dentina (2016)

  • Authors:
  • Autor USP: WIESSE, PAÚL ERNESTO BACA - FORP
  • Unidade: FORP
  • Sigla do Departamento: 804
  • Subjects: ODONTOLOGIA; ENDODONTIA; OBTURAÇÃO DO CANAL RADICULAR; ULTRASSOM; RESISTÊNCIA DE UNIÃO (ODONTOLOGIA); MICROSCOPIA CONFOCAL
  • Keywords: Bond strength; Ultrasonic; Confocal microscopy; Endodontics; Endodontics sealer; Odontology; Root canal obturation; Cimento endodôntico; Ultrassom; Endodontia; Microscopia confocal; Obturação do canal radicular; Odontologia; Resistência de união
  • Language: Português
  • Abstract: O objetivo deste estudo foi avaliar a resistência de união, a penetração e a adaptação à dentina radicular de cimentos obturadores à base de resina epóxica e de silicato de cálcio com e sem ativação sônica e ultrassônica. Raízes de caninos superiores com 16 mm de comprimento foram submetidas a preparo biomecânico com instrumentos rotatórios de níquel titânio sob irrigação constante com NaOCl 2,5% e irrigação final com EDTA 17%. As raízes foram distribuídas em grupos de acordo com os cimentos obturadores: AH Plus e MTA Fillapex. Cada grupo foi subdividido em função da ativação do cimento obturador (n=13): sem ativação; ativação sônica por 30 segundos; ativação ultrassônica por 30 segundos. Em cada subgrupo, a manipulação dos cimentos obturadores foi realizada de acordo com as instruções dos fabricantes para 10 espécimes, para os 3 espécimes restantes, o cimento foi acrescido de Rodamina B 0,1% previamente à manipulação. A obturação foi realizada de acordo com o protocolo de cada subgrupo em relação ao cimento e ativação, utilizando-se a técnica de condensação lateral. Após três vezes os tempos de endurecimento dos cimentos, os espécimes foram seccionados obtendo-se 3 slices de 1,0 mm de espessura de cada terço radicular. Dois slices de cada terço foram submetidos ao teste de push-out e o padrão de falha foi determinado. O terceiro slice de cada terço radicular foi submetido à análise qualitativa da adaptação do cimento à dentina radicular e presença de vazios, por meio de microscopia confocal de varredura a laser. Nos espécimes em que o cimento foi acrescido de Rodamina B 0,1%, avaliou-se a penetração do cimento na dentina radicular por microscopia confocal de varredura a laser com fluorescência. Os dados foram analisados por testes estatísticos paramétricos e não-paramétricos. O cimento AHPlus (2,58±1,21) apresentou maior resistência de união comparado ao MTA Fillapex (1,45±0,71) (p<0,122). A ativação ultrassônica (2,64±1,44) propiciou maior resistência de união comparada aos grupos sem ativação (1,58±0,73) (p<0,0001) e com ativação sônica (1,83±0,85) (p<0,0001), não havendo diferença entre estes (p=0,3303). O terço cervical apresentou maior resistência de união (2,48±1,49) comparado ao médio (2,08±0,94) (p=0,0003) e apical (1,48±0,58) (p<0,001). Para o cimento MTA Fillapex houve predomínio de falhas adesivas mistas em todos os grupos, enquanto que para o cimento AH Plus houve predomínio de falhas adesivas mistas para os grupos sem ativação e ativação ultrassônica e falhas adesivas mistas e adesivas ao material obturador para o grupo de ativação sônica. A ativação ultrassônica promoveu, independente do cimento obturador, maior número, densidade e extensão de tags, com massa obturadora mais homogênea e adaptada às paredes do canal radicular. A ativação sônica, por sua vez, apresentou número, densidade e extensão de tags similares ao grupo sem ativação, no entanto a massa obturadora apresentou desadaptações e formação de bolhas. A ativação ultrassônica impactou na maior resistência de união, penetração, densidade e extensão de tags e melhor adaptação do cimento a dentina radicular, ao contrário da ativação sônica que não aumentou a resistência de união e penetração de tags e proporcionou maior desadaptação e inclusão de vazios na massa obturadora
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 07.04.2016
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      WIESSE, Paúl Ernesto Baca; PECORA, Jesus Djalma. Impacto da ativação sônica e ultrassônica do cimento obturador dos canais radiculares na adaptação e resistência de união à dentina. 2016.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2016. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/58/58133/tde-29042016-114957/ >.
    • APA

      Wiesse, P. E. B., & Pecora, J. D. (2016). Impacto da ativação sônica e ultrassônica do cimento obturador dos canais radiculares na adaptação e resistência de união à dentina. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/58/58133/tde-29042016-114957/
    • NLM

      Wiesse PEB, Pecora JD. Impacto da ativação sônica e ultrassônica do cimento obturador dos canais radiculares na adaptação e resistência de união à dentina [Internet]. 2016 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/58/58133/tde-29042016-114957/
    • Vancouver

      Wiesse PEB, Pecora JD. Impacto da ativação sônica e ultrassônica do cimento obturador dos canais radiculares na adaptação e resistência de união à dentina [Internet]. 2016 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/58/58133/tde-29042016-114957/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020